A aquisição da linguagem falada e escrita: o papel da consciência linguística

Thaïs Cristófaro SIlva, Daniela Oliveira Guimarães

Resumo


Este artigo discute aspectos referentes à consciência fonológica e sua relação com a aquisição da linguagem escrita. Consideramos também o papel do item lexical como peça chave da apropriação do conhecimento linguístico. O debate centra-se na segmentação da linguagem em unidades específicas (palavra, sílaba, fonema) e na produtividade de tais unidades. Avaliamos a relação fala e escrita na aquisição da linguagem demonstrando que a fala interfere na escrita bem como a escrita interfere na fala. Adotamos a perspectiva dos Modelos Multirrepresentacionais e argumentamos que a fala e a escrita estão em constante interação na construção da representação mental e, consequentemente, na emergência e consolidação da consciência linguística.

Palavras-chave


consciência fonológica; multirrepresentacionalidade; léxico; relação fala-escrita.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726

ISSN-L: 0101-3335

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS