ONISClÊNCIA E AÇÃO

  • Fernando Pio de Almeida Fleck Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS - Porto Alegre

Resumo

O objetivo do artigo é mostrar, com base em concepções de Santo Tomás de Aquino, que não há incompatibilidade entre onisciência e ação divina, desde que a ciência divina seja concebida como prática e não como scientia visionis. O inconveniente de tal tese é, contudo, o de que Deus tem de ser considerado como o único agente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1995-12-31
Como Citar
Fleck, F. P. de A. (1995). ONISClÊNCIA E AÇÃO. Veritas (Porto Alegre), 40(159), 469-473. https://doi.org/10.15448/1984-6746.1995.159.35996