Estado do Conhecimento sobre a afetividade na aprendizagem na iniciação esportiva: influências da relação professor/treinador-aluno

Michelle Guiramand

Resumo


Embora se saiba que o desempenho de um movimento envolve processos relacionados aos domínios motor, afetivo-social e cognitivo, percebe-se que na iniciação esportiva muitas vezes a aprendizagem vem desacompanhada de manifestações de afetividade, que nesses processos se dá por meio das relações professor/treinador-aluno. O trabalho objetiva identificar o estado do conhecimento sobre a afetividade na aprendizagem na iniciação esportiva a partir da relação professor/treinador-aluno, tendo como base de dados as teses e dissertações do banco de dados da CAPES, dos anos de 2011 e 2012. A tabela para a organização de materiais incluiu o processo de categorização, com bases na metodologia da análise de conteúdo. Identificou-se que há estreita afinidade entre a afetividade e a aprendizagem na iniciação esportiva, considerando-se a relação professor/treinador-aluno como o pilar desse processo. A figura do professor/treinador e os desdobramentos das suas relações com o aluno-atleta na iniciação esportiva foi a temática transversal, que perpassou todas as categorias de análise nessa construção do estado do conhecimento.

Palavras-chave


Estado do conhecimento. Banco de teses CAPES. Afetividade. Relação professor-aluno. Iniciação esportiva.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBANTI, V. O Que é Esporte? Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. Pelotas, v. 11, n. 1, p. 54-58, jan. 2006. Disponível em: http://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/RBAFS/article/viewFile/833/840 - Acesso em: 27 abril 2014

BECKER JR., B. O Treinador Esportivo e a Criança. In: _______Psicologia Aplicada à Criança no Esporte. Novo Hamburgo: FEEVALE, 2000. p.83-115.

BELOTTI, S. H. A., FARIA, M. A. Relação Professor/Aluno. Revista Eletrônica Saberes da Educação. São Roque, v. 1, n. 1, p. 1-12, 2010. Disponível em:

http://www.facsaoroque.br/novo/publicacoes/pdfs/salua.pdf - Acesso em: 27 abril 2014.

CAVALCANTI, B. A. P. Representações Discentes Sobre A Afetividade nas Aulas de Inglês de uma Escola Técnica. 2011.117f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Estudos da Linguagem)- Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/bitstream/1/8381/1/BeatrizAPC_DISSERT.pdf - Acesso em: 14 junho 2014.

CAVAZINI, R. A. Iniciação Competitiva Precoce e a Formação do Técnico Desportivo de Judô: um estudo de caso dos resultados dos campeonatos paulistas de 1999 até 2011. 2012. 142f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências da Motricidade)- Instituto de Biociências, Universidade Est.Paulista Júlio De Mesquita Filho, Rio Claro, 2012. Disponível em: http://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/brc/33004137062P0/2012/cavazani_rn_me_rcla.pdf - Acesso em: 14 junho 2014.

CILLO, E. N. P. D. Auto-Fala em Simulação de Esportes: Comparação dos Efeitos de Reforçamento Diferencial e Instrução no Desempenho de Iniciantes. 2011. 95f. Tese (Doutorado em Psicologia experimental)-Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-20072011-112029/publico/cillo_do.pdf - Acesso em: 15 junho 2014.

COSTI, M. Sala de Aula, Arquitetura, Corpo e Aprendizagem. In: FUHR, M. J. (org.) Sob a Espada de Damocles: relação dos professores com a docência e ambiente de trabalho no ensino privado. Porto Alegre: Carta Editora, 2013. p. 75-84

DAMÁSIO, A. R. O erro de Descartes: emoção, razão e cérebro humano. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. 330 p.

FERREIRA, G. K. Investigando A Influência Do Domínio Afetivo Em Atividades Didáticas de Resolução de Problemas de Física no Ensino Médio. 2012. 235f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação Cientifica e Tecnológica)- Centro de Ciências Físicas e Matemática, Centro de Ciências da Educação e Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em:

http://ppgect.ufsc.br/files/2012/03/Gabriela-Kaiana-Ferreira-Disserta%C3%A7%C3%A3o-Final.pdf - Acesso em: 14 junho 2014

GALLAHUE, D.; OZMUN, J.; GOODWAY, J. Compreendendo o Desenvolvimento Motor. Porto Alegre: AMGH, 2013. 487 p.

GASPARIM, L. Interações na Sala de Aula: vinculações afetivas e a contribuição da pessoa para Henry Wallon. 2012. 111f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação)-Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012. Disponível em: http://www.ppge.ufpr.br/teses/M12_LIEGE%20GASPARIN_dissertacao%20mestrado.pdf - Acesso em: 14 junho 2014.

