Criaturas de papel: a construção de duas personagens de Arthur Schnitzler

Ana Maria Wertheimer

Resumo


Este artigo analisa os recursos utilizados por Arthur Schnitzler (1862-1931) para a compor a obra Senhorita Else (1924). Os diálogos, as cartas e o monólogo interior contam (ou mostram) a história da bonita jovem que tem nas mãos o destino da família endividada: Else vê-se pressionada a ceder ao pedido do inescrupuloso Sr. von Dorsday para obter o dinheiro que evitará a prisão do pai. Com base no estudo sobre a construção da personagem apresentado por Beth Brait (2006) e nas considerações acerca do fluxo de consciência feitas pelo crítico francês Michel Zéraffa (2010), para quem Schnitzler foi um dos autênticos precursores de Joyce e Faulkner, é feita uma comparação entre Else e o tenente Wilhelm Kasda, protagonista da novela Aurora (1926), obra posterior do mesmo autor.


Palavras-chave


Arthur Schnitzler; Senhorita Else; Personagem; Monólogo interior.

Texto completo:

PDF

Referências


BACKES, Marcelo. Prefácio. In: SCHNITZLER, Arthur. Aurora. Tradução Marcelo Backes. São Paulo: Boitempo, 2001.

______. Posfácio. In: SCHNITZLER, Arthur. O tenente Gustl. Tradução Marcelo Backes. Rio de Janeiro: Record, 2012.

BRAIT, Beth. A personagem. 8. ed. São Paulo: Ática, 2006.

CANDIDO, Antonio; ROSENFELD, Anatol; PRADO, Décio de Almeida; GOMES, Paulo Emílio Salles. A personagem de ficção. 13. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

DUJARDIN, Édouard. Os loureiros estão cortados. Tradução Hilda Pedrollo. Porto Alegre: Brejo Editora, 2005.

GENETTE, Gérard. Discurso da narrativa. Lisboa: Vega, 1976.

JANKOWSKY, Bernhard. Reflexos do mito e da decadência do Império Austro-Húngaro na literatura austríaca. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 13, n. 4, p. 5-27, dez. 1978.

REIS, Carlos; LOPES, Ana Cristina. Dicionário de narratologia. 7. ed. Coimbra: Almedina, 2011.

SCHNITZLER, Arthur. Senhorita Else. Tradução Marijane Lisboa. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

______. Aurora. Tradução Marcelo Backes. São Paulo: Boitempo, 2001.

______. O tenente Gustl. Tradução Marcelo Backes. Rio de Janeiro: Record, 2012.

WOOD, James. Como funciona a ficção. Tradução Denise Bottmann. São Paulo: Cosac Naify, 2011.

ZÉRAFFA, Michel. Pessoa e personagem: o romanesco dos anos de 1920 aos anos de 1950.

Tradução Luiz João Gaia e J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2017.2.26100

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS