A noção husserliana de subjetividade transcendental

  • Alberto Marcos Onate

Resumo


Baseado no cogito cartesiano, mas também o submetendo a importantes reformulações, Husserl desenvolve o seu próprio conceito de subjetividade transcendental. Tais reformulações concernem, sobretudo, aos tópicos do tempo, da redução e da intersubjetividade. O presente artigo pretende apresentar e discutir como se vinculam tais temas, visando a contribuir na compreensão do estatuto do transcendental na fenomenologia husserliana.
PALAVRAS-CHAVE – Husserl. Subjetividade transcendental. Tempo.
ABSTRACT
Based on Cartesian cogito, but also submitting it to important reformations, Husserl develops his own concept of transcendental subjectivity. These reformations concern especially the topics of time, reduction and intersubjectivity. This article intends to present and discuss the link of these themes, aiming contribute to the comprehension of the status of transcendental in husserlian phenomenology.
KEY WORDS – Husserl. Transcendental subjectivity. Time.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-08-30
Como Citar
Onate, A. M. (2006). A noção husserliana de subjetividade transcendental. Veritas (Porto Alegre), 51(2). https://doi.org/10.15448/1984-6746.2006.2.1850