A diversificação e popularização do livro e o surgimento e desenvolvimento de coleções de bolso no Brasil

  • Willian Eduardo Righini de Souza Universidade de São Paulo
  • Giulia Crippa Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Livro de bolso, Livro popular, Mercado editorial

Resumo

Este artigo apresenta, por meio de uma revisão de literatura, algumas das principais iniciativas que pretenderam popularizar o livro no Brasil e alcançar novos leitores, levando à criação de coleções de livros de bolso. Como resultado,  observamos que, apesar da existência de livros de bolso no país não ser algo recente, cada período privilegiou determinados públicos, características editoriais, estratégias de venda e divulgação, revelando a relação dessas coleções com o contexto socioeconômico no qual elas foram produzidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian Eduardo Righini de Souza, Universidade de São Paulo
Mestre e Doutorando em Ciência da Informação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo
Giulia Crippa, Universidade de São Paulo

Professora do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade de São Paulo - USP

Referências

AMORIM, Sônia Maria de. Em busca de um tempo perdido: edição de literatura traduzida pela Editora Globo (1930-1950). São Paulo: EDUSP; Com-Arte; Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1999.

BIGNOTTO, Cilza. Monteiro Lobato: editor revolucionário? In: BRAGANÇA, Aníbal; ABREU, Márcia (Org.). Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010. pp. 101-137.

BRASILIENSE. O que é o que é. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CENSO. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2011. Brasília, DF, 2011. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/superiorcensosuperior-sinopse. Acesso em: 25 jan. 2013.

COUTINHO, Edilberto. O livro de bolso no Brasil. Revista do Livro, Rio de Janeiro, ano 13, n. 41, pp. 85-91, 1970.

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil: sua história. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: EDUSP, 2005.

INSTITUTO PAULO MONTENEGRO; AÇÃO EDUCATIVA. INAF Brasil 2011: Indicador Nacional de Alfabetismo Nacional: principais resultados. São Paulo: Instituto Paulo Montenegro; Ação Educativa, 2012. Disponível em: http://www.ipm.org.br/download/informe_resultados_inaf2011_versao%20final_12072012b.pdf. Acesso em: 25 jan. 2013.

KOSHIYAMA, Alice Mitika. Monteiro Lobato: intelectual, empresário, editor. São Paulo: EDUSP; Com-Arte, 2006.

L&PM. Coleção L&PM Pocket. [2013?]. Disponível em: http://www.lpm.com.br/site/default.asp?TroncoID=805134&SecaoID=836333&SubsecaoID=0. Acesso em: 16 jan. 2013.

LABANCA, Gabriel Costa. Dos anos dourados às Edições de Ouro: a Tecnoprint e o livro de bolso no Brasil (1939-1970). 2009. 202 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

MACHADO, Cassiano Elek. Editoras líderes investem em livros de bolso para ampliar público. Folha de S. Paulo, São Paulo, 14 maio 2005. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u50321.shtml. Acesso em: 16 jan. 2013.

NÚMERO de universitários brasileiros cresceu 5,7% em 2011. Info, 18 out. 2012. Disponível em: http://info.abril.com.br/noticias/carreira/numero-de-universitarios-brasileiros-cresceu-5-7-em-2011-18102012-9.shl. Acesso em: 25 jan. 2012.

OLIVEIRA, Livio Lima de. A revolução da brochura: experiências de edição de livros acessíveis no Brasil a partir dos anos 1960. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 30., 2007, Santos. Anais eletrônicos... Santos: INTERCOM, 2007. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R0826-1.pdf. Acesso em: 2 jan. 2013.

PAIXÃO, Fernando (Coord.). Momentos do livro no Brasil. São Paulo: Ática, 1996.

PAZ E TERRA. Coleção Leitura. 2013. Disponível em: http://www.pazeterra.com.br/Colecoeslista.asp. Acesso em: 16 jan. 2013.

PEREIRA, Mateus Henrique de F. “Na nossa terra, em se plantando, elefante dá”: Editora Abril (1950-2006) e livros vendidos em bancas de jornal. In: BRAGANÇA, Aníbal; ABREU, Márcia (Org.). Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010. p. 303-316.

PRATES, Marco. Como o analfabetismo se distribui pelo Brasil. Exame, 21 set. 2012. Disponível em: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/como-o-analfabetismo-se-distribui-pelo-brasil. Acesso em: 25 jan. 2013.

REIMÃO, Sandra. Mercado editorial brasileiro: 1960-1990. São Paulo: Com-Arte; Fapesp, 1996.

TORRESINI, Elisabeth Wenhausen R. Editora Globo: uma aventura editorial nos anos 30 e 40. São Paulo: EDUSP; Com-Arte; Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1999.

Publicado
2014-06-02
Como Citar
Eduardo Righini de Souza, W., & Crippa, G. (2014). A diversificação e popularização do livro e o surgimento e desenvolvimento de coleções de bolso no Brasil. Revista FAMECOS, 21(1), 186-207. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2014.1.14486
Seção
Comportamento e Consumo