Comunicação e educação: os movimentos do pêndulo

Palavras-chave: Comunicação, educação, sociotécnica

Resumo

Este artigo resulta de pesquisa em escolas localizadas na cidade de São Paulo e entorno e se vincula a preocupações concernentes às interfaces educomunicativas. Um dos objetivos do trabalho foi o de verificar como os meios de comunicação e suas linguagens entram em circulação no cotidiano das aulas. Daí decorreram perguntas afeitas aos eventuais usos da comunicação nos processos de ensino e aprendizagem, assim como o reconhecimento dos hábitos midiáticos de discentes e docentes. Entre as técnicas investigativas acionaram-se entrevistas, questionários, observação direta, abrangendo cento e noventa e sete docentes e seiscentos e noventa e nove discentes, distribuídos em trinta e duas escolas. Os resultados indicam existir desencontros entre os ritmos dos discursos escolares e as temporalidades que matizam o cotidiano de alunos e professores, marcadas fortemente pelos media. Propomos promover a inter-relação comunicativo-educativa enquanto possiblidade de circundar aquelas distonias

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson Odair Citelli, Escola de Comunicações e Artes. Universidade de São Paulo
Prof. Titular junto ao Departamento de Comunicações e Artes, da ECA-USP.   É docente, sob regime RDIDP, dos programas de graduação e pós-graduação da ECA/USP, onde ministra cursos e orienta dissertações e teses nas áreas de comunicação/educação, educomunicação, comunicação/linguagem. Pesquisador 1B do CNPq.  Foi chefe do Departamento de Comunicações e Artes-ECA-USP. Foi coordenador do PPGCOM-USP. Foi membro do comitê de avaliação da CAPES e do comitê assessor de Comunicação do CNPq. É autor de inúmeros artigos e livros, dentre estes destacam-se: Linguagem e persuasão (Ática, 1994); Comunicação e educação: a linguagem em movimento (SENAC, 2000); Palavras, meios de comunicação e educação (Cortez, 2006); Educomunicação. Construindo uma nova área de conhecimento (Org.com Cristina Costa). (Paulinas, 2011); Educomunicação. Imagens do professor na mídia (Org.). (Paulinas, 2012); Comunicação e educação: o problema da aceleração social do tempo (Org.) (Paulinas, 2017)

Referências

BOURDIEU, Pierre. O mercado de bens simbólicos. In: A economia das trocas simbólicas. Org. Sérgio Miceli. São Paulo: Perspectiva, 2007.

BRAGA, Ruy. A política do precariado. Do populismo à hegemonia lulista. São Paulo: Boitempo, 2012.

CITELLI, Adilson. Comunicação e educação. A linguagem em movimento. São Paulo, SENAC, 2004.

_______________. Ensino à distância na perspectiva dos diálogos com a comunicação. In. Revista Comunicação, mídia e consumo. São Paulo, ESPM/PPGCOM, São Paulo ano 8 vol. 8 n. 22 p. 187-209 jul. 2011.

DARDOT, Pierre e LAVAL, Christian. A nova razão do mundo. Ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016

FOLHA DE S.PAULO. 2017. Automação vai mudar a carreira de brasileiros até 2030. São Paulo, 21 jan., 2017, p. A17.

MATA, Maria Cristina. Comunicación y ciudadanía. Problemas teórico-políticos de su articulación. Revista Fronteiras. São Leopoldo, UNISINOS, VIII (1): p. 5 -15, jan.abr. 2006.

MESSIAS, Cláudio. A audiência protagonista e os pressupostos da Educomunicação: reflexões epistemológicas. In: NAGAMINI, Eliana e GOMES, Ana Luisa Zaniboni (Orgs.). Dinâmicas e suportes para conhecer, reconhecer e integrar saberes em Comunicação e Educação. v.4. Ilhéus, Editus, 2017.

RUBIM, Antonio Albino Canelas. Políticas culturais e novos desafios. MATRIZes, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 93-115, jun 2009.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A crítica da razão indolente. Contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000.

SOARES, Ismar de Oliveira. Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação. São Paulo: Paulinas, 2011.

UNESCO: Youth engaging with the world: media, communication and Social change. UNESCO: Nordicom/Sweden, 2009.

WILLIAMS, Raymond. The long revolution. London and New York: Columbia University Press, 1961.

___________________. Communication. London: Penguin Books, 1969.

Publicado
2018-08-23
Como Citar
Citelli, A. O. (2018). Comunicação e educação: os movimentos do pêndulo. Revista FAMECOS, 25(3), ID29914. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2018.3.29914
Seção
Mediação