O problema da fundamentação da moral e a ética feminista

Palavras-chave: Fundamentação da moral. Éticas antigas. Ética feminista. Ética do cuidado.

Resumo

Este artigo tem como tema o problema filosófico da fundamentação da moral com o objetivo de apresentar o sentido e a validade de uma ética feminista. Parte-se da hipótese de que uma ética feminista se distinguiria das éticas antigas e apresentaria uma alternativa adequada ao problema da fundamentação da moral, bem como dos conflitos morais atuais, em especial, pelo tipo de solução que propõe, a qual segue uma lógica construída mediante uma práxis humana determinada. Em outros termos, o objetivo deste artigo é ajudar a compreender como um conteúdo da moralidade surgido de elementos históricos, temporais, culturais pode ser construído; nesse caso, ligado às condições das mulheres surgidas no meio social. Para tanto, será apresentada uma nova concepção de ética e o exemplo de uma ética capaz de orientar uma solução para conflitos morais atuais, a ética feminista do cuidado de Carol Gilligan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Magalhães Pereira, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, CE

Doutora em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil), professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, CE, Brasil

Referências

BADINTER, Elisabeth. O conflito: a mulher e a mãe. Trad. Véra Lucia dos Reis. Rio de Janeiro: Record, 2011.

BEAUVOIR, Simone de. O segundo sexo: fatos e mitos / A experiência vivida. Trad. Sérgio Milliet. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016.

BÍBLIA. Novo Testamento: Apóstolos, Epístolas, Apocalipse. Trad. do grego Frederico Lourenço. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

CORTINA, Adela. Ética. Trad. Silvana Cobucci Leite. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2015.

DONATH, Orna. Mães arrependidas: uma outra visão da maternidade. Trad. Marina Vargas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

FERREIRA, Maria Luísa Ribeiro. As mulheres na filosofia. Lisboa: Edições Colibri, 2009.

FRONTEIRAS DO PENSAMENTO. Martha Nussbaum – Entrevista Exclusiva. Youtube. 2018. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=e3ssHUZIUfs&-t=3s. Acesso em 26/08/2019.

GADAMER, Hans-Georg. Über die politische Inkompetenz der Philosophie. In: Hermeneutische Entwürfe: Vorträge und Aufsätze. Tübingen: Mohr Siebeck, 2000.

GILLIGAN, Carol. Uma voz diferente: psicologia da diferença entre homens e mulheres da infância à fase adulta. Trad. Nathanael C. Caixeiro. São Paulo: Rosa dos Tempos, 1982.

KANT, Immanuel. A paz perpétua e outros opúsculos. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2016.

KANT, Immanuel. Crítica da Razão Prática. Trad. Valério Rohden. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. Trad. Paulo Quintela. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2011.

LOPARIC, Zeljko. O fato da razão – uma interpretação semântica. Analytica, Campinas, v. 4, n. 1, p. 13-52, 1999.

LOPARIC, Zeljko. As duas metafísicas de Kant. Kant e-Prints, Campinas, v. 2, n. 5, p. 1-10, 2003.

NUSSBAUM, Martha. Sem fins lucrativos: por que a democracia precisa das humanidades. Trad. Fernando Santos. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2015.

ROCHA, Ronai Pires da. De um ponto de vista etnológico. In: DALL’AGNOL, Darlei (org.). Verdade e respeito: a filosofia de Ernst Tugendhat. Florianópolis: Ed. UFSC, 2007.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio ou Da educação. Trad. Roberto Leal Ferreira. 3. ed. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2004.

ROVERE, Maxime (org.). Arqueofeminismo: Mulheres filósofas e filósofos feministas - séculos XVII-XVIII. Trad. Andrea Maria Mello, Camila Lima de Oliveira, Pedro Muniz, Viviana Ribeiro, Yasmin Haddad. São Paulo: n-1 edições, 2019.

SAFATLE, Vladimir. O dever e seus impasses. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

TOLDY, Teresa. Carol Gilligan. In: FERREIRA, Maria Luísa Ribeiro; HENRIQUES, Fernanda (Coord.). Marginalidade e alternativa. Lisboa: Edições Colibri, 2016.

TUGENDHAT, Ernst. Lições sobre ética. Trad. Grupo de doutorandos do curso de pós-graduação em Filosofia da Universidade do Rio Grande do Sul. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

TUGENDHAT, Ernst. O problema da moral. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

WOOLF, Virginia. Um teto todo seu. Trad. Bia Nunes de Sousa, Glauco Mattoso. São Paulo: Tordesilhas, 2014.

WOLLSTONECRAFT, Mary. Reivindicação dos direitos da mulher. Trad. Ivania Pocinho Motta. São Paulo: Boitempo, 2016.

ZIRBEL, Ilze. Duas objeções a uma filosofia feminista. ANPOF. 2018. Disponível em http://anpof.org/portal/index.php/pt-BR/agenda-encontro-2018/item/559-categoriaagenda2018/18710-duas-objecoes-a-uma-filosofia-feminista. Acesso em 26/08/2019.

Publicado
2020-05-15
Como Citar
Pereira, V. M. (2020). O problema da fundamentação da moral e a ética feminista. Veritas (Porto Alegre), 65(1), e36862. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2020.1.36862
Seção
Moral & Political Philosophy