A crítica ao utilitarismo em O Liberalismo Político (1993) de John Rawls

Palavras-chave: Liberalismo Político, Utilitarismo, Mill, Individualidade, Consenso Sobreposto

Resumo

A postura de Rawls na obra de 1993 – não obstante a rápida referência que apresenta às teorias sistemáticas do Utilitarismo de Bentham, Sidgwick, Edgeworth, enquanto teorias razoáveis e abrangentes – é em relação a Mill e seu conceito de individualidade que ele dedica a maior parte da crítica ao Utilitarismo. Uma crítica caracterizada por demostrar as dificuldades de uma doutrina abrangente, fundada numa perspectiva moral, não politicamente legitimada e que não confere um caráter público para as bases da justiça. O Utilitarismo desconsidera a pluralidade de costumes, crenças, concepções de mundo, das sociedades contemporâneas e não percebe a relevância e a necessidade de princípios de justiça formulados publicamente pelos cidadãos livres e iguais envolvidos, através de um neocontratualismo operado pelo véu da ignorância (veil of ingnorance) na posição original. A crítica ao utilitarismo, portanto, gravita mais em torno deste aspecto mais específico e restrito em O Liberalismo Político se comparado com a obra de 1971. A teoria da justiça como equidade por meio do equilíbrio reflexivo, o consenso sobreposto e a nova perspectiva de democracia constitucional é amplamente apresentada como uma alternativa viável e adequadamente fundamentada frente ao Utilitarismo. É o que se pretende explicitar neste artigo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eloi Pedro Fabian, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Erechim, Rio Grande do Sul, Brasil.

Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2008); professor Adjunto IV da UFFS - Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus de Erechim

Referências

BENTHAM, Jeremy. Princípios da moral e da legislação. In: BENTHAM, Jeremy. Os Pensadores – Stuart Mill & Bentham. São Paulo: Abril Cultural, 1984.

BRAGA, Antônio Frederico Saturnino. Kant, Rawls e o utilitarismo: justiça e bem na filosofia política contemporânea. Rio de Janeiro: Contraponto, 2011.

DALAQUA, Gustavo Hessmann. John Stuart Mill vs. John Rawls: a comparison. Seara Filosófica, Curitiba, n. 8, Inverno, 2014, p. 61-69. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/searafilosofica/article/view/3637.

DALSOTTO, Lucas Mateus. A Primazia do Justo sobre o Bem: as críticas de Rawls ao Utilitarismo. Disponível em: https://repositorio.ucs.br/xmlui/handle/11338/785. Acesso em: 16 nov. 2018.

DALSOTTO, Lucas Mateus. Justificação Moral e Acordo Político: sobre a possibilidade de uma complementariedade entre um construtivismo moral e um construtivismo política na teoria de Rawls. Barbarói, Santa Cruz do Sul, Edição Especial, n. 42, p. 75-87, jul./dez. 2014.

DALSOTTO, Lucas Mateus. A Primazia do Justo sobre o Bem na Filosofia Política de John Rawls. Intuitio, Porto Alegre. v. 7, n. 1. jun. 2014, p. 125-138. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/intuitio/article/view/17209. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2014.1.17209

DALSOTTO, Lucas Mateus. O Construtivismo na Filosofia de John Rawls. Revista Estudos Filosóficos, São João del Rei, n. 12, p. 104-116, dez. 2014. Disponível: http://www.ufsj.edu.br/revistaestudosfilosoficos.

DALSOTTO, Lucas Mateus. Os limites da teoria de John Rawls: uma teoria política e não metafísica. In: ROANI, CARVALHO, M.; NASCIMENTO, M. M.; WEBER, T. Justiça e direito. 2015. (Coleção XVI Encontro ANPOF)

DE PAUL, Michael R. Reflective Equilibrium. Encyclopedia of Philosophy. 2. ed. Macmillan: Boston, 2005. p. 290 -295.

ESTEVES, Júlio. As críticas ao utilitarismo por Rawls. [email protected], Florianópolis. v. 1, n. 1, jun. 2002, p. 81-96. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/view/14536.

FABIAN, Eloi Pedro. Elementos centrais da obra Liberalismo Político de John Rawls – Primeira e segunda conferências. Clareira: revista de Filosofia da Região Amazônica, Porto Velho, v. 1, n. 2, ago./ dez. 2014, p. 139-159. Disponível em: https://www.periodicos.unir.br/index.php/clareira/article/view/3584/2464.

FABIAN, Eloi Pedro. Utilitarismo e liberalismo político em John Stuart Mill. Revista Filosofazer. Passo Fundo, v. 48, jan./jun. 2016, p. 79-106. Disponível em: http://filosofazer.ifibe.edu.br/index.php/filosofazer/article/viewFile/189/200. https://doi.org/10.3917/empa.106.0079

FORST, Rainer. Contextos de Justiça: filosofia política para além de liberalismo e comunitarismo. São Paulo: Boitempo, 2010.

