Epistemologias plurais: pensando as ciências da comunicação desde a América Latina

Alberto Efendy Maldonado Gómez de la Torre, Julherme José Pires

Resumo


Neste artigo, problematizamos as questões envolvidas com a formação de novas epistemologias de pesquisa, especialmente da área das ciências da comunicação, a partir do contexto latino-americano. Localizamos e esmiuçamos o conceito de epistemologia, sua interrelação com o problema do conhecimento e as ciências avançadas. Problematizamos as epistemologias fundantes dos campos das ciências humanas, de forma diacrônica, e nos aprofundamos na vertente da comunicação. A partir de uma ampla pesquisa bibliográfica, pensamos epistemologicamente a investigação científica em comunicação a partir das óticas solidária e cidadã na América Latina. E, por fim, articulamos essas problemáticas e suscitamos a busca por práxis cientificas com a finalidade de transformar nossa região, um dos papéis determinantes que podem enriquecer nosso campo de pesquisa e a elevar sua relevância.


Palavras-chave


Epistemologia; comunicação; América Latina.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre; CHAMBOREDON, Jean-Claude; PASSERON, Jean-Claude. Ofício de sociólogo. Tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. Petrópolis: Editora Vozes, 1999.

CASSIRER, Ernst. El problema del conocimiento. Tradução de Wenceslao Roces. México: Fondo de Cultura Económica, 1993.

ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. Madrid: Editorial Lumen, 1965.

GROHMANN, Rafael. A comunicação eletrônica é epistemológica. Entrevista com Muniz Sodré. Revista Parágrafo, São Paulo. v. 1, n. 3, p. 120-127, jan./jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2017.

HABERMAS, Jürgen. O discurso filosófico da modernidade. Tradução de Luiz Sério Repa e Rodnei nascimento. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

HALLER, Rudolf. Wittgenstein e a filosofia austríaca: Questões. São Paulo: EDUSP, 1990.

JAPIASSU, Hilton Peneira. Introdução ao pensamento epistemológico. 6. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1991.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. Tradução de Beatriz Viana Boeira e Nelson Boeira. 5. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 1998.

LIMA, Luiz Costa. Teorias da cultura de massa. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

MALDONADO, Alberto Efendy. A perspectiva transmetodológica na conjuntura de mudança civilizadora em inícios do século XXI. In: ______.; BONIN, Jiani Adriana; ROSÁRIO, Nísia Martins. Perspectivas metodológicas em comunicação: novos desafios na prática investigativa. Salamanca, Espanha: Comunicación Social Ediciones y Publicaciones, 2013.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Comunicación y culturas en América Latina. Revista Anthropos: Huellas del conocimiento, n. 219, 2008.

______. Retos a la investigación de comunicación en América Latina. In: ______. Procesos de comunicación y matrices de cultura: itinerarios para salir de la razón dualista. Barcelona: Gustavo Gili, 1988.

MATTELART, Armand; MATTELART, Michèle. Pensar as mídias. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MORAWICKI, Kevin. Matrices teóricas y políticas en el campo de la comunicación y educación en Argentina. In: XIII CONGRESO LATINOAMERICANO DE INVESTIGADORES DE LA COMUNICACIÓN, 2016, Cidade do México. Memorias. Cidade do México: Universidad Autónoma Metropolitana, 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2017.

MORIN, Edgar. O método 3: conhecimento do conhecimento. Tradução de Juremir Machado da Silva. 4. ed. Porto Alegre: Sulina, 2008.

NORRIS, Christopher. Epistemologia: conceitos-chave em filosofia. Tradução de Felipe Rangel Elizalde. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PEIRCE, Charles Sanders. A fixação da crença. Tradução de Anabela Gradim. 1997.

PERUZZO, Cicília. Epistemologia e método da pesquisa ação: uma aproximação aos movimentos sociais e à comunicação. In: XXV ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 2016, Goiânia. Anais eletrônicos... Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2017.

POPPER, Karl Raimund. Conhecimento objetivo. Tradução de Milton Amado. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1975.

RODRIGO ALSINA, Miquel. Los modelos de la comunicación. Madrid: Tecnos, 1989.

ROSSETTI, Regina. Mudanças teóricas nas trajetórias de funcionalistas e frankfurtianos. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 25. 2016, Goiânia. Anais eletrônicos... Goiania: Universidade Federal de Goiás, 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Gramática do tempo: para uma nova cultura política. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SODRÉ, Muniz. Mídia, ideologia e financeirização. Oficina do historiador, Porto Alegre, v. 8, n. 1. p. 134-157. 2015.

WALLERSTEIN, Immanuel. e outros. Para abrir as ciências sociais. Tradução de Ângela Maria Moreira e João Paulo Moreira. Lisboa: Publicações Europa-América, 1996.

WOLF, Mauro. Teorias das comunicações de massa. Tradução de Karina Jannini. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2018.3.30108

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.



 


 This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org

 


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729 | Copyright: © 2017 EDIPUCRS

Avaliação do Qualis CAPES | ÁREA CAPES - Comunicação e Informação | CLASSIFICAÇÃO - A2

REVISTA FAMECOS: publicação do Programa de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PPGCOM/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681, Prédio 7 | Bairro Partenon - CEP: 90619-900 | Porto Alegre, RS, Brasil
tel/fax: 55 51 3320.3658
e-mail: revistadafamecos@pucrs.br

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS