Adesão às normas democráticas como forma de minimizar os efeitos da intolerância política

Palavras-chave: Tolerância política, Adesão à democracia, Brasil

Resumo

A ascensão de políticos conservadores com atitudes autoritárias, não só no Brasil, como em diversos países do mundo, pode ser parte da cultural backlash de um grupo social descontente com as recentes mudanças culturais (Norris e Inglehart 2019). Esses líderes pouco aptos ao exercício da governança democrática estão em consonância com o aumento da intolerância política. A vista disso, nosso objetivo é justamente conectar a agenda de pesquisas sobre adesão às normas democráticas e a tolerância, a fim de constatar a existência dessa relação no Brasil. Para isso, utilizamos técnicas de análise quantitativas, através do material empírico fornecido pelo Latin American Public Opinion Project (LAPOP). Partimos da hipótese de que indivíduos que aderem mais às normas democráticas tendem a ser mais tolerantes em relação aos grupos minoritários. Dentre os resultados verificamos a existência de relação altamente significativa das variáveis testadas, isto é, os democratas tendem a tolerar mais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Gabriel Menezes Menegassi, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil.

Graduando em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), em Maringá, PR, Brasil.

Naiara Sandi de Almeida Alcantara, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Graduada e Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), em Maringá, PR, Brasil. Atualmente é doutoranda em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, PR, Brasil.

Referências

Referências

Booth, John A., Mitchel A. Seligson. 2009. The Legitimacy Puzzle in Latin America: Political Support and Democracy in Eight Nations. New York: Cambridge University Press.

Carlin, Ryan E., Matthew M. Singer. 2011. “Support for Polyarchy in the Americas”. Comparative Political Studies v. 44, n.11 (jun): 1500-1527. https://doi.org/10.1177/0010414011407471

Casalecchi, Gabriel Avila. 2016. “Legado democrático e atitudes democráticas na América Latina: efeitos diretos, indiretos e condicionais”. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Minas Gerais.

Collier, David, Steven Levitsky. 2011. “Democracy with Adjectives: Conceptual Innovation in Comparative Research”. World Politics v. 49, n.03 (apr): 430-451. https://www.jstor.org/stable/25054009

Dahl, Robert Alan. 1961. Who Governs?: Democracy and Power in an American City. New Haven and London: Yale University Press.

Davis, James A. 1975. “Communism, Conformity, Cohorts, and Categories: American Tolerance in 1954 and 1972-73”. American Journal of Sociology v.81, n.3 (nov): 491-513. https://www.jstor.org/stable/2777641

Easton, David. 1975. “A Re-Assessment of the Concept of Political Support”. British Journal of Political Science v. 5, n.4 (oct): 435-457. https://www.jstor.org/stable/193437

Falcão, Márcio, Gustavo Garcia. “Ato pró-Bolsonaro em Brasília reúne manifestantes em defesa de medidas inconstitucionais”. G1 e Tv Globo, 31 de maio de 2020. https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/05/31/manifestantes-fazem-ato-em-brasilia-em-apoio-a-bolsonaro-e-em-defesa-de-medidas-inconstitucionais.ghtml Último acesso em: 19 de janeiro de 2020

Fuks, Mario, Gabriel Avila Casalecchi, Guilherme Quaresma, Flávia Felizardo David. 2016. “Qualificando a adesão à democracia: quão democráticos são os democratas brasileiros?”. Revista Brasileira de Ciência Política n.19 (jan/abr): 199-219. https://doi.org/10.1590/0103-335220161908

Fuks, Mario, Gabriel Avila Casalecchi, Ednaldo Aparecido Ribeiro. 2019. “Determinantes contextuais da coesão do sistema de crenças democrático: evidências a partir da América Latina”. Revista Brasileira de Ciência Política n.28 (jan/apr): 7-32. https://doi.org/10.1590/0103-335220192801

Gibson, James L. 2006. “Enigmas of Intolerance: Fifty Years after Stouffer's Communism, Conformity, and Civil Liberties”. Perspectives on Politics v. 4, n.1 (feb): 21-34. https://doi.org/10.1017/S153759270606004X

Lawrence, David G. 1976. “Procedural Norms and Tolerance: A Reassessment”. The American Political Science Review v.70, n.1 (mar): 80-100. https://doi.org/10.2307/1960325

McClosky, Herbert. 1964. “Consensus and Ideology in American Politics”. The American Political Science Review v.58, n.2 (jun): 361-382. https://doi.org/10.2307/1952868

Moises, José Álvaro. 2008. “Cultura política, instituições e democracia: lições da experiência brasileira”. Revista Brasileira de Ciências Sociais v. 23, n.66 (fev): 11-43. https://doi.org/10.1590/S0102-69092008000100002

Norris, Pippa, Ronald Inglehart. 2019. Cultural backlash: Trump, Brexit, and the rise of authoritarian populism. Cambridge: Cambridge University Press.

Nunn, Clyde Z., Harry J. Crockett, J. Allen Williams. 1978. Tolerance and Nonconformity. San Francisco: Jossey-Bass.

Prothro, James W., Charles M. Grigg. 1960. “Fundamental Principles of Democracy: Bases of Agreement and Disagreement”. The Journal of Politics v.22, n.2 (may): 276-294. https://doi.org/10.2307/2127359

Ribeiro, Ednaldo Aparecido. 2010. “Mudança de valores e tolerância entre os brasileiros”. Mediações v.15, n.1 (jan/jun): 220-240. http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2010v15n1p220

Ribeiro, Ednaldo, Julian Borba. 2020. “Tolerância Política no Brasil Recente: evolução de indicadores e condicionantes”. Cad. CRH v.32, n.87 (set/dez): 641-657. https://doi.org/10.9771/ccrh.v32i87.23749

Ribeiro, Ednaldo Aparecido, Mario Fuks. 2019. “Tolerância política no Brasil”. Opinião Pública v.25, n.3 (nov/dec): 531-555. http://dx.doi.org/10.1590/1807-01912019253531

Schedler, Andreas, Rodolfo Sarsfield. 2007. “Democrats with adjectives: Linking direct and indirect measures of democratic support”. European Journal of Political Research v. 46 (jun): 637-659. https://doi.org/10.1111/j.1475-6765.2007.00708.x

Sullivan, John L., James Piereson, George E. Marcus. 1982. Political Tolerance and American Democracy. Chicago: The University of Chicago Press.

Stouffer, Samuel A. 1955. Communism, Conformity and Liberties: A Cross- Section of the Nation Speaks Its Mind. New York: Doubleday.

Publicado
2021-09-28
Como Citar
Menegassi, V. G. M., & Alcantara, N. S. de A. (2021). Adesão às normas democráticas como forma de minimizar os efeitos da intolerância política. Conversas & Controvérsias, 8(2), e40020. https://doi.org/10.15448/2178-5694.2021.2.40020
Seção
Dossiê: Crise Sistêmica Internacional e Regimes Democráticos