Educação, território e tecnologias digitais: a experiência nas escolas das Ilhas Egadi (Itália)

Iracema Munarim, Rogério Santos Pereira, Gilka Girardello

Resumo


Este artigo busca discutir a apropriação pedagógica de tecnologias digitais nas escolas das Ilhas Egadi, no sul da Itália, visitadas em 2012, durante o período de estágio sanduíche no exterior (Capes/PDSE). Nessas escolas, tendo em vista o contexto em que estão inseridos, alunos e professores se utilizam de tecnologias digitais para construir um processo de reconhecimento coletivo de demandas e de busca por soluções que articulem saberes locais e globais. Ao analisar essa conjuntura, compreende-se que romper com o isolamento é muito mais complexo do que colocar equipamentos digitais nas salas de aula. É preciso exercer o resgate da cultura local, tecer laços de pertença ao território, valorizar suas práticas e memórias, conectar a escola ao mundo e ancorá-la ao próprio território.


Palavras-chave


tecnologias digitais; cultura; território, escola

Texto completo:

PDF

Referências


CALVINO, Italo. Le città invisibili. Milano: Mondadori, 2010.

CANÁRIO, Rui. A escola no mundo rural: contributos para a construção de um objecto de estudo. Educação, Sociedade & Culturas, n. 14, p. 121-139, 2000.

CARRIÈRE, J. P.; CAZELLA, Ademir Antonio. Abordagem introdutória ao conceito de desenvolvimento territorial. Eisforia, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 23-46, 2006.

CAZELLA, Ademir Antonio. As bases sociopolíticas do desenvolvimento territorial: uma análise a partir da experiência francesa. Redes, v. 13, n. 1, p. 5-27, 2008.

BONNAL, Philippe.; CAZELLA, Ademir Antonio; DELGADO, Nelson Giordano. Contribuições ao estudo do desenvolvimento territorial rural: reflexões metodológicas a partir do caso brasileiro. Biblio 3W – Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales, v. 17, n. 1002, 2012.

ENTREVISTA COM JESÚS MARTÍN BARBERO. Seminário Internacional sobre Diversidade Cultural). Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2013.

GLOBO, Rede. Profissão Repórter. [S.l: s.n.]. 2013. IL MUSEO – EX STABILIMENTO FLORIO A FAVIGNANA. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2013.

MUNARIM, Iracema. Tecnologias digitais nas escolas do campo: contextos, desafios e possibilidades. 2014. 183 f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

RIVOLTELLA, Pier Cesare. Piccole scuole: un’ocasione da non perdere. Disponível em: . Acesso em: 1o fev. 2013.

SANTOS, Baoventura de Sousa. Por que as epistemologias do Sul?. Disponível em:

feature=player_embedded&v=ErVGiIUQHjM>. Acesso em: 1o fev. 2013.

SARÀ, Raimondo. Dal mito all’aliscafo: storie di tonni e di tonnare. Migrazioni e biologia, leggende, tradizioni e socialità. Palermo: Arti Grafiche Siciliane, 1998.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade: na história e na literatura. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.3.17976

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS