Formação para a ética em pesquisa: um olhar para os programas de pós-graduação em Educação

João Batista Carvalho Nunes

Resumo


A atenção dos pesquisadores brasileiros da área de Educação para a necessidade de debates, estudos e pesquisas acerca da ética em pesquisa é algo recente. O objetivo da investigação que dá suporte a este artigo é identificar, no Brasil, quais programas de pós-graduação stricto sensu da área de Educação incluem, nas ementas de suas disciplinas, o tema ética em pesquisa. Empregou-se o método da pesquisa documental, considerando-se como documentos as ementas das disciplinas dos programas de pós-graduação em Educação do Brasil, disponíveis em formato digital, na Plataforma Sucupira. Do conjunto de 8.892 disciplinas analisadas, somente 69 (0,78%) incluem o tema ética em pesquisa em suas ementas. Essas disciplinas estão distribuídas por 37 programas de pós-graduação em Educação, representando 21,64% do total. Esse resultado indica a necessidade urgente de se garantir formação disciplinar e sistemática sobre o tema ética em pesquisa nos programas de pós-graduação em Educação.


Palavras-chave


Ética em pesquisa. Integridade científica. Formação de pesquisadores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, E. C. E.; GUIMARÃES, J. A. A pós-graduação e a evolução da produção científica brasileira. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2013.

AMERICAN EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION (AERA). Code of ethics. Educational Researcher, v. 40, n. 3, p. 145-156, 2011.

AUSTRALIAN ASSOCIATION FOR RESEARCH IN EDUCATION (AARE). Code of ethics. Deakin: AARE, 1993. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2016.

BESSA, J. C. R. Por uma cultura de ética e de integridade do pesquisador em formação inicial. Revista Espaço Acadêmico, n. 159, p. 114-121, 2014.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: CNS, 2012.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. Brasília: CNS, 2016.

BRITISH EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION (BERA). Ethical guidelines for educational research. London: BERA, 2011.

CARVALHO, I. C. M.; MACHADO, F. V. A regulação da pesquisa e o campo biomédico: considerações sobre um embate epistêmico desde o campo da educação. Práxis Educativa, v. 9, n. 1, p. 209-234, 2014.

CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO (CNPQ). Relatório da Comissão de Integridade de Pesquisa do CNPq. Brasília: CNPq, 2011.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE (CNS). Desenvolvido pela Equipe de Comunicação do CNS, 2015. Apresenta consulta à sociedade de Minuta de Resolução Complementar sobre “As especificidades éticas das pesquisas nas Ciências Sociais e Humanas e de outras que se utilizam de metodologias próprias dessas áreas”. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2015.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL

DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Plataforma Sucupira.

Brasília, 2016. Disponível em:

br/sucupira/public/consultas/coleta/disciplina/viewDisciplina.

jsf?popup=true&id_disciplina=122499>. Acesso em: 30 nov.

DANCEY, C. P.; REIDY, J. Estatística sem Matemática para Psicologia. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

DEUTSCHE GESELLSCHAFT FÜR ERZIEHUNGSWISSENSCHAFT (DGFE). Code of ethics of Deutsche Gesellschaft für Erziehungswissenschaft (DGfE). Berlin: DGfE, 1999.

DW. Presidente da Hungria renuncia devido a escândalo de plágio. Deutsche Welle, Bonn (Alemanha), 2 abr. 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

DW. Universidade revoga título de doutorado da ministra alemã da Educação. Deutsche Welle, Bonn (Alemanha), 5 fev. 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

FANG, F. C.; STEENC, R. G.; CASADEVALL, A. Misconduct accounts for the majority of retracted scientific publications. PNAS, v. 109, n. 42, p. 17028-17033, 2012.

FARE, M.; MACHADO, F. V.; CARVALHO, I. C. M. Breve revisão sobre regulação da ética em pesquisa: subsídios para pensar a pesquisa em educação no Brasil. Práxis Educativa, v. 9, n. 1, p. 247-283, 2014.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; TAKAMATSU, R. T.; SUZART, J. Métodos quantitativos com Stata. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

FÁVERO, M. L. A. Durmeval Trigueiro Mendes e sua contribuição à pós-graduação em educação. Revista Brasileira de Educação, n. 30, p. 36-46, 2005.

FISHER, C. B.; FRIED, A. L.; FELDMAN, L. G. Graduate socialization in the Responsible Conduct of Research: a national survey on the research ethics training experiences of psychology doctoral students. Ethics & Behavior, v. 19, n. 6, p. 496-518, 2009.

GRAY, P. W.; JORDAN, S. R. Supervisors and academic integrity: supervisors as exemplars and mentors. J Acad Ethics, v. 10, p. 299-311, 2012.

ISON, D. C. Plagiarism among dissertations: prevalence at online institutions. J Acad Ethics, v. 10, p. 227-236, 2012.

KALICHMAN, M.; SWEET, M.; PLEMMONS, D. Standards of sientific conduct: disciplinary differences. Sci Eng Ethics, v. 21, p. 1085-1093, 2015.

KROKOSCZ, M. Abordagem do plágio nas três melhores universidades de cada um dos cinco continentes e do Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 16, n. 48, p. 745-818, 2011.

MACHADO, U. Chalita fez autoplágio para obter mestrado. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12. set. 2012. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2016.

MENDES, E. T. B.; FARIAS, I. M. S.; NÓBREGATHERRIEN, S. M. Trabalhando com materiais diversos e exercitando o domínio da leitura: a pesquisa bibliográfica e a pesquisa documental. In: NÓBREGA-THERRIEN, S. M.; FARIAS, I. M. S.; NUNES, J. B. C. Pesquisa científica para iniciantes: caminhando no labirinto. v. 3. Fortaleza: EdUECE, 2011. p. 25-42.

NUNES, J. B. C. Formação de pesquisadores em Educação para a ética em pesquisa. In: CARVALHO, M. V. C.; CARVALHÊDO, J. L. P.; ARAÚJO, F. A. M. (Org.). Caminhos da pós-graduação em Educação no Nordeste do Brasil: avaliação, financiamento, redes e produção científica. Teresina: EDUFPI, 2016. p. 59-71.

PITHAN, L. H.; VIDAL, T. R. A. O plágio acadêmico como um problema ético, jurídico e pedagógico. Direito & Justiça, v. 39, n. 1, p. 77-82, 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG). UFMG comprova plágio e cassa título de doutora de exestudante da Faculdade de Letras. Agência de Notícias, Belo Horizonte, 27 out. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2017.

WYMAN, J. F.; HENLY, S. J. PhD programs in nursing in the United States: visibility of American Association of Colleges of Nursing core curricular elements and emerging areas of science. Nursing Outlook, v. 63, p. 390-397, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2017.2.26889

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS