Esboços e projetos da sociedade empreendedora: mundo conexionista, sociabilidade e consumo

  • Vander Casaqui Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo - PPGCOM ESPM
Palavras-chave: Cultura empreendedora, comunicação e consumo, discurso

Resumo

Este artigo tem como tema a cultura empreendedora, compreendida como processo comunicacional por meio do estudo do Projeto Draft; ou, segundo as palavras do próprio projeto, trata-se da análise da “Cultura Maker”, ou os “novos empreendedores brasileiros”. O objeto de estudo é uma plataforma digital que dá visibilidade a iniciativas de empreendedorismo, empreendedorismo social, novos negócios, que oscila entre uma estética jornalística e conteúdos patrocinados por grandes corporações. Em pauta, está um Brasil editado pela visão da “sociedade empreendedora” (Drucker, 2011). Dentre os temas desenvolvidos, estão: a relação entre projetos de nação, cultura empreendedora e o espírito do capitalismo (Boltanski e Chiapello, 2009); os significados do consumo, as formas de sociabilidade e os modelos de cultura (Morin, 2007) construídos no ambiente do Projeto Draft. O método da pesquisa se fundamenta na proposta de análise crítica de discurso de Fairclough (2001).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vander Casaqui, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo - PPGCOM ESPM
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo - PPGCOM ESPM. Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo.

Referências

ALL WORK AND ALL PLAY. Vídeo de divulgação de pesquisa realizada pela agência Box1824, divulgado em 2012. Disponível em: vimeo.com/44130258 Acesso em: 20 nov. 2015.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: Dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

BAKHTIN, Mikhail (Bajtín). Estética de la creación verbal. Buenos Aires: Siglo XXI, 2008.

______. (Voloshinov). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1997.

BLANCO, Gisela. Verbete Draft: o que é disrupção? Projeto Draft, 11 fev. 2015. Disponível em: http://projetodraft.com/verbete-draft-o-que-e-disrupcao/. Acesso em: 6 abr. 2016.

BOLTANSKI, Luc; CHIAPELLO, Ève. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

BUONANNO, Milly. Histórias de vida exemplares. Biografias. MATRIZes, ano 5, n. 1, p. 63-84, 2011.

CASAQUI, Vander. A invenção de um país de empreendedores sociais: “Imagina na Copa” e seu projeto de Brasil. In: Anais do 23º Encontro Anual da Compós. Belém - Pará: UFPA, p. 1-19, 2014.

CHEYRE V, Hernán. Construyendo un país de emprendedores. Santiago de Chile: Ediciones LYD, 2013.

DAHRENDORF, Ralf. Homo sociologicus. Lisboa: Quetzal, 2012.

DINIZ, Leticia. Tem açúcar, boa vizinhança e colaboração: como um site está resgatando o hábito de pedir emprestado. Projeto Draft, 26 jan. 2015. Disponível em: http://projetodraft.com/tem-acucar-tem-boa-vizinhanca-e-tem-colaboracao-comoum-site-esta-resgatando-o-costume-de-pedir-emprestado/ Acesso em: 6 abr. 2016.

DRUCKER, Peter F. Inovação e espírito empreendedor: Prática e princípios. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

EHRENBERG, Alain. O culto da performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa. Aparecida – SP: Idéias & Letras, 2010.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: UNB, 2001.

FREIRE FILHO, João (org.). Ser feliz hoje: Reflexões sobre o imperativo da felicidade. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

GONÇALVES, Miguel. Haja novamente navegadores em Portugal (apresentação no TEDxO’Porto de 2012). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=VoqO9DyAEQ4 Acesso em: 20 nov. 2015.

ILLOUZ, Eva. O amor nos tempos do capitalismo. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

JAMESON, Fredric. Archaeologies of the future: The desire called utopia and other science fictions. London, New York: Verso Books, 2005.

JARDIM, Jacinto; FRANCO, José E. (orgs.). Portugal empreendedor: Trinta figuras empreendedoras da cultura portuguesa – relevância dos modelos para a promoção do empreendedorismo. Lisboa: INCM, 2014 (ebook).

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

MORIN, Edgar. Cultura de massas no século XX – v. 1, Neurose. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

PESAVENTO, Sandra J. Exposições universais: Espetáculos da modernidade do século XIX. São Paulo: Hucitec, 1997.

PRADO, José L. Aidar. Convocações biopolíticas dos dispositivos comunicacionais. São Paulo: Educ / Fapesp, 2013.

PROJETO DRAFT. Missão. Projeto Draft, 2014. Disponível em: http://projetodraft.com/o-que-queremos/ Acesso em: 6 abr. 2016.

______. Vídeo de divulgação veiculado em 2013. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7ZvPkWenZOA Acesso em: 15 nov. 2015.

PROJETO SONHO BRASILEIRO. Pesquisa realizada pela agência Box1824, divulgada em 2011. Disponível em: http://pesquisa.osonhobrasileiro.com.br/indexn.php Acesso em: 7 fev. 2015.

SARLO, Beatriz. La imaginación técnica: Sueños modernos de la cultura argentina. Buenos Aires: Nueva Visión, 2004.

TAYLOR, Charles. Imaginários sociais modernos. Lisboa: Texto & Grafia, 2010.

VIEIRA, Aline. Como Cristiane Pedote usa seu poder em uma gigante financeira para ajudar a mudar o mundo. Projeto Draft, 27 jan. 2015. Disponível em: http://projetodraft.com/como-a-executiva-cristiane-pedote-45-usa-seu-poder-emuma-gigante-financeira-para-ajudar-a-mudar-o-mundo/ Acesso em: 6 abr. 2016.

WEBER, Max. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004 [1905].

Publicado
2016-07-07
Como Citar
Casaqui, V. (2016). Esboços e projetos da sociedade empreendedora: mundo conexionista, sociabilidade e consumo. Revista FAMECOS, 23(3), ID22654. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2016.3.22654
Seção
Mídia e Cultura