A experiência geracional na fala de adolescentes de escolas públicas: relações intergeracionais

  • Ruth Bernardes de Sant’Ana Universidade Federal de São João Del Rei
Palavras-chave: geração, adolescente, família, escola

Resumo

Desde a segunda metade do século XX, ganha visibilidade a busca crescente dos adolescentes no mundo ocidental pela autoafirmação como sujeito. No interior desse processo social, esses sujeitos devem manejar possíveis dilemas entre as expectativas advindas dos familiares e professores e aquelas dos seus pares, pois na contemporaneidade os grupos juvenis constituem referenciais muito significativos para o adolescente refletir sobre suas escolhas e seu lugar no mundo social. Neste artigo, a relação intergeracional será problematizada a partir das falas de adolescentes de idade entre 13 e 14 anos provenientes de escolas públicas de São João del-Rei, Minas Gerais. Entre 2008 e 2010, quando a pesquisa foi realizada, esses jovens estavam entrando na adolescência e viviam a moratória do mundo do trabalho, apresentando como principal dever social o exercício do “ofício do aluno”. Por meio de dinâmicas grupais e entrevistas individuais, discutimos as relações intergeracionais vividas na família e na escola pelos sujeitos pesquisados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ruth Bernardes de Sant’Ana, Universidade Federal de São João Del Rei
Nadja Mara Amilibia Hermann Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1C Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (1973), mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1982) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995), com doutorado sanduíche na Universidade de Heidelberg. Foi professora titular de Filosofia da Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul de 1997 a 2005. Coordenou o Comitê de Educação e Psicologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul no período de 2002 a 2006. Realizou estágios de pesquisa na Universidade de Heidelberg/Erziehungswissensschatliches Seminar nos anos de 1998, 1999 e 2005. Atualmente é professora adjunta da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia da educacao, racionalidade, hermenâutica, Habermas, Gadamer, ética, ética e estética. (Texto informado pelo autor)
Como Citar
de Sant’Ana, R. B. (2012). A experiência geracional na fala de adolescentes de escolas públicas: relações intergeracionais. Educação, 35(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/11639
Seção
Outros Temas