Crônicas de Machado de Assis e romance folhetim de Almeida Garrett: duas experiências pioneiras

  • Antonio Hohlfeldt Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Faculdade de Comunicação Social, Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Literatura e Jornalismo, Machado de Assis, Almeida Garrett

Resumo

O artigo busca evidenciar as relações entre Jornalismo e Literatura, a partir de dois casos referencias: em Portugal, Almeida Garrett; no Brasil, Machado de Assis. Sabe-se que a maior, constante e principal atividade profissional de Machado de Assis foi a crônica jornalística, que ele exerceu ao longo de toda a sua vida. Dali tirou sustento. Mais que isso, na crônica ele exercitou estilo e temas que depois desenvolveria em contos e, sobretudo, no romance. Quanto a Almeida Garrett, já na maturidade, publicou “Viagens em minha terra” em folhetins na Revista Lisbonense Universal, não porque tivesse alguma dificuldade em encontrar editor, mas porque, segundo se propõe aqui, a forma narrativa adotada, do folhetim, correspondia aos objetivos do escritor, de fazer uma espécie de crônica política sem correr riscos de perseguição por parte das autoridades de então. Em ambos os casos pretende-se concluir que as relações entre Jornalismo e Literatura são mais estreitas do que parece à primeira vista e, sobretudo, o Jornalismo viabilizou a divulgação literária através dos espaços dos periódicos de então.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Hohlfeldt, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Faculdade de Comunicação Social, Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Professor e atual Coordenador do PPGComunicação da FAMECOS/PUCRS, Professor do PPG da Faculdade de Letras da PUCRS, em Escrita Criativa. Ex-presidente da INTERCOM, por dois mandatos, membro do Instituto Histórico e Geográfico do RS. Pesquisador do CNPq.

Referências

ABDALA JR., Benjamin; PASCHOALIN, Maria Aparecida. História social da literatura portuguesa. São Paulo: Ática, 1982.

ASSIS, José Maria Machado de. Obras completas. Rio de Janeiro: W. M. Jackson Inc., 15 de setembro de 1862, v. 1, 1955.

ASSIS, José Maria Machado de. Obras completas. Rio de Janeiro: W. M. Jackson Inc., fevereiro de 1878, v. 3, 1955.

ASSIS, José Maria Machado de. Crônicas – Crítica – Poesia – Teatro. São Paulo: Cultrix, 1964.

ASSIS, José Maria Machado de. 20 de dezembro de 1869. In: MAGALHÃES JR., Raimundo. Vida e obra de Machado de Assis. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira/Brasília-INL, s/d.

BACKES, Marcelo. Um autor sem escola. In: GARRETT, Almeida. Viagens na minha terra. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1999.

BALZAC, Honoré de. Os jornalistas. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999.

BARBERO, Jesús Martin. Das mídias às mediações: Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

BARRETO, Lima. Os subterrâneos do Morro do Castelo. São Paulo: Dantes, 1999.

BARRETO FILHO. Introdução a Machado de Assis. Rio de Janeiro: Agir. 1947.

BRAYNER, Sônia. Metamorfoses machadianas. In: BOSI, Alfredo e outros. Machado de Assis. São Paulo: Ática. 1982.

CABRAL, Luís. Garrett jornalista. Catálogo da exposição, Porto, Biblioteca Pública Municipal do Porto, 1999.

CANDIDO, Antonio (Org.). A crônica: O gênero, sua fixação e suas transformações. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa; Campinas: UNICAMP, 1992.

CARDOSO, Marília Rothier. Moda da crônica: frívola e cruel. In: A crônica: O gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa; Campinas: Unicamp, 1992.

COELHO, Latino. Garrett e Castilho. Lisboa: Santos & Vieira, 1917.

COSTA, Jorge. Catálogo. In: CABRAL, Luis (Coord.). Garrett Jornalista: Catálogo de exposição. Porto: Biblioteca Pública Municipal do Porto, 1999.

COUTINHO, Afrânio. A crônica. In: A literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Sul Americana, v. 6, 1968.

_______. Machado de Assis cronista. In: Machado de Assis na literatura brasileira. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 1990.

DANTAS, Júlio. Prefácio. In: Revista Universal Lisbonense, verbete 2011, p. 593. Disponível em:<http://hemerotecadigital.com-lisboa.pt/OBRAS/RUL/1842-1843/Agos.>. Acesso em: 14 ago. 2016.

DAVID, Sérgio Nazar – Garrett: O fim do primeiro exílio e o semanário O Cronista (1827). In: NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira e outros. Literatura, história e política em Portugal (1820-1856). Rio de Janeiro: UFRJ, 2007.

DEFOE, Daniel. A aparição da sra. Veal. In: DEFOE, Daniel. Contos de fantasmas. Porto Alegre: L&PM, 1997.

