O papel do léxico na aquisição das fricativas interdentais do inglês: uma abordagem via Teoria da Otimidade Conexionista

Giovana Ferreira Gonçalves, Emilia Lorentz Leitão

Resumo


Neste artigo, investiga-se a aquisição das fricativas interdentais por aprendizes brasileiros de inglês como segunda língua (L2). Os dados foram colhidos a partir da leitura de palavras contextualizadas, leitura de um texto e narrativas orais produzidas por três grupos de estudantes de inglês. O Grupo 1 é composto por estudantes universitários que estavam cursando, no momento da coleta, o sexto semestre do curso de Letras do Centro Universitário Franciscano. Os Grupos 2 e 3 são formados por estudantes que frequentavam o projeto extracurricular de ensino de línguas da Universidade Federal de Santa Catarina e estavam no terceiro e décimo semestres, respectivamente. Após a transcrição fonética e seleção das palavras que continham as fricativas interdentais, foi feita a análise dos dados. Essa análise tem como base a Teoria da Otimidade Conexionista que, por meio da hierarquia de restrições, demonstra a gramática da interlíngua apresentada pelo aprendiz. Os resultados indicam: (i) emergência precoce da fricativa interdental desvozeada; (ii) substituições do segmento /θ/ por [t] e de /ð/ por [d] e (iii) interferência do tipo de coleta realizada nos percentuais de produções corretas. Foi constatada ainda uma grande influência da freqüência lexical nas produções dos sujeitos estudados.

Palavras-chave


Aquisição de língua estrangeira; Fricativas interdentais; Teoria da Otimidade Conexionista

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS