A experiência eclesial de Santa Teresa de Jesus

Palavras-chave: Igreja, Teresa de Jesus, Experiência Eclesial, Amizade com Cristo

Resumo

A presente pesquisa visa analisar a experiência eclesial de Santa Teresa de Jesus, sua experiência dolorosa e o contexto eclesial marcado pela Reforma Protestante. Em seguida, é abordado seu itinerário místico, no qual se percebe que sua consciência eclesial vai se alargando a ponto de compreender-se como filha da Igreja. O objetivo deste estudo consiste em analisar, sobretudo, o caráter eminentemente cristológico da eclesiologia teresiana. Na visão de Teresa, a Igreja congrega os bons amigos de Cristo, que sendo fiéis ao Mestre, estão dispostos a entregar sua própria vida por Ele.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago de Fraga Gomes, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil, com período sanduíche pela Ruhr-Universität Bochum (RUB), em Bochum, Alemanha. Pós-Doutorando pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRio), no Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Professor Adjunto e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Perito da Comissão para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, DF, Brasil.

Luciano Marques de Jesus, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Doutor, mestre e graduado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Graduado em Estudos Sociais, em Teologia e em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Professor Titular e Coordenador do Curso de Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil.

Everton Ricardo Berny Machado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Bacharel em Teologia pelo Instituto de Teologia e Pastoral (ITEPA), em Passo Fundo, RS, Brasil. Bacharel em Filosofia pelo Instituto Superior de Filosofia Berthier (IFIBE), em Passo Fundo, RS, Brasil. Mestrando em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Provincial dos Frades Carmelitas Descalços (OCD) da Província Nossa Senhora do Carmo, em Porto Alegre, RS, Brasil.

Referências

APA. Dicionário de Psicologia. Porto Alegre: Artmed, 2010.

AUCLAIR, Marcelle. Teresa de Ávila: a dama errante de Deus. São Paulo: Quadrante, 1995.

ALVAREZ, Tomás. Livro da Vida. In: SCIADINI, Patrício (org.). Dicionário de Santa Teresa de Jesus. São Paulo: Carmelitanas; LTR, 2009.

ALVAREZ, Tomás. Santa Teresa y la Iglesia. 2. ed. Burgos: Monte Carmelo, 1980.

BANDRIDGE, Margarida Maria. Mulher. In: SCIADINI, Patrício (org.). Dicionário de Santa Teresa de Jesus. São Paulo: Carmelitanas; LTR, 2009.

BENTO XVI, Papa. Deus caritas est. In: Vatican. Roma, 2005. Disponível em: https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/encyclicals/documents/hf_ben-xvi_enc_20051225_deus-caritas-est.html. Acesso em: 4 jul. 2022.

BENTO XVI, Papa. Santa missa de inauguração da V CELAM. In: Vatican. Aparecida, 2007. Disponível em: https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/homilies/2007/documents/hf_ben-xvi_hom_20070513_conference-brazil.html. Acesso em: 4 jul. 2022.

BURGO, Lucio del; GÓMEZ NAVARRO, Eusebio; GUERRA SANCHO, Augusto. Para leer a Santa Teresa. Santo Domingo: Monte Carmelo: Editorial de Espiritualidad del Caribe, 1994.

BRUGGER, Walter. Dicionário de Filosofia. São Paulo, Herder, 1969.

CONGAR, Yves-Marie. Igreja e Papado: perspectivas históricas. Tradução de Marcelo Rouanet. São Paulo: Loyola, 1997.

FRANCISCO, Papa. Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate: sobre o chamado à santidade no mundo atual. São Paulo: Paulus, 2018.

GARCIA, Maximiliano Herraiz. Oração história de amizade. São Paulo: Loyola, 2001.

LEITE, Leonardo Delatorre; MORAES, Gerson Leite de. As contribuições da filosofia mística de Santa Teresa de Ávila para espiritualidade prática. Estudos de Religião, São Paulo, v. 35, n. 1, p. 63-87, jan./abr. 2021.

MAROTO, Daniel de Pablo. Lecturas y Maestros de Santa Teresa. Madrid: Editorial de Espiritualidad, 2009.

PACHO, Eulogio. El apogeo de la Mística Cristiana: historia de la Espiritualidad Clásica Española. Burgos: Monte Carmelo, 2008.

PEDROSA-PÁDUA, Lúcia. Mística e profecia na espiritualidade cristã: o testemunho de Santa Teresa de Jesus. Horizonte, Belo Horizonte, v. 8, n. 18, p. 757-778, 2012.

PEDROSA-PÁDUA, Lúcia. Vida e significado de Santa Teresa de Jesus. In: PEDROSA-PÁDUA, Lúcia; CAMPOS, Mônica (org.). Santa Teresa: mística para o nosso tempo. São Paulo: Reflexão, 2011.

PIERRARD, Pierre. História da Igreja. Tradução de Álvaro Cunha. São Paulo: Paulinas, 1982.

REYNAUD, Elisabeth. Teresa de Ávila ou o Divino prazer. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SANTA TERESA DE JESUS. Obras Completas. 3. ed. São Paulo: Carmelitanas; Loyola, 2008.

SCIADINI, Patrício. Santa Teresa de A a Z. São Paulo: Loyola, 2004.

TORRES SÁNCHEZ, S. Mística y cristología en Santa Teresa. Teresa de Jesús: presencia permanente. Revista de Espiritualidad, Madrid, n. 222-223, p. 75-117, jan./jun. 1997.

Publicado
2022-07-27