Repensando e problematizando o estudo do corpo nas aulas de ciências e biologia

  • Márcia Regina Xavier Marques Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS
Palavras-chave: Corpo. Escola. Cultura.

Resumo

Este artigo tem como propósito discutir e problematizar o estudo dos corpos nas aulas de Ciências e Biologia. Para tanto, primeiramente, situamos o estudo dentro da perspectiva dos Estudos Culturais nas suas vertentes pós-estruturalistas. Dessa forma buscamos, nesta discussão, (re)pensar determinados saberes acerca dos corpos, entendendo-os não somente como materialidade biológica, mas como sendo construídos pela história e pela cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Regina Xavier Marques, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS

Responsável pelo Laboratório de Ciências do Colégio Marista São Francisco, Rio Grande, RS, Graduada em Ciências com Licenciatura Plena em Biologia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande - FURG, Especialista em Ecologia Aquática Costeira - FURG e Mestre em Educação em Ciências - Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Referências

COSTA, M. V.; SILVEIRA, R. H.; SOMMER, L. H.. Estudos culturais, educação e pedagogia. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 23, p. 36-61, maio/ago. 2003.

FELIPE, Jane. Erotização dos corpos infantis. In: LOURO, Guacira et al. Corpo, Gênero e Sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 53-65.

GOELLNER, Silvana. A produção cultural do corpo. In: LOURO, Guacira (Org.). Corpo, Gênero e Sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 28-40.

HALL, S. A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 22, n. 2, p. 15-46, jul/dez. 1997.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001.

PETERS, M. Pós-estruturalismo e filosofia da diferença: uma introdução. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

SANTOS, Luiz Henrique Sacchi dos. Pedagogias do corpo: representação, identidade e instâncias de produção. In: SILVA, Luiz Heron (Org.). Século XXI: Qual conhecimento? Petrópolis: Vozes, 2000. p. 194-212.

______. Incorporando “outras” representações culturais de corpo na sala de aula. In: OLIVEIRA, Daisy Lara (Org.). Ciências na sala de aula. Porto Alegre: Mediação, 2002. p. 97-112.

______. O corpo que pulsa na escola e fora dela. In: RIBEIRO, Paula Regina et al. Corpo, gênero e sexualidade: discutindo práticas educativas. Rio Grande: FURG, 2007. p. 80-92.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Teoria Cultural e educação: um vocabulário crítico. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

SILVA, T. T. da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

SOUZA, Nádia. O corpo como uma construção biossocial: implicações no ensino de Ciências. In: RIBEIRO, Paula Regina Costa (Org.). Corpos, gêneros e sexualidades: questões possíveis para o currículo escolar. Rio Grande, FURG, 2007. p. 17-18.

VEIGA-NETO, A. A Didática e as experiências de sala de aula: uma visão pós-estruturalista. Revista Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 161-176, jun./dez. 2001.

______. Olhares... In: COSTA, M. (Org.). Caminhos Investigativos: novos olhares na pesquisa em educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 23-38.

Publicado
2010-12-31
Como Citar
Marques, M. R. X. (2010). Repensando e problematizando o estudo do corpo nas aulas de ciências e biologia. Caderno Marista De Educação, 7. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/caderno-marista-de-educacao/article/view/36952
Edição
Seção
Artigos