O poder na educação pública e privada

Costurando paradigmas históricos e contemporâneos sob o olhar foucaultiano

Palavras-chave: Poder, Relações, Paradigmas de poder, Educação pública, Educação privada

Resumo

A temática do poder na visão foucaultiana transcende gerações, alimenta debates e é base para uma série de estudos em diferentes contextos. Embora Foucault não tenha se dedicado de forma exclusiva aos estudos na área da educação, a sua contribuição é notória e inegável. A sua visão inovadora instaura na sociedade uma nova reflexão sobre o tema, remetendo o indivíduo para um novo olhar, mais crítico e abrangente, sobre o poder nas instituições, no governo e a influência das relações estabelecidas na sociedade em que atuam. Assim, o presente artigo teve como objetivo identificar os paradigmas históricos e contemporâneos do poder na educação pública e privada no Brasil, de acordo com a perspectiva, as ideias e estudos foucaultianos. Por meio de uma revisão bibliográfica, abordaram-se os temas centrais das obras desse estudioso, envolvendo poder e disciplina, saber, governamentalidade e todo o contexto acerca da temática da educação, interpelando, em cada termo, os paradigmas que vêm desde o início dos estudos de Foucault até a contemporaneidade, inserindo-os no atual cenário da educação brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tamara Otilia Amaral Rosenblum, Gerência Educacional (GE), Porto Alegre, RS, Brasil.

Especialista em Finanças e Controladoria pela Universidade Ritter dos Reis (Uniritter), em Porto Alegre, RS, Brasil. Bacharel em Administração pela Universidade Ritter dos Reis (Uniritter), em Canoas, RS, Brasil. Mestranda em Administração Pública pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Santa Maria, RS, Brasil.

Ana Maria Heinrichs Maciel, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, RS, Brasil.

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Palmeira das Missões, RS, Brasil. Mestranda em Administração Pública pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Santa Maria, RS, Brasil.

Referências

ADAMS, E. et al. Crítica aos saberes: Considerações de Michel Foucault ao Ensino Superior. [email protected], Cruz Alta, v. 5, n. 3, p. 3-13, 2017.

AQUINO, M. G. Noções de sujeito e poder em leituras foucaultianas e sua influência nos estudos de organizações e gestão de pessoas. Cad. EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 448-459, jul./set. 2019. https://doi.org/10.1590/1679-395173587.

BRASIL. Lei nº 11.079, de 30 de dezembro de 2004. Institui normas gerais para licitação e contratação de parceria público-privada no âmbito da administração pública. Brasília, DF: Presidência da República, 2004 Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l11079.htm. Acesso em: 23 fev. 2021.

BRESSER PEREIRA, L. C. A reforma do estado dos anos 90: lógica e mecanismos de controle. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, [S. l.], n. 45, p. 49-95, 1998. https://doi.org/10.1590/S0102-64451998000300004.

BRÍGIDO, E. Michel Foucault: Uma Análise do Poder. Revista de Direito Econômico e Socioambiental, [S. l.], v. 4, n. 1, p. 56-75, 2013.

BIANCHI, A. O conceito de estado em Max Weber. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, n. 92, p. 79-104, ago. 2014. http://dx.doi.org/10.1590/s0102-64452014000200004.

BORSOI, I. C. F. Trabalho e produtivismo: saúde e modo de vida de docentes de instituições públicas de Ensino Superior. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 81-100, 2012. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v15i1p81-100.

CARVALHO, A. F. Foucault e a crítica à institucionalização da educação: implicações para as artes de governo. Pro-Posições, Campinas, v. 25, n. 2, p. 103-120, 2014. https://doi.org/10.1590/S0103-73072014000200006.

CRUZ, P. A. S.; FREITAS, S. A. de. Disciplina, controle social e educação escolar: um breve estudo à luz do pensamento de Michel Foucault. Revista LEVS, Marilia, [S. l.], n. 7, p. 37-49,2011. https://doi.org/10.36311/1983-2192.2011.v7n7.1674.

DOURADO, L. F.; OLIVEIRA, J. F. de. Education quality: perspectives and challenges. Cadernos CEDES, [S. l.], v. 29, n. 78, p. 201-215, 2009. https://doi.org/10.1590/S0101-32622009000200004.

