Axel Honneth e a sua teoria plural da justiça

Palavras-chave: Honneth. Reconhecimento. Justiça. Reconstrução normativa

Resumo

Axel Honneth desenvolve o conceito de reconhecimento, encarado como uma necessidade fundamental do ser-humano, de forma a constituir-se no núcleo de uma teoria da justiça que procura especificar as condições intersubjetivas de autorrealização individual. Apresenta-se uma teoria da justiça assente na reconstrução das práticas e condições de reconhecimento já institucionalizadas, analisando as instituições sociais em um sentido amplo. Pretende-se aproximar a concepção normativa da justiça da análise sociológica das sociedades modernas, através da reconstrução normativa e ao colocar a ênfase na liberdade social, baseada na dimensão intersubjetiva das instituições de reconhecimento. A liberdade social prevê o acesso às instituições de reconhecimento. Um dos objetivos é esboçar os problemas desse avanço interpretativo da teoria crítica do reconhecimento, pelo que iremos convocar a teoria da luta pelo reconhecimento  de Honneth, incluir a sua reactualização mais recente do Direito de Hegel e explorar a sua proposta normativa para as condições de uma vida ética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Vitorino Fontes, Centro de Investigação em Ciência Política das Universidades do Minho e de Évora, Minho/Évora

Doutor em Teoria Jurídico-Política e Relações Internacionais. Membro colaborador do Centro de Investigação em Ciência Política das Universidades do Minho e de Évora (CICP), Minho/Évora, Portugal.

Referências

Ellison, Ralph El hombre invisible. Barcelona: Lumen. 1984.

Hegel, Georg Princípios da filosofia do direito. Tradução de Orlando Vitorino. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

Hegel, Georg. Fenomenologia do Espírito. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1992.

Honneth, Axel. Crítica del agravio moral. Patologias de la sociedad contemporánea. Traducción de Peter Strandt Diller. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2009b. https://doi.org/10.22201/fcpys.2448492xe.2004.190.42443

Honneth, Axel. El derecho de la libertad. Esbozo de una eticidad democrática. Tradução de Graciela Calderón. Buenos Aires: Katz Editores, 2014.

Honneth, Axel. Disrespect: the normative foundations of critical theory.

Tradução de John Farrel e Joseph Ganahl. Malden: Polity Press, 2007b.

Honneth, Axel. Invisibilité: sur l’épistémologie de la reconnaissance. Tradução de Françoise Gollain e Christian Lazzeri. Réseaux, Paris, n° 129-130, p.39-57. 2005. Disponível em: https://www.cairn.info/revue-reseaux1-2005-1-page-39. htm#. Acesso em: 12 jun. 2013. https://doi.org/10.3917/res.129.0039

Honneth, Axel. Luta por reconhecimento: para uma gramática moral dos conflitos sociais. Tradução de Jorge Telles de Menezes. Lisboa: Edições 70, 2011.

Honneth, Axel. “Observações sobre a reificação”. Tradução de Emil Sobottka e Giovani Saavedra. Civitas: Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 68-79, jan./abr. 2008. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2008.1.4322

Honneth, Axel. Patologias de la Razon. Historia y actualidad de la Teoría

Crítica. Traducción de Griselda Mársico. Madrid: Katz. 2009a. https://doi.org/10.2307/j.ctvm7bcdz

Honneth, Axel. “Recognition and Justice: Outline of a plural theory of Justice”. Tradução de Andrew Inkpin. Acta Sociológica, [México], v. 4, p. 351-364, 2004. https://doi.org/10.1177/0001699304048668

Honneth, Axel. Sofrimento de indeterminação. Tradução de Rurión Soares

Melo. São Paulo: Editora Singular, 2007a.

Honneth, Axel. A textura da justiça. Sobre os limites de procedimentalismo contemporâneo. Civitas: Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, v. 9, n. 3, p. 345-368, set./dez. 2009c. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2009.3.6896

Pereira, Gustavo. Reconocimiento y critérios normativos. Entrevista a Axel Honneth, Andamios, México, v. 7, n. 13, p. 323-334, mayo-agosto. 2010. https://doi.org/10.29092/uacm.v7i13.128

Stern, Daniel. O mundo interpessoal do bebê. Tradução de Maria Adriana

Veríssimo Veronese. Porto Alegre: Artes Médicas,1992.

Publicado
2019-10-15
Como Citar
Fontes, P. V. (2019). Axel Honneth e a sua teoria plural da justiça. Veritas (Porto Alegre), 64(2), e32882. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2019.2.32882