O Seminário de Cinema do MASP e a produção documental de Ozualdo Candeias (1955-66)

Palavras-chave: Cinema, Documentário, Ozualdo Candeias

Resumo

A partir do trabalho com documentação de arquivo, busca-se debater o Seminário de Cinema do MASP enquanto espaço de formação no contexto das indústrias cinematográficas dos anos 1950, esclarecendo a passagem de Ozualdo Candeias pelo mesmo. Após a contextualização de tal experiência educacional, a proposta é a análise da produção documental do cineasta entre os anos 1950-60, pensando-a a partir dos ruídos ante ao modo documental expositivo, bem como pelas presenças de um futuro estilo marcado pela liminaridade. Entre os resultados, verificaram-se três linhas de tensão para a construção da liminaridade: a) as ironias; b) os ruídos propiciados por zooms, movimentos de câmera e enquadramentos não usuais; c) o gosto pelo grotesco e pela experiência visual dos deslocamentos espaciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Raddi Uchôa, Universidade Federal de São Carlos

Doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP. Professor colaborador do Programa de Pós- Graduação em Imagem e Som da Universidade Federal de São Carlos (PPGIS/UFSCar), onde desenvolve pesquisa de pós-doutorado (CAPES-PNPD).

Referências

ABREU, Nuno César. Boca do Lixo: cinema e classes populares. Campinas/SP: Unicamp, 2006.

AVELLAR, J. C. Três notas sobre o que está no centro de A margem. In: Ozualdo R. Candeias: 80 anos. São Paulo: CCBB, 2002, p. 19-31.

BARBOSA e SILVA, Florentino. Um Seminário. Habitat, São Paulo, n. 2, p. 82-83, jan.-mar. 1951.

BARDI, Pietro Maria. O Museu de Arte de São Paulo. Habitat, São Paulo, n. 1, p. 17, out.-dez. 1950.

BERNARDET, Jean-Claude. In: Ozualdo R. Candeias. São Paulo: Centro Cultural Banco do Brasil, 2002.

_____. O autor no cinema. São Paulo: Brasiliense/EDUSP, 1994.

BORDWELL, David. Sobre a História do estilo cinematográfico. Campinas/SP: Unicamp, 2013.

_____. La narración en el cine de ficción. Barcelona: Paidós, 1996.

_____. Figuras traçadas na luz. Campinas/SP: Papirus, 2008.

_____. THOMPSON, Kristin. Film Art: an introduction. Nova York: The MacGraw-Hill Companies, 1997.

BRANIGAN, Edward. O plano-ponto-de-vista. In: RAMOS, Fernão Pessoa (Org.). Teoria Contemporânea do Cinema, v. 2, São Paulo: Editora Senac São Paulo, p. 251-275, 2005.

CANDEIAS, O. Depoimento para 30 anos de cinema paulista. Cadernos da Cinemateca Brasileira, São Paulo, n. 4, p. 75-87, 1980.

CATANI, Afrânio Mendes. O romance do Gato preto: Carlos Ortiz e a história do cinema brasileiro. In: MACHADO JÚNIOR, Rubens; SOARES, Rosana de Lima; ARAÚJO, Luciana Corrêa de. (Org.). Estudos de Cinema – Socine VIII, São Paulo: Annablume; Socine, p. 295-303, 2007.

_____. A sombra da outra: a cinematográfica Maristela e o cinema industrial paulista dos anos 50. São Paulo: Panorama, 2002.

DOUCHET, Jean. O corpo. In: OLIVERIA, Luis Miguel (Org.). Nouvelle Vague. Lisboa: Cinemateca portuguesa/ Museu do cinema, 1999.

GAMO, Alessandro Constantino. Aves sem rumo: a transitoriedade no cinema de O. Candeias. 2000. Dissertação (Mestrado em Multimeios) – Instituto de Artes/UNICAMP, Campinas, 2000.

GALVÃO, Maria Rita. Burguesia e cinema: o caso Vera Cruz. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981.

GOMES, Paulo Emílio Salles. A expressão social dos filmes documentais no cinema mudo brasileiro (1898-1930). In: CALIL, C.; MACHADO, M. (Orgs.). Um intelectual na linha de frente, São Paulo: Brasiliense; Rio de Janeiro: Embrafilme, p. 323-329, 1986.

GUIMARÃES, Clotilde Borges. A introdução do som direto no cimento documentário brasileiro na década de 1960. 2008. Tese (Doutorado) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2008.

MACHADO JÚNIOR, Rubens. Uma São Paulo de revestrés. Significação, São Paulo, n. 28, p. 111-131, 2007.

MARGULIES, Marcos. Documentários. Habitat, São Paulo, n. 5, p. 33-36, 1951.

MUSEU... Diário da Noite, São Paulo, 30 ago. 1952.

NICHOLS, Bill. Introdução ao documentário. Campinas/SP: Papirus, 2012.

PANOFSKY, Erwing. Three essays on style. Cambridge: MIT Press, 1995.

PASOLINI, Pier Paolo. A poesia no novo cinema. Revista Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, n. 7, p. 267-287, 1966.

RAMOS, Fernão. Cinema Marginal (1968/1973) – a representação em seu limite. São Paulo: Brasiliense, 1987.

_____. Os novos rumos do cinema brasileiro (1955-1970). História do Cinema Brasileiro. São Paulo: Art Editora, 1987.

RAMOS, José Mário Ortiz. Cinema, Estado e Lutas Culturais. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

AUTRAN, Artur; HEFFNER, Hernani; GARDNIER, Ruy. Biografia. A margem da Boca. Ozualdo R. Candeias: 80 anos, São Paulo: CCBB, p. 19-31, 2002.

_____. O pensamento industrial cinematográfico brasileiro. São Paulo: Hucitec, 2013.

SCHAPIRO, Meyer. Style, artiste et société. Paris: Gallimard, 1982.

SCHINCARIOL, Zuleica. Através do espaço do acervo: MASP na 7 de abril. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, 2000.

SIMÕES, Inimá. O imaginário da Boca. Cadernos Idart 6. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura do Estado de S. Paulo, Centro de Documentação e Informação sobre Arte Brasileira Contemporânea, 1981.

STENHEIM, Alfredo. Máximo Barro: talento e altruísmo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2009.

TURNER, Victor. O processo ritual: estrutura antiestrutura. Petrópolis: Vozes, 1974.

UCHOA, Fábio. Perambulação, silêncio e erotismo nos filmes de Ozualdo Candeias (1967-83). Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2013.

VAN GENNEP, Arnold. Os ritos de passagem. Petrópolis: Vozes, 1978.

WOLFFLIN, Henrich. Conceitos fundamentais da história da arte. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

Arquivos Consultados

Arquivo Histórico do MASP – Centro de Documentação do Museu de Arte de São Paulo.

Arquivo Plínio Garcia Sanchez – Centro de Documentação e Pesquisa da Cinemateca Brasileira.

Publicado
2017-03-24
Como Citar
Uchôa, F. R. (2017). O Seminário de Cinema do MASP e a produção documental de Ozualdo Candeias (1955-66). Revista FAMECOS, 24(2), ID23234. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.2.23234
Seção
Cinema