Influência da Teologia da Libertação no MST durante as décadas de 1970 e 1980

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/2178-5694.2022.1.43446

Palavras-chave:

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Teologia da Libertação, Reforma Agrária, Socialismo

Resumo

Em seu surgimento, a Teologia da Libertação (TdL) foi a expressão de um vasto movimento político e social, crítico do capitalismo dependente e da desigualdade social, em que a estratégia de longo alcance seria conseguir uma libertação material que garantisse um desenvolvimento autossustentado e atendesse às reais necessidades da classe trabalhadora. Juntamente na luta anticapitalista, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) surge protagonizando a organização pela reforma agrária e pelo socialismo. Nesse sentido, a presente pesquisa buscará analisar a influência ideológica da TdL no surgimento e na prática política de organização do MST, durante as décadas de 1970 e 1980, a partir da análise documental do material disponibilizado pelo MST e pelo Centro de Documentação “Dom Tomás Balduino”. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirian Borges da Silva, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, PR, Brasil.

Bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), em Londrina, PR, Brasil. 

Referências

Almeida, Lúcio Flávio De e Sánchez, Félix Ruiz. 1998. “Um grão menos amargo das ironias da história: o MST e as lutas sociais contra o neoliberalismo”. Lutas Sociais. Volume 5. Dez/1998. NEILS – Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais. PUC/SP.

Amadeo, Javier. 2007. “Mapeando o marxismo”. In A teoria marxista hoje: problemas e perspectivas, editado por Atilio A.

Boron, Javier Amadeo, e Sabrina González, 48-101. Buenos Aires: Campus Virtual.

Betto, Frei. 2006. Batismo de sangue: guerrilha e morte de Carlos Marighella. Rio de Janeiro: Rocco.

Betto, Frei. 1981.O que é Comunidade Eclesial de Base. Brasiliense: São Paulo.

Boff, Leonardo. 1998. “Entrevista: A Igreja mente, é corrupta, cruel e sem piedade”. Caros Amigos (Grandes Entrevistas), set. 1998.

Boff, Leonardo. 1994. Igreja: Carisma e Poder. São Paulo: Editora Ática.

Casaldáliga, Pedro. 1971. “Uma Igreja da Amazônia em conflito com o latifúndio e a marginalização social”. Carta Pastoral escrita em 1971, São Félix do Araguaia – MT. Acessado em 17 set. 2022. https://servicioskoinonia.org/Casaldaliga/cartas/1971CartaPastoral.pdf.

Cedoc: Centro de Documentação Dom Tomás Balduino – Comissão Pastoral da Terra. 2021. Manual do Usuário do Acervo Digitalizado. Goiânia, Goiás. Acessado em 14 ago. 2021. www.cptnacional.org.br.

Cedoc: Centro de Documentação Dom Tomás Balduino – Comissão Pastoral da Terra. 1985. Massacres no Campo: Paragominas. Acessado em 18 set. 2021. https://www.cptnacional.org.br/massacres/110-para/3962-paragominas-1985.

Cedoc: Centro de Documentação Do Tomás Balduino – Comissão Pastoral da Terra. 1988. Massacres no Campo: Paragominas. Acessado em 20 nov. 2021. https://www.cptnacional.org.br/massacres/110-para/3968-paragominas-1988.

Cedoc: Centro de Documentção Dom Tomás Balduíno – Comissão Pastoral da Terra. 1987. Massacres no Campo: Rondon do Pará. Acessado em 23 nov. 2021. https://www.cptnacional.org.br/massacres/110-para/3966-rondon-do-para-1987.

Cedoc: Centro de Documentação Dom Tomás Balduíno – Comissão Pastoral da Terra. 1989. Massacres no Campo: Salto do Jacuí, 1989; Acessado em 23 nov. 2021. https://www.cptnacional.org.br/massacres/111-rio-grande-do-sul/3947-salto-do-jacui-1989.

Coelho, Fabiano. 2012. “Para além do Espiritual: reflexões sobre Igreja e trabalhadores rurais sem-terra (1970-1980)”. Revista Angelus Novus, no. 3 (maio): 176-91.

Coletti, Claudinei. 2005. “A Trajetória Política do MST: a crise da ditadura ao período neoliberal.” Tese de doutorado, Universidade Estadual de Campinas.

Comblin, José. 2002.O Povo de Deus. São Paulo: Paulus.

Comparato, Bruno Konder. 2003. A ação política do MST. São Paulo: Expressão Popular.

Comissão Pastoral da Terra. 1985. “1985: Conflitos de terra no Brasil.” Acessado em 15 dez. 2021. https://www.cptnacional.org.br/downlods?task=download.send&id=266&catid=41&m=0.