FOUCAULT, M. Anuário do Collège de France (1974-1975). 2. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, M. A vontade de saber. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987. Do original em francês: Surveiller et punir.

GALLO, S. O ‘Efeito Foucault’ em Educação. Pro-Posições, Campinas, v. 25, n. 2, p. 15-21, 2014. https://doi.org/10.1590/S0103-73072014000200001.

LIMA, N. L. de; REZENDE, A. O. O poder normativo nas escolas e seus efeitos sobre os sujeitos. Estilos da Clínica, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 34-52, 2013.

MAIA, A. C. Sobre a analítica do poder de Foucault. Tempo social, São Paulo, v. 7, n. 1-2, out. 1995. https://doi.org/10.1590/ts.v7i1/2.85208.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLIVMENTO ECONOMICO. OCDE. Resultado do Estudo Internacional – Pisa 2000. [S. l.], 2001. Disponível em: https://www.oecd.org/portugal/33685403.pdf. Acesso em: 23 fev. 2021.

PASSOS, P. I. C. Situando a analítica do poder em Michel Foucault. In: Poder, normalização e violência – Incursões foucaultianas para a atualidade. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013. p. 7-22. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788565381987/. Acesso em: 13 jan. 2021.

PEREIRA, D. da S. Docência, escola e escolarização – uma entrevista de Michel Foucault para a Periscope em 1975. Horizontes, Itatiba, SP, v. 37, p. e019022-e019022, jun. 2019.

PERONI, V. M. V.; OLIVEIRA, R. T. C.de; FERNANDES, M. D. E. Estado e terceiro setor: as novas regulações entre o público e o privado na gestão da educação básica brasileira. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 108, p. 761-778, out. 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302009000300007.

PERONI, V.; BAZZO, V. L.; PEGORARO, L. Dilemas da Educação Brasileira em Tempos de Globalização Neoliberal: entre o Público e o Privado. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2006. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rpe/v19n2/v19n2a11.pdf. Acesso em: 23 fev. 2021.

PINTO, J. M. de R. O acesso à educação superior no Brasil. Educação & Sociedade, [S. l.], v. 25, n. 88, p. 727-756, 2004. https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000300005.

SANTOS, P. R. A concepção de poder em Foucault. Especiaria- Cadernos de Ciências Humanas, Santa Cruz, v. 16, n. 28, p. 261-280, 2016.

SANTOS, M. R. S. dos; MUSSE, R.; CATANI, A.M. Desconstruindo a educação superior, os direitos humanos e a produção científica: o bolsonarismo em ação. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 14, p. 1-19, 2020.

SILVA JUNIOR, J. dos R.; SGUISSARDI, V. A nova lei de educação superior: fortalecimento do setor público e regulação do privado/mercantil ou continuidade da privatização e mercantilização do público? Revista Brasileira de Educação, São Carlos, n. 29, p. 5-27, 2005. https://doi.org/10.1590/S1413-24782005000200002.

SGUISSARDI, V. Reforma universitária no Brasil – 1995- 2006: precária trajetória e incerto futuro. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, out. 2006. https://doi.org/10.1590/S0101-73302006000300018.

SOUZA, R. S. de. Normose acadêmica: como superar a ‘doença da normalidade’ na Universidade. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 24, n. 2, p. 451-474, 2019.

TRINDADE, H. Saber e poder: os dilemas da universidade brasileira. Estudos Avançados, São Paulo, v. 14, n. 40, p. 122-133, 2000. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142000000300013.

VEIGA NETO, A. Foucault & a Educação. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=MV_BDwAAQBAJ&printsec=-frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&-cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em: jan. 2020.

Publicado
2021-09-13
Como Citar
Rosenblum, T. O. A., & Maciel, A. M. H. (2021). O poder na educação pública e privada: Costurando paradigmas históricos e contemporâneos sob o olhar foucaultiano. Caderno Marista De Educação, 12(1), e40480. https://doi.org/10.15448/2763-5929.2021.1.40480
Seção
Artigos