RAMON LLULL Y EL LIBRE ALBEDRÍO

  • Marc Egea i Ger Barcelona
Palavras-chave: Raimundo Lúlio. Potências da alma. Individuo. Livre-arbitrio.

Resumo

 

Na questão do livre-arbítrio, Raimundo Lúlio parte, sem dúvida, de colocações agostinianas referentes às três potências da alma (memória, inteligência e vontade). Mas o pensador mallorquino vive num mundo onde a noção de individuo adquiriu espaços antes desconhecidos. Entretanto, comparando o pensamento de Lúlio, com o de Abelardo e de Duns Scotus, parece que ele se encontra bem mais próximo de Agostinho que do *individualismo' dos pensadores medievais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2002-12-30
Como Citar
Egea i Ger, M. (2002). RAMON LLULL Y EL LIBRE ALBEDRÍO. Veritas (Porto Alegre), 47(3), 287-294. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2002.3.34877