GONDIM, Elnora & RODRIGUES, Osvaldino Marra. John Rawls: educação, cidadania e equilíbrio reflexivo. Revista Filosofia Capital, Brasília, v. 6, n. 12, jan/2011, p. 25-33. Disponível em: http://www.filosofiacapital.org/ojs-2.1.1/index.php/filosofiacapital/article/view/158.

KIMLICKA, Will. Filosofia Política Contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MAFFETTONE, Sebastiano; DWORKIN, Donald. Il fundamento del Liberalismo. Roma: Laterza, 1996.

MAFFETTONE, Sebastiano; DWORKIN, Donald. Rawls: una introduzione. Roma: Laterza, 2010.

MAFFETTONE, Sebastiano; DWORKIN, Donald. Utilitarismo e Teoria della Giustizia. Napoli: Bibliopolis, edizioni di filosofia e scienze, 1992.

MAFFETTONE, Sebastiano; DWORKIN, Donald. Introduzione a Rawls. Roma: Laterza, 2010.

MAFFETTONE, Sebastiano; DWORKIN, Donald. Rawls: a introduction. London: Poly Press, 2007.

MANDLE, Jon; REIDY, David, A. Utilitarianism. In: MANDLE, Jon; REIDY, David, A. The Cambridge Rawls Lexicon. Cambridge University Press, 2015, p. 858-865. https://doi.org/10.1017/CBO9781139026741.222

MILL, John Stuart. A Liberdade / Utilitarismo. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

MILL, John Stuart. Da definição de economia política e do método de investigação próprio a ela. In: MILL, John Stuart. Os Pensadores: Stuart Mill & Bentham. São Paulo: Abril Cultural, 1984.

MILL, John Stuart. Considerações sobre o governo representativo. São Paulo: IBRASA, 1964.

MULGAN, Tim. Utilitarismo. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

NUSSBAUM, Martha. Fronteiras da Justiça: deficiência, nacionalidade, pertencimento à espécie. Tradução de Susana de Castro. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013.

OLIVEIRA, Nythamar Fernandes de. Rawls. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

OLIVEIRA, Nythamar Fernandes de. Tratactus ethico-politicus: genealogia do ethos moderno. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999.

RAWLS, John. Uma Teoria da Justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

RAWLS, John. Liberalismo Político. São Paulo: Ática, 2000.

RAWLS, John. O Direito dos Povos. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

RAWLS, John. Conferências sobre a História da Filosofia Política. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.

RAWLS, John. Two concepts of rules. In: RAWLS, John, The Philosophical Review. Vol. 64, n. 1, jan. 1955, p. 3-32. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/i338194. https://doi.org/10.2307/2182230

REYNOLDS, Alan. Reconsidering the Connection between John Stuart Mill and John Rawls. Minerva – An Internet Journal of Philosophy, 2013, p. 1-30. Disponível em: https://philpapers.org/rec/REYRTC-3.

RILEY, Jonathan. Rawls, Mill and Utilitarianism. In: MANDLE, John; REIDY, David A. A companion to Rawls. Library of Congress Cataloging, 2014. p. 397-412.

SCHEFFLER, Samuel. Rawls and Utilitarianism. In: FREEMAN, Samuel. The Cambridge companion to Rawls. Edited by Samuel Freeman. Cambridge: Cambridge University Press, 2003, p. 426- 459.

SCHEFFLER, Samuel. Consequentialism and its critics. Oxford: Oxford University Press, 2009.

SIDGWIG, Henry. The methods of ethics. Indianapolis: Hackett Publishing Company, 2010.

SILVEIRA, Denis Coitinho. Epistemologia Moral Coerentista em Rawls. Dissertatio. Pelotas. v. 34, p. 161-182, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/dissertatio/article/view/8700. https://doi.org/10.15210/dissertatio.v34i0.8700

SILVEIRA, Denis Coitinho. Posição Original e Equilíbrio Reflexivo em John Rawls: o problema da Justificação. Trans/Form/Ação, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 139-157, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010131732009000100009&script=sci_abstract&tlng=pt. https://doi.org/10.1590/S0101-31732009000100009

SILVEIRA, Denis Coitinho. A Justificação por Consenso Sobreposto em John Rawls. Philosophos, v. 12, n. 1, p. 11-37, jan./jun. 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/index.php/philosophos/article/view/4764.

SILVEIRA, Denis Coitinho. Ensaios sobre Ética: complementariedade entre uma ética dos princípios e das virtudes. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2008. (Coleção Dissertatio Filosofia).

SILVEIRA, Denis Coitinho. The utilitarian alternative. In: VOICE, Paul. Rawls explained: from fairness to utopia. Open Court: Chicago, 2011, p. 49-54. https://doi.org/10.5216/phi.v12i1.4764

WILLIAM, Bernard. Moral: uma introdução à ética. São Paulo: Martin Claret, 2005.

Publicado
2020-12-31
Como Citar
Fabian, E. P. (2020). A crítica ao utilitarismo em O Liberalismo Político (1993) de John Rawls. Intuitio, 13(2), e34591. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2020.2.34591
Seção
Artigos