Comissão Pastoral da Terra. 2010. “Romarias da Terra e Água”. Acessado em 15 dez 2021. https://www.cptnacional.org.br/romarias.

Faber, Marcos Emílio Ekman, Josiel Eilers Goulart, e Giovana Inácio dos Santos. 2009. “Teologia da Libertação: resistência intelectual nos anos de chumbo”. Revista Historiador, no. 2 (dezembro): 199-207.

Feix, Plínio José. 2010. “O espaço da democracia no projeto político dos dirigentes do MST”. 2010. Tese de doutorado, Universidade Estadual de Campinas.

Fernandes, Bernardo Mançano, e João Pedro Stedile. 2005. Brava Gente: A trajetória do MST e a luta pela terra no Brasil. 3ª reimpressão. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo.

Gutiérrez, Gustavo. 1975. Teologia da Libertação. Petrópolis- RJ: Editora Vozes.

Sandinistas Tumultuam Homilia. 1983. Jornal do Brasil, 5 mar. 1983. Primeiros Cadernos, 8.

Löwy, Michael. 1991. Marxismo e Teologia da Libertação. Traduzido por Myrian Veras Baptista. São Paulo: Cortez; autores associados (Coleção Polêmicas do nosso tempo; vol. 39).

Lukács, Georgy. 1974. História e Consciência de Classe. Porto: Publicações Escorpião.

Machado, Eliel. 2018. “Notas para uma tipologia classista dos ‘movimentos sociais’”. Crítica Marxista, no. 46: 83-101.

Mitidiero Junior, Marco Antonio. 2008. “A Ação Territorial De Uma Igreja Radical: Teologia da Libertação, Luta pela Terra e atuação da Comissão Pastoral da Terra no Estado da Paraíba”. Tese de doutorado, USP.

Menezes Neto, Antonio Julio. 2007. “A Igreja Católica e os Movimentos Sociais do Campo: a Teologia da Libertação e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra”. Caderno CRH 20 (50): 331-41.

Moreira, Alberto da Silva. 2006. O dom da terra. Leitura teológica dos conflitos agrários no Brasil. Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco/Comissão Pastoral da Terra.

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. 1985. Cantos para Animar. SC: Biblioteca do Centro de Pastoral Vergueira.

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. n.d. “Nossa história”. Acessado em 13 ago. 2020. https://mst.org.br/nossa-historia/inicio.

RATZINGER, Joseph. 1984. Instrução sobre alguns aspectos da Teologia da Libertação. Escrito em 06 de agosto de 1984. Acessado em 22 set. 2021. https://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_19840806_theology-liberation_po.html

Sagrada, Bíblia, N. T. 1987. “Evangelho segundo Mateus”. In Bíblia Sagrada: Antigo e Novo Testamentos. 43. ed., traduzido por Pe. Matos Soares, coordenado por Honório Dalbosco e revisado por Dom Mateus Rocha, 1059-95. São Paulo: Edição Paulinas.

Sagrada, Bíblia, N. T. “Êxodo”. 1987. In Bíblia Sagrada: Antigo e Novo Testamentos. 43. ed., traduzido por Pe. Matos Soares, coordenado por Honório Dalbosco e revisado por Dom Mateus Rocha, 76-116. São Paulo: Edição Paulinas.

Semeraro, Giovanni. 2017. Gramsci e Religião: uma leitura a partir da América Latina. O Social em Questão, ano XX, no. 39 (dezembro): 87-108.

Serbin, Kenneth P. 2001. Diálogos na Sombra; Bispos e Militares: tortura e justiça social na ditadura. São Paulo: Companhia das Letras.

Silva, Sandro Ramon Ferreira. 2013. “O Tempo das Utopias: Religião e Romantismos Revolucionários no Imaginário da Teologia da Libertação dos anos 1960 aos 1990”. Tese de doutorado, UFF.

Souza, José Valmeci. 1988. 3ª Romaria da Terra de Santa Catarina: Pequeno agricultor, Garantir a Terra é Defender a Vida. Ponte Serrada – SC: Centro de Pastoral Vergueira.

Tonetto, Sandra Márcia. 2007. “Clamores da Luta pela Terra: Igreja e trabalhadores na busca da tranformação social.” Tese de doutorado, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho.

TORRES, Camilo. 1970. Cristianismo e Revolución. México: Era.

Downloads

Publicado

2022-11-23

Como Citar

Silva, M. B. da. (2022). Influência da Teologia da Libertação no MST durante as décadas de 1970 e 1980. Conversas & Controvérsias, 9(1), e43446. https://doi.org/10.15448/2178-5694.2022.1.43446