Imaginários distópicos, populismos e política pop

Observações a partir de “The Waldo Moment” de Black Mirror

Palavras-chave: Populismo, Política-pop, Black Mirror, The Waldo Moment

Resumo

No seguinte ensaio pretendemos analisar como o episódio “The Waldo Moment”, da série britânica Black Mirror, possibilita uma reflexão crítica acerca da emergência dos populismos contemporâneos e do papel dos meios de comunicação nessa emergência. Assim, na primeira parte traçamos um panorama acerca do fenómeno do populismo, apresentando as principais conceptualizações sobre o conceito, bem como alguns desafios que a democracia liberal enfrenta. Posteriormente, verificamos algumas condições actuais da democracia em tempos de indignação e de desprezo pela classe política. Por fim, apresentamos uma análise hermenêutica ao episódio “The Waldo Moment”, acreditando que este nos possibilita compreender alguns aspectos da paisagem política contemporânea permeada pelo avanço dos populismos reaccionários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hélder Prior, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, Brasil; Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã, Portugal.

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior, em Covilha, Portugal. Pós-doutor pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB), em Brasília, DF, Brasil (PNPD/CAPES), e pela Universidade da Beira Interior (UBI), em Covilhã, Portugal (FCT). Investigador integrado do LabCom da UBI e investigador colaborador do Observatorio Iberoamericano de la Comunicación da Universidade Autónoma de Barcelona, onde realizou períodos de investigação doutoral entre 2008 e 2012 e pós-doutoral em 2018. Professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, Brasil, e da Universidade Autônoma de Lisboa, em Lisboa, Portugal.

Referências

ARENDT, Hannah. O que é a Política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

CANOVAN, Margaret. Trust the people! Populism and the two faces of democracy. Political Studies, Londres, v. 47, n. 1, p. 2-16, 1999.

CESARINO, Letícia. How Social Media Affords Populist Politics: Remarks on Liminality Based on the Brazilian Case. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 59, n. 1, p. 404-427, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8658828/22507. Acesso em: 5 fev. 2021.

CIGÜELA SOLA, Javier; LUCENA, Jorge Martínez. El imaginario social de la democracia en Black Mirror. Revista Latina de Sociología, Corunha, v. 4, n. 1, p. 90-109, 2014. Disponível em: https://ruc.udc.es/dspace/bitstream/handle/2183/14488/RLS_2014_4_art_7.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 5 fev. 2021.

CORREIA, João Carlos. Populismos: A “clownização” da política. In: CORREIA, João Carlos; GRADIM, Anabela; MORAIS, Ricardo. (ed.). Imaginários distópicos, metáforas e ficções. Covilhã: Livros Labcom, 2019. p. 177-190.

DEBORD, Guy. La Société du Spectacle. Paris: Gallimard, 1992.

EATWELL, Roger. GOODWIN, Matthew. Populismo. A revolta contra a Democracia Liberal. Porto Salvo: Desassossego, 2019.

FRASER, Nancy. From Redistribution to Recognition? Dilemmas of Justice in Post-Socialist Age. New Left Review, Londres, n. 212, p. 68-93, 1995. Disponível em: https://newleftreview.org/issues/i212/articles/nancy-fraser-from-redistribution-to-recognition-dilemmas-of-justice-in-a-post-socialist-age. Acesso em: 5 fev. 2021.

GERBAUDO, Paolo. Social Media and Populism: an elective affinity? Media Culture & Society, Londres, v. 40, n. 5, p. 745-753, 2018. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0163443718772192. Acesso em: 5 fev. 2021.

GOMES, Wilson. Transformações da política na era da comunicação de massa. São Paulo: Paulus, 2004.

INNERARITY, Daniel. A Política em Tempos de Indignação. Alfragide: D. Quixote, 2016.

JANSEN, Robert. Populist mobilization: A new theoretical approach to populism. Sociological Theory, California, v. 29, n. 2, p. 75-96, 2011. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1111/j.1467-9558.2011.01388.x. Acesso em: 5 fev. 2021.

LACLAU, Ernesto. On Populist Reason. Londres: Verso, 2005.

MUDDE, Cas; ROVIRA KALTWASSER, Cristóbal. Populismo: uma Brevíssima Introdução. Lisboa: Gradiva, 2017.

WEYLAND, Kurt. Clarifying a contested concept: Populism in the study of Latin American politics. Comparative Politics, Nova Iorque, v. 34, n. 1, p. 1-22, 2001.

JAGERS, Jan; WALGRAVE, Stefaan. Populism as Political Communication Style: An Empirical Study of Political Parties’ Discourse in Belgium. European Journal of Political Research, Paris, n. 46, p. 319-345, 2007. Disponível em: https://ejpr.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1475-6765.2006.00690.x. Acesso em: 5 fev. 2021.

MALY, Ico. New Right Metapolitics and the Algorithmic Activism of Schild & Vrienden. Social Media + Society, Londres, v. 5, n. 2, 2019. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/2056305119856700. Acesso em: 5 fev. 2021.

MAZZOLENI, Gianpietro. The media and the growth of neo-populism in contemporary democracies. In: MAZZOLENI, Gianpietro; HORSFIELD, Stewart J. The media and neo-populism: a contemporary comparative analysis. Westsport: Praeger Publishers, 2003. p. 1-20.

MOFFITT, Benjamin; TORMEY, Simon. Rethinking Populism: Politics, Mediatisation and Political Style. Political Studies, Londres, v. 62, n. 2, p. 381-397, 2014. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1111/1467-9248.12032

MULLER, Jean-Werner. O que é o Populismo? Lisboa: Texto Editores, 2017.

PAPPAS, Takis. Os Diferentes adversários da Democracia liberal. Journal of Democracy em Português, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 18-40, 2017.

POSTMAN, Neil. Amusing ourselves to death. London: Penguin, 1986.

SHILS, Edward. The Tormento f Secrecy: the Background and Consequences of American Security Policies. Glencoe: Free Press, 1956.

SCHWARTZENBERG, Roger-Gérard. L’État Spectacle, Le Star System en politique. Paris: Flammarion, 1997.

THOMPSON, John. B. Media and Modernity, A Social Theory of The Media. Cambridge: Polity Press, 1995.

WAISBORD, Silvio. The elective affinity between post-truth communication and populist politics. Communication Research and Practice, Oxford, v. 4, n 1, p. 17-34, 2018. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/22041451.2018.1428928. Acesso em: 5 fev. 2021.

Publicado
2021-11-05
Como Citar
Prior, H. (2021). Imaginários distópicos, populismos e política pop: Observações a partir de “The Waldo Moment” de Black Mirror. Revista FAMECOS, 28(1), e40093. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2021.1.40093