São Tomé e Príncipe 1975-2015: política e economia numa antiga colônia de plantação

Gerhard Seibert

Resumo


Após a independência em 1975, São Tomé e Príncipe tornou- se um Estado de partido único socialista. O regime nacionalizou as plantações de cacau e toda a economia. Como o país carecia de pessoas adequadamente formadas, dentro de poucos anos a economia local se arruinou. Devido ao fracasso económico, em 1990 o regime introduziu a democracia multipartidária e uma economia de mercado livre. Apesar da instabilidade política causada por mudanças consecutivas de governo, a democracia tem funcionado relativamente bem. Contudo, a economia continuou precária, visto que governos consecutivos não conseguiram recuperar o setor de cacau nem diversificar a economia. Perspectivas de se tornar um produtor de petróleo também não se realizaram, porque petróleo viável comercialmente não foi descoberto. Consequentemente, por muitos anos o pequeno país se tornou completamente dependente das ajudas internacionais. Este texto análises a política e a econo ia do arquipélago durante os últimos quarenta anos.


Palavras-chave


São Tomé e Príncipe; economia de plantação; desenvolvimento; multipartidarismo; petróleo

Texto completo:

PDF (English)

Referências


BRANCO, Rafael; VARELA, Afonso. Os Caminhos da Democracia. Amadora: selfpublishing, 1998.

CEITA, João Guadalupe Viegas de. Memórias e Sonhos Perdidos de um Combatente pela Libertação de São Tomé e Príncipe. São Tomé: author´s own edition, 2012.

CHABAL, Patrick et al. A History of Postcolonial Lusophone Africa. Bloomington: Indiana University Press, 2002.

LAINS, Hélder Silva e. São Tomé e Príncipe e a Cultura do Café. Lisbon: Junta de Investigação do Ultramar, 1958.

NASCIMENTO, Augusto. Atlas da Lusofonia. São Tomé e Príncipe. Lisbon: Prefácio, 2008.

______. A inelutável independência ou os (in)esperados ventos de mudança em São Tomé e Príncipe. In: ROSAS, Fernando; MACHAQUEIRO, Mário; OLIVEIRA, Pedro Aires (Orgs.). O Adeus ao Império. 40 Anos de Descolonização Portuguesa. Lisbon: Vega, 2015. p. 175-190.

OLIVEIRA, Jorge Eduardo da Costa. A Economia de S. Tomé e Príncipe. Lisbon: Instituto para a Cooperação Económica & Instituto de Investigação Científica Tropical, 1993.

PRINCE WATERHOUSE COOPERS & ASSOCIATES. São Tomé and Príncipe Second EITI Report 2014. Lisbon, 2015.

ROSAS, Fernando; MACHAQUEIRO, Mário; OLIVEIRA, Pedro Aires (Orgs.). O Adeus ao Império. 40 Anos de Descolonização Portuguesa. Lisbon: Vega, 2015.

RODRIGUES, Francisco Manuel Carvalho. S. Tomé e Príncipe sob o ponto de vista agrícola. Lisbon: Junta de Investigações Científicas do Ultramar, 1974.

SEGURA, Alonso. Management of Oil Wealth Under the Permanent Income Hypothesis: The Case of São Tomé and Príncipe. IMF Working Paper 183. Washington DC, 2006.

SEIBERT, Gerhard. São Tomé e Príncipe. In: CHABAL, Patrick et al. A History of Postcolonial Lusophone Africa. Bloomington: Indiana University Press, 2002. p. 291-315.

______. The Bloodless Coup of July 16 in São Tomé e Príncipe. LUSOTOPIE. Enjeux contemporains dans les espaces lusophones. Paris: Karthala, 2003. p. 245-260.

______. Comrades, Clients and Cousins. Colonialism, Socialism and Democratizationin São Tomé and Príncipe. Leiden & Boston: Brill, 2006.

______. São Tomé and Príncipe: The Troubles of Oil in an Aid- Dependent Micro- State. In: Omeje , Kenneth (Ed.). Extractive Economies and Conflicts in the Global South: Multi-regional Perspectives on Rentier Politics. Aldershot: Ashgate, 2008. p. 119-134.

______. São Tomé and Príncipe: The End of the Oil Dream? IPRIS Viewpoints, n. 134, Lisbon, 2013.

______. São Tomé and Príncipe. In: Africa South of the Sahara 2015. London: Routledge, 2014. 1006-1025.

AFRICAN DEVELOPMENT BANK GROUP (AFDB). Democratic Republic of São Tomé and Príncipe. Country Strategy Paper 2012-2016, 2012.

AICEP PORTUGAL GLOBAL, São Tomé e Príncipe. Ficha de Mercado. Lisbon, 2015.

INTERNATIONAL MONETARY FUND (IMF). Democratic Republic of São Tomé and Príncipe Country Report 13/208. Washington DC, 2013.

______. Democratic Republic of São Tomé and Príncipe Country Report 14/2. Washington DC, 2014a.

______. Democratic Republic of São Tomé and Príncipe. National Poverty Reduction Strategy Paper II, 2012-2016. Country Report 14/9. Washington DC, 2014b.

______. Democratic Republic of São Tomé and Príncipe. Country Report 15/196. Washington DC, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2016.3.22842

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios - www.publicationethics.org



AVALIAÇÃO QUALIS CAPES - 2016 
ÁREA CAPES - História
CLASSIFICAÇÃO - A2

INDEXADORES E PORTAIS

  • Web of Science - Master Journals List (Clarivate Analytics)
  • SSCI - Social Sciences Citation Index (Clarivate Analytics)
  • AHCI - Arts and Humanities Citation Index (Clarivate Analytics)
  • Scopus (Elsevier)
  • SJR - ScIMAGO Journal & Country Rank (Elsevier)
  • Historical Abstracts with Full Text (EBSCO)
  • Academic Search Premier (EBSCO)
  • Fonte Acadêmica (EBSCO)
  • Fuente Academica (EBSCO)
  • CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDALYC - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • Portal CAPES

FATOR DE IMPACTO NO SJR (SCImago Journal & Country Rank)

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons OriginalityCheck®
Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. 
TurnITin
Todos os artigos são submetidos ao software Turnitin, antes de iniciar qualquer tipo de avaliação.
Diadorim  Open Access 
Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul. 
 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS