Da metamorfose da intencionalidade à metamorfose do sentido – uma leitura de Levinas

  • Ricardo Timm de Souza PUCRS
Palavras-chave: Fenomenologia. An-rquia. Passividade. Crise do humanismo. Sentido.

Resumo

Ao ler Levinas, a impressão que se tem, muitas vezes, é de que se trata de um pensamento elaborado como que de “fora para dentro”, em que se chega às questões mais técnicas e pontuais não por uma necessidade interna da argumentação, mas por uma necessidade externa de fidelidade ao movimento filosófico-motivacional maior da reflexão como um todo. O objetivo do presente texto consiste em ilustrar alguns aspectos desta dialética que acaba por confluir em
uma releitura da própria ideia de sentido; para tanto, examinaremos o ensaio “Humanismo e An-arquia”, procurando evidenciar como, à proposta de metamorfose ética da intencionalidade, ali presente, segue-se uma proposta maior de metamorfose de sentido do próprio filosofar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

.

Publicado
2015-03-24
Como Citar
Souza, R. T. de. (2015). Da metamorfose da intencionalidade à metamorfose do sentido – uma leitura de Levinas. Veritas (Porto Alegre), 59(2), 285-303. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2014.2.19614
Seção
Sistema e Ontologia na Filosofia Francesa Contemporânea (II)