Cooperar e colaborar em processos de aprendizagem

Uma análise dos conceitos

Palavras-chave: Cooperação, Colaboração, Educação, Método de análise de conceito

Resumo

Os termos “cooperação” e “colaboração” têm sido utilizados por educadores e pesquisadores ao longo dos anos, em diferentes trabalhos. Contudo os vocábulos têm vieses diferentes quando considerados em situações de aprendizagem. Destarte, são conceitos investigados neste artigo por meio de uma pesquisa qualitativa, por meio do método de análise de conceito, proposto por Walker e Avant, com o suporte de uma revisão integrativa. Esta pesquisa tem como objetivo identificar as definições, considerando as nuanças, dos termos supracitados utilizadas por pesquisadores da área da educação. A revisão integrativa, realizada em um dos passos do método de análise de conceito, possibilitou levantar diferentes atributos que podem ser utilizados para cada um dos termos aqui tratados, a fim de diferenciá-los, especialmente em contextos pedagógicos. Ainda, verificou-se que é viável usar tanto a cooperação quanto a colaboração em diferentes níveis de ensino; contudo, para a escolha correta do conceito, o professor que atua em instituições de ensino deve avaliar a metodologia mais indicada para os alunos de sua turma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula de Andrade Janz Elias, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Doutorado em andamento em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR), Brasil. Atualmente é membro do Grupo de Pesquisas sobre Tecnologias na Educação Matemática; membro do Grupo de Pesquisa Inovação e Tecnologias na Educação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná; membro do Grupo de Pesquisa Criatividade e Inovação Docente no Ensino Superior.

Marilda Aparecida Behrens, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Doutorado em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), Brasil. Atualmente, é professora titular da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCRP).

Patricia Lupion Torres, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, (UFSC), Brasil. Atualmente é coordenadora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da PUCPR.

Referências

ARCHER, Carol; KELEN, Christopher. Dialogic pedagogy in creative practice: a conversation in examples. Pedagogy, Culture and Society, v. 23, n. 2, p. 175-202, 2015. http://doi.org/10.1080/14681366.2014.932301

BLACKLEY, Susan et al. Using a makerspace approach to engage Indonesian primary students with STEM. Issues in Educational Research, v. 28, n. 1, p. 18-42, 2018. Disponível em: https://www.iier.org.au/iier28/blackley.pdf

BOVILL, Catherine et al. Addressing potential challenges in co-creating learning and teaching: overcoming resistance, navigating institutional norms and ensuring inclusivity in student-staff partnerships. Higher Education, v. 71, n. 2, p. 195-208, 2016. https://doi.org/10.1007/s10734-015-9896-4

CASTELLARO, Mariano A.; ROSELLI, Néstor D. Peer collaboration in childhood according to age, socioeconomic context and task. European Journal of Psychology of Education, v. 30, n. 1, p. 63-80, 2014. http://doi.org/10.1007/s10212-014-0228-3

CEN, Ling et al. Quantitative approach to collaborative learning: performance prediction, individual assessment, and group composition. International Journal of Computer-Supported Collaborative Learning, v. 11, n. 2, p. 187-225, 2016. http://doi.org/10.1007/s11412-016-9234-6

CHILD, Simon F. J.; SHAW, Stuart. Towards an operational framework for establishing and assessing collaborative interactions. Research Papers in Education, v. 34, n. 3, p. 276-297, 2019. https://doi.org/10.1080/02671522.2018.1424928

CORONADO, Daniela M.; MIYASHIRO, Mercedes María N. Autonomous learning strategies in the reading comprehension of high school students. Propósitos y Representaciones, v. 7, n. 2, p. 134-159, 2019. http://doi.org/10.20511/pyr2019.v7n2.276

DEERING, Paul D. et al. Preparing young adolescents for a bright future – right now! Middle School Journal, v. 47, n. 1, p. 19-26, 2015. http://doi.org/10.1080/00940771.2016.1059726

FERNANDES, Maria das Graças M. et al. Análise conceitual: considerações metodológicas. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, DF, v. 64, n. 6, p. 1150-1156, 2011. https://doi.org/10.1590/S0034-71672011000600024

FERRAZ, Arthur T.; SASSERON, Lúcia H. Espaço interativo de argumentação colaborativa: condições criadas pelo professor para promover argumentação em aulas investigativas. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 19, p. 1-25, 2017. https://doi.org/10.1590/1983-21172017190117

KLEIN, Edna L.; VOSGERAU, Dilmeire S. R. Possibilidades e desafios da prática de aprendizagem colaborativa no ensino superior. Educação, Santa Maria, v. 43, n. 41, p. 667-698, 2018. https://doi.org/10.5902/1984644429300

MEYER, Kimberly; WURDINGER, Scott. Students’ perceptions of life skill development in project-based learning schools. Journal of Educational Issues, v. 2, n. 1, p. 91, 2016. https://doi.org/10.5296/JEI.V2I1.8933

MIRHOSSEINI, Fakhrossadat et al. Exploring the concept of Scholarship of Teaching and Learning (SoTL): concept analysis. Medical Journal of the Islamic Republic of Iran, v. 32, n. 1, 2018. http://doi.org/10.14196/mjiri.32.96

MORLEY, Christine; ABLETT, Phillip. Designing assessment to promote engagement among first year social work students. e-Journal of Business Education and Scholarship of Teaching, v. 11, n. 2, p. 1-14, 2017. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ1167329

PAI, Hui-Hua; SEARS, David A.; MAEDA, Yukiko. Effects of small-group learning on transfer: a meta-analysis. Educational Psychology Review, v. 27, n. 1, p. 79-102, 2014. https://doi.org/10.1007/s10648-014-9260-8

REED, Malcoml. Classroom interaction and the development of empowerment. Changing English: Studies in Culture and Education, v. 25, n. 2, p. 115-134, 2018. https://doi.org/10.1080/1358684X.2018.1458283

TARCHI, Christian; PINTO, Giuliana. Reciprocal teaching: analyzing interactive dynamics in the co-construction of a text’s meaning. Journal of Educational Research, v. 109, n. 5, p. 518-530, 2016. http://doi.org/10.1080/00220671.2014.992583

TORRES, Patricia L.; IRALA, Esrom Adriano F. Aprendizagem colaborativa: teoria e prática. In: TORRES, Patricia L. (Org.). Complexidade: redes e conexões na produção do conhecimento. Curitiba: Senar-PR, 2014. p. 61-94.

TORRES, Patricia L.; SIQUEIRA, Lilia María M. Educação virtual nas universidades: as contribuições da aprendizagem colaborativa. Revista de História da Educação Latino-Americana, v. 14, n. 19, p. 175-204, 2012. http://doi.org/10.9757/Rhela.19.08

VOSGERAU, Dilmeire S. R.; ROMANOWSKI, Joana P. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, 2014. http://doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.041.DS08

WALKER, Lorraine O.; AVANT, Kay C. Strategies for theory construction in nursing. 5ª Ed. Boston: Pearson, 2011.

WOSNITZA, Marold S. et al. Consistently inconsistent: teachers’ beliefs about help seeking and giving when students work in groups. Teachers and Teaching, v. 21, n. 1, p. 74-86, 2015. http://doi.org/10.1080/13540602.2014.928119

ZAMBERLAN, Lisa; WILSON, Stephanie E. “Conversation leading to progress”: student perceptions of peer tutors’ contribution to enhancing creativity and collaboration in a first year design studio. Journal of Peer Leraning, v. 10, p. 59-75, 2017. Disponível em: https://ro.uow.edu.au/ajpl/vol10/iss1/5/

Publicado
2021-08-09
Como Citar
Elias, A. P. de A. J., Behrens, M. A., & Torres, P. L. (2021). Cooperar e colaborar em processos de aprendizagem: Uma análise dos conceitos. Educação Por Escrito, 12(1), e38027. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2021.1.38027