HAYWOOD, K.M.; GETCHELL, N. Desenvolvimento Motor ao Longo da Vida. Porto Alegre: Artmed, 2010. 408 p.

KUNZ, E. Transformação Didático-pedagógica do Esporte. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006. 160p.

LEITE, S.A. Afetividade nas Práticas Pedagógicas. Temas em Psicologia. Ribeirão Preto, v.20, n. 2, p. 355–368, Dez 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v20n2/v20n2a06.pdf - Acesso em: 11outubro 2013.

LIMA, M. B. N. Formação dos Treinadores de Tênis de Alto Rendimento no Brasil. 2011. 246f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Movimento Humano)- Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: http://www.tede.udesc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=2585 - Acesso em: 14 junho 2014.

LOPES, M.; SAMULSKI, D.M.; NOCE, F. Análise do Perfil Ideal do Treinador de Voleibol das Seleções Brasileiras Juvenis. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasília, v.12, p.51-55, Dez 2004. Disponível em: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/viewFile/586/610 - Acesso em: 01 junho 2014.

MARCHESI, A. O Bem-estar dos Professores: competências, emoções e valores. Porto Alegre: Artmed, 2008. 168 p.

MELHEM, T. X. O Processo de Formação de Atletas Competitivos Sob a Perspectiva Fenomenológico-Existencial. 2012. 102f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação Física)- Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39133/tde-02052012-082446/publico/Dissertacao_Corrigida_TMelhem.pdf - Acesso em: 15 junho 2014.

MIRANDA, R., BARA FILHO, M. Construindo um Atleta Vencedor: uma abordagem psicofísica do esporte. Porto Alegre: Artmed, 2008. 200p.

MOSQUERA, J.J.M.; STOBÄUS, C.D. Afetividade: a manifestação de sentimentos na educação. Educação. Porto Alegre, v.29, n.1 (58), p. 123-133, Jan/Abr 2006. Disponível em: http://www.revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/438 - Acesso em: 11 out 2013.

ROMANOWSKI, J. P. e ENS, R. T. As Pesquisas Denominadas do Tipo “Estado Da Arte” em Educação. Diálogo Educacional. Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/index.php/dialogo?dd99=pdf&dd1=237 - Acesso em: 10 jun 2014.

RUIZ, V.M., OLIVEIRA, M.J.V. A Dimensão Afetiva da Ação Pedagógica. Educ@ação - Rev. Ped. UNIPINHAL. Espírito Santo do Pinhal, v. 01, n. 03, p.5-11, jan./dez. 2005 Disponível em: http://ferramentas.unipinhal.edu.br/ojs/educacao/include/getdoc.php?id=138&article=34&mode=pdf - Acesso em: 26 abril 2014.

SANTANA, W.C. Pedagogia do esporte na infância e complexidade. In: PAES, R.R.; HERMES, F.B. (org.) Pedagogia do Esporte: contextos e perspectivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. p. 1-22.

SANTOS, F. M. A Importância da Afetividade no Processo de Ensino e Aprendizagem Como Mediadora da Práxis Educativa no Ensino Superior. Revista UNI, Imperatriz, ano 2, n.2, p.111-122, janeiro/julho 2012. Disponível em: http://www.unisulma.edu.br/Revista_UniEd2_Santos7.pdf - Acesso em: 01 novembro 2011.

SAYLA, B. M. K. Reflexões Pedagógicas: Diálogo e Afeto Enquanto Motriz Pedagógico. 2012. 150f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação)- Unidade de Articulação Acadêmica em Educação, Humanidades e Artes, Universidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, 2012. Disponível em: http://aplicacoes.unisul.br/pergamum/pdf/104908_Bantu.pdf -Acesso em: 13 junho 2014.

TANI, G. et al. Educação Física escolar: fundamentos de uma abordagem desenvolvimentista. São Paulo: EPU, 1988.

TASSONI, E. C. M. Afetividade e aprendizagem: a relação professor-aluno. In: Reunião Anual da ANPEd, 23., 2000, Caxambu. Anais, Caxambu: ANPEd, 2000. Disponível em: http://23reuniao.anped.org.br/textos/2019t.PDF - Acesso em: 12 junho 2014.Estado do conhecimento. Banco de teses CAPES. Afetividade. Relação professor-aluno. Iniciação esportiva.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/2179-8435.2014.2.17792

>

e-ISSN: 2179-8435

*********************************

Avaliação do Qualis CAPES - 2016

ÁREA CAPES - Educação

CLASSIFICAÇÃO - B2

ÁREA CAPES – Ensino

CLASSIFICAÇÃO – B1


Indexado em:
 

REDIB 

 *********************************

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS