A formação humana no contexto da consumação metafísica do sujeito: ética da potência de Agamben

Alexandre Simão de Freitas

Resumo


A presente reflexão toma o chamado giro pós-teológico-político na filosofia contemporânea como ponto de partida para a tematização de alguns dilemas que atravessam os processos e as práticas que articulam a educação na atualidade. Para isso, evoca a figura do pobre como imagem (pesrsonagem, ou símbolo? pra não ficar tão repetitivo) excêntrica de nossa modernidade pedagógica. Essa figura é um intercessor privilegiado na ontologia da potência desdobrada pelo pensador italiano Giorgio Agamben. Tematiza-se, assim, em que medida sua ética da potência permite retomar os princípios que animam o debate sobre a formação humana.



Palavras-chave


Metafísica da subjetividade. Ética da potência. Teologia política.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Altissima povertá: regole monastiche e forma di vita. Milano: Neri Pozza Editore, 2011.

AGAMBEN, Giorgio. Il regno e la gloria: per una genealogia teologica dell’economia e del governo. Milão: Neri Pozza, 2007.

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.

AGAMBEN, Giorgio. Medios sin fin: notas sobre la política. Valencia: Pre-Textos, 2001.

AGAMBEN, Giorgio. Nudez. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 2010.

BERTEN, André. Modernidade e desencantamento – Nietzsche, Weber e Foucault. São Paulo, Editora Saraiva, 2011.

CERQUEIRA, Monique Borba. Pobres, resistência e criação: personagens no encontro da arte com a vida. São Paulo: Cortez, 2010.

CHÈRIF, Mustapha. O Islã e o Ocidente. Encontro com Jacques Derrida. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

COSTA, Jurandir Freire. O ponto de vista do outro. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

DAVIS, Creston. Sábado santo ou domingo da ressurreição? Preparando um debate improvável. In: ZIZEK, Slavoj; MILBANK, John. A monstruosidade de Cristo. São Paulo: Três Estrelas, 2014.

DELEUZE, Gilles. A imanência: uma vida. Revista Educação e Realidade, v. 27, n. 2, p. 10-18, 2002.

DERRIDA, Jacques. Foi et savoir. Paris: Flammarion, 1996.

HABERMAS, Jürgen. Fé e saber. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

NANCY, Jean Luc. La communauté affrontée. Paris: Galilée, 2001.

NANCY, Jean Luc. La déclosion: déconstruction du christianisme, I. Paris: Galilée, 2005.

NEGRI, Antonio; HARDT, Michael. Commonwealth – el proyecto de una revolución del común. Madrid: Akal Ediciones, 2011.

NUNES, Cleiton de Barros. Educar na periferia de si mesmo: um estudo da noção de formação humana como potência dos pobres. 2014. 99 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

PIERRON, Jean-Philippe. Transmissão: uma filosofia do testemunho. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

SAFATLE, Vladimir. O dever e seus impasses. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

TAYLOR, Charles. A secular age. Cambridge, Massachusetts and London: The Belknap Press of Harvard University Press, 2007.

ZIZEK, Slavoj. The ongoing “soft revolution”. Critical Inquiry, v. 30, n. 2, p. 292-323, 2004. http://dx.doi.org/10.1086/421126.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.3.17405

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS