Relações de poder e controle social em áreas de grande exposição à violência

Melissa de Mattos Pimenta

Resumo


Este artigo tem como propósito discutir as dinâmicas de interação social entre moradores de localidades com altas taxas de criminalidade e exposição à violência com os grupos ligados ao crime que agem de forma organizada por meio da violência, atentando-se para as principais formas por meio das quais esses grupos estabelecem poder e que tipos de controles sociais são exercidos sobre a população. São abordados os sentimentos de medo e insegurança, a relação entre redes sociais e práticas cotidianas de sociabilidade nos espaços público e privado e a convivência com grupos ligados ao crime que exercem poder nessas localidades. O texto é baseado em parte dos resultados de pesquisa realizada entre 2009 e 2010 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para a Prevenção do Delito e Tratamento do Delinquente (Ilanud) e o Instituto Sou da Paz, com apoio do Ministério da Justiça-Senasp.

Palavras-chave


Relações de poder. Controle social. Crime organizado. Território. Violência.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Sérgio; SALLA, Fernando. Criminalidade organizada nas prisões e os ataques do PCC. Estudos Avançados, v. 21, n. 61, p. 7-29, 2007 .

BECK, Ulrich; GIDDENS, Anthony; LASH, Scott. Modernização reflexiva. São Paulo: Ed. Unesp, 1997.

FERREIRA, Ignez C. B.; PENNA, Nelba A. Território da violência: um olhar geográfico sobre a violência urbana. Espaço e Tempo, v. 18, p. 155-168, 2005.

FÓRUM Brasileiro de Segurança Pública. Narrativas da violência. Documentos de pesquisa Juventude e Prevenção à Violência: Estratégias de Atuação. Brasília: MJ/Senasp, 2010. (mimeo)

GARLAND, David. A cultura do controle: crime e ordem social na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Revan, 2008.

LOPES JR. Edmílson. As redes sociais do crime organizado: a perspectiva da nova sociologia econômica. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 24, n. 69, p. 53-68, 2009 .

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. Criminalidade violenta: uma nova perspectiva de análise. Revista de Sociologia e Política, v. 13, p. 115-124, 1999.

MISSE, Michel. Mercados ilegais, redes de proteção e organização local do crime no Rio de Janeiro. Estudos Avançados, v. 21, n. 61, p. 139-157, 2007 .

SCHABBACH, Letícia Maria. Exclusão, ilegalidades e organizações criminosas no Brasil. Sociologias, v. 10, n. 20, p. 48-71, 2008.

TAVARES DOS SANTOS, José Vicente. Violência e dilemas do controle social na “modernidade tardia”. São Paulo em Perspectiva. v. 18, n. 1, p. 3-12, 2004 .

TAVARES DOS SANTOS, José Vicente. Violências e conflitualidades. Porto Alegre: Tomo Editorial, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-7289.2015.1.16934

Direitos autorais 2016 Civitas - Revista de Ciências Sociais

ISSN-L: 1519-6089  -  e-ISSN: 1984-7289

Civitas - Revista de Ciências Sociais

....................................................................................................................................................................................................

Este periódico é membro do Cope (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

Copyright: © 2006-2020 Edipucrs