Funcionamento Diferencial dos Itens para o Inventário de Percepção de Suporte Familiar

Juliana Oliveira Gomes, Makilim Nunes Baptista

Resumo


Parte dos estudos sobre família envolve o suporte familiar, construto base do Inventário de Percepção do Suporte Familiar (IPSF). Várias pesquisas utilizando este instrumento podem ser encontradas, contudo sem resultados conclusivos sobre a diferença entre sexos no construto. Uma das formas de se verificar este viés se dá pelo funcionamento diferencial dos itens (DIF) e nesse sentido, este artigo teve como objetivo verificar se existe DIF em função do sexo para o IPSF, a partir de um banco de dados com 1322 sujeitos. Três itens apresentaram DIF favorecendo o grupo feminino e quatro, o masculino. Pelo princípio de equidade pode-se inicialmente indicar equilíbrio dos vieses, entretanto pela análise complementar de comparação das médias dos Thetas antes e após ancoragem dos itens sem DIF, foi possível identificar que, na prática, os vieses podem ter relação a aspectos externos à amostra, e não aos itens do teste, garantindo suas características psicométricas.

Palavras-chave


Funcionamento diferencial do item; Teoria da Resposta ao Item; Modelo de Rash; Suporte familiar.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.