A relação dialética entre arte e sociedade em Theodor W. Adorno

  • Franciele Bete Petry UFSC
Palavras-chave: Adorno. Arte. Sociedade. Reificação.

Resumo

O trabalho pretende discutir o duplo caráter das obras de
arte a partir da obra de Theodor W. Adorno. Pretende-se examinar
os argumentos sustentados pelo autor sobre o caráter social das
obras, principalmente, no caso da música, em que se pode perceber
como o desenvolvimento do próprio material musical expressa as
aporias encontradas na sociedade. Por meio de uma crítica dialética,
Adorno discute tanto o modo pelo qual as obras de arte respondem
às contradições da sociedade, colocando-se, assim, como força de
resistência à reificação, quanto a influência negativa que sofrem, por
exemplo, no contexto da indústria cultural. Além disso, o artigo pretende
se dedicar à reflexão sobre a autonomia das obras de arte, qualidade que
as mantém fechadas, desenvolvendo-se apenas segundo leis formais
internas, sem que atendam a uma função social. É nesse sentido que
se coloca a exigência de uma determinada forma de recepção das
obras, orientada não pela fruição, mas pela possibilidade de interpretar
seu teor de verdade. Assim, a dialética presente no modo como as
obras se relacionam com a sociedade torna possível concebê-las como
possibilidade de crítica à realidade e de resistência à reificação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Franciele Bete Petry, UFSC
Professora Adjunta do Departamento de Estudos Especializados em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina. Doutora em Filosofia, Doutora em Educação, ambos pela UFSