Revolucionários e bandidos: a trajetória dos seguidores de Villa na Revolução mexicana

Maria Aparecida de S. Borges

Resumo



As últimas décadas do século XIX no México podem ser caracterizadas por três aspectos: estabilidade política, desenvolvimento econômico, e, conseqüentemente, de relativa tranqüilidade social. No contexto revolucionário, em contraste, se assiste ao rompimento desse status quo. Neste artigo, a partir dos relatos de alguns personagens comprometidos com o movimento armado, traçarei um panorama a respeito dos problemas da violência e da criminalidade, entre os anos 1910 e 1920, no norte do país.


Palavras-chave


Revolução mexicana, Banditismo, Criminalidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2005.1.1327



e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.