António Ramos Rosa e Daniel Filipe

Poetas contemporâneos

Palavras-chave: Contemporâneo, Poesia portuguesa, Liberdade, Amor

Resumo

A poesia de António Ramos Rosa e Daniel Filipe marcou profundamente Portugal da segunda metade do século XX, época de grande ebulição cultural, social e política do país, que vivia a metade final do regime salazarista, que cairia em 1974. O objetivo deste artigo é analisar, sob as reflexões do filósofo italiano Giorgio Agamben sobre o contemporâneo, como a poesia de António Ramos Rosa e Daniel Filipe vivenciou um tempo-estético contemporâneo entre si, elegendo temas como a inadaptação ao trabalho burocrático e a eleição do amor como atitude libertária frente à opressão cultural, social e política experimentados por ambos. Serão analisados os poemas “[Não posso adiar o coração para outro século]” e “Poema dum funcionário cansado”, de Ramos Rosa; e “A invenção do amor” e “[Anjo de fogo]”, de Daniel Filipe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ederval Fernandes Amoim, Universidade Nova de Lisboa (UNL), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisboa, Portugal

Licenciado em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), em Feira de Santana, BA; mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Nova de Lisboa (UNL), em Lisboa, Portugal.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

ESPADINHA, Francisco. Nota sobre a Invenção do Amor. In: FILIPE, Daniel. A invenção do amor e outros poemas. Lisboa: Presença, 1972. p. 2-6.

FILIPE, Daniel. Pátria, lugar de Exílio. Lisboa: Presença, 1977.

FILIPE, Daniel. A invenção do amor e outros poemas. Lisboa: Presença, 1972.

LOURENÇO, Eduardo. Tempo e poesia. Lisboa: Gradiva, 2003.

MENDES, Ana Paula Coutinho (org.). Poesia do Séc. XX com António Ramos Rosa ao fundo. Porto: FLUP, 2005.

PLATÃO. O Banquete. Introdução, tradução do grego e notas de Maria Teresa Schiappa de Azevedo. Lisboa: Edições 70, 2015.

ROSA António Ramos. Antologia poética. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2001.

ROSA, António Ramos. Poesia liberdade livre. Lisboa: Morais, 1962.

SARAIVA, António José; LOPES, Óscar. História da literatura portuguesa. 10. ed., corrigida e atualizada. Porto: Porto Editora, 1978.

Publicado
2021-05-19
Como Citar
Fernandes Amoim, E. (2021). António Ramos Rosa e Daniel Filipe: Poetas contemporâneos. Letrônica, 14(1), e37793. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2021.1.37793