A ecologia pluralista das mídias locativas

Lucia Santaella

Resumo


A partir do final dos anos 1980, o termo "hibridismo" tornou-se palavra-chave para caracterizar as sociedades contemporâneas, especialmente, as latino-americanas. Depois da explosão das redes planetárias de comunicação e da WWW (World Wide Web), o uso das palavras "hibridismo", "híbrido" e "hibridização" ou "hibridação" expandiu-se consideravelmente para se referir tanto à convergência das mídias no mundo digital quanto à mistura de linguagens na hipermídia, ou seja, a junção do hipertexto com a multimídia que define a linguagem que é própria das redes. Recentemente, o uso do vocábulo "hibridismo" expandiu-se ainda mais para se referir à interconexão dos espaços físicos de circulação com os espaços virtuais de informação a que os usuários de dispositivos móveis se conectam. Nestes espaços vêm se desenvolvendo práticas de mídias locativas. Este artigo objetiva evidenciar essas práticas como exemplares de uma ecologia pluralista da cultura característica do estado atual da cibermídia.

Palavras-chave


Comunicação; hibridismo; dispositivos móveis

Texto completo:

PDF

Referências


BHABHA, Homi K. (1998). The location of culture. London: Routledge.

BENEDIKT, Michael (1993). El ciberespacio: algunas propuestas. Em Ciberespacio. Los Primeros Pasos, M. Benedikt (ed.), Pedro A. Gonzáles Caver (trad.). México: CONACYT/Sirius Mexicana, 113-206.

CANCLINI, Néstor Garcia (1989). Culturas híbridas. Estrategias para entrar y salir de la modernidad. Mexico: Grijalbo.

DONALD, Merlin (1991). Origins of the modern mind. Three stages in the evolution of culture and cognition. Cambridge, MA: Harvard University Press

GIBSON, William (1984). Neuromancer. London: Harper Collins.

LEMOS, André. "Mídias locativas e territórios informacionais". In Estéticas tecnológicas. Novos modos de sentir, Lucia Santaella e Priscila Arantes (eds.). São Paulo: Educ, no prelo.

LENZ, Ronald. "Locativa media". http://spresearch.waag.org/images/LocativeMedia.pdf. 2007. Acesso em 08/01/2008.

NOVAC, Marcos (1993). Arquitecturas líquidas en el ciberespacio. Em Ciberespacio. Los Primeros Pasos, M. Benedikt (ed.), Pedro A. Gonzáles Caver (trad.). México: CONACYT/Sirius Mexicana, 207-234.

PINHEIRO, Amálio (1994). Aquém da identidade e da oposição. Formas na cultura mestiça. Piracicaba: Editora Unimep. RUSSEL, Ben. "Headmap manifesto", http://www.headmap.org/headmap.pdf. Acesso em 22/06/2006.

SANTAELLA, Lucia (2007). Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus.

___.(2008). A estética política das mídias locativas. Nómadas no. 28. Instituto de Estudios Sociales, Bogotá, 128-137.

SMITH, Barry (2003). The ecological approach to information processing. Em Mobile learning. Essays on philosophy, psychology and education, Kristóf Nyíri (ed.) Vienna: Passagen Verlag, 17-24.

SOUZA e SILVA, Adriana ((2006). Do ciber ao híbrido: Tecnologias móveis como interfaces de espaços híbridos. Em Imagem (Ir) realidade. Comunicação e cibermídia, Denize Correa Araújo (ed.). Porto Alegre: Sulinas, 21-51.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2008.37.4795

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.



 


 This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org

 


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729 | Copyright: © 2017 EDIPUCRS

Avaliação do Qualis CAPES | ÁREA CAPES - Ciências Sociais Aplicadas | CLASSIFICAÇÃO - A2

REVISTA FAMECOS: publicação do Programa de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PPGCOM/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681, Prédio 7 | Bairro Partenon - CEP: 90619-900 | Porto Alegre, RS, Brasil
tel/fax: 55 51 3320.3658
e-mail: revistadafamecos@pucrs.br