ECO, Umberto. Seis passeios pelos bosques da ficção. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

FRANCO, Afonso Arinos de Melo. O velho Senado. In: O velho Senado, Brasília, Senado Federal. 1989.

GARRETT, Almeida. Viagens na minha terra. Lisboa: Sá da Costa, 1954.

_______. Viagens na minha terra. Lisboa: Atlântida, 1973.

_______. Viagens na minha terra. São Paulo: FTD. 1992.

_______. Viagens na minha terra. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1999.

GRAÇA, Luis. A visão do Oriente na literatura portuguesa de viagens: Os viajantes portugueses e os itinerários terrestres (1560-1670). Lisboa: Imprensa Nacional, 1983.

HEMEROTECA DIGITAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA – Disponível em:<http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistroricas/RUL.pdf>. Acesso em: 21 ago. 2016.

HOHLFELDT, Antonio. Deus escreve certo por linhas tortas. O romance-folhetim dos jornais de Porto Alegre – 1850-1900. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

MACHADO, Álvaro Manuel. Almeida Garrett: Mitologia Nacional e Romantismo Europeu. In: Bibliotheca Portucalensis. Porto: Biblioteca Pública Municipal do Porto, II série, ed. 13/14, p. 72-73, 1998-1999.

MARINHO, Maria de Fátima. O aproveitamento da história na obra literária de Almeida Garrett. In: Bibliotcheca Portacalensis, II Série, n. 13-14, Porto, Biblioteca Pública Municipal, 1998-1999.

MOISÉS, Massaud. Nota preliminar. In: ASSIS, José Maria Machado de. Crônicas-Crítica-Poesia-Teatro. São Paulo: Cultrix, 1964.

MATTOS, Joaquim. Os primeiros passos do Romantismo: O Toucador, de Garrett. Porto, junho de 1999. Disponível em:<http://www.alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/zips/jmatos01.rtf>. Acesso em: 14 ago. 2016.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1969.

MEYER, Marlyse. O folhetim: Uma história. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MILTON, John. Areopagítica. Rio de Janeiro: Topbooks, 1999.

MOISÉS, Massaud. Nota preliminar. In: ASSIS, Machado de. Crônica – Crítica – Poesia – Teatro. São Paulo: Cultrix, 1964.

MONTEIRO, Ofélia M. Caldas Paiva. Introdução. In: GARRETT, Almeida. Viagens na minha terra. Lisboa: Atlântida, 1973.

MONTELLO, Josué. O espírito político de Machado de Assis. In: O velho Senado. Brasília: Senado Federal, 1989.

PRADO COELHO, A. do. O “romanceiro” de Garrett. Lisboa: Clássica, 1962.

REVISTA UNIVERSAL LISBONENSE (RUL), Lisboa. Imprensa Nacional. Disponível em: <http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/OBRAS/RUL/194201843/Agos>. Acesso em: 14 ago. 2016.

SARAIVA, António José; LOPES, Oscar. História da literatura portuguesa. Porto-Coimbra-Lisboa: Porto Editora-Livraria Arfinado; Empresa Litográfica Fluminense, 1975.

SILVA, João Lourival da Rocha Oliveira. O Panorama (1837-1844): Jornalismo e ilustração em Portugal na primeira metade dos oitocentos. Porto: Universidade Fernando Pessoa, 2013. Mimeo.

SILVEIRA, Francisco Maciel. Viagem à roda de Viagens na minha terra. In: GARRETT, Almeida. Viagens na minha terra. São Paulo: FTD, 1969.

SIMÕES, João Gaspar. Almeida Garrett. Lisboa: Presença, 1964.

_______. Garrett. Porto: Tavares Martins, 1954.

SOUSA, Jorge Pedro (Org.). A génese do jornalismo lusófono e as Relações de Manuel Severim de Faria (1626-1628). Porto: Universidade Fernando Pessoa, 2007.

________. Tobias Peucer: Progenitor da teoria do jornalismo. Disponível em: . Acesso em: 30 mai. 2016.

TAVARES, José Pereira. Prefácio. In: GARRETT, Almeida. Viagens na minha terra. Lisboa: Sá da Costa, 1954.

TENGARRINHA, José. Nova história da imprensa portuguesa. Das origens a 1965. Lisboa: Círculo de Leitores, 2013.

TINHORÃO, José Ramos. Os romances em folhetins no Brasil: 1830 à atualidade. São Paulo: Duas Cidades, 1994.

VARGUES, Isabel Nobre. Garrett jornalista. In: CABRAL, Luis (Coord.). Garrett jornalista: Catálogo da exposição. Porto: Biblioteca Pública Municipal, 1999.

Publicado
2016-09-22
Como Citar
Hohlfeldt, A. (2016). Crônicas de Machado de Assis e romance folhetim de Almeida Garrett: duas experiências pioneiras. Revista FAMECOS, 23(4), ID25015. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2016.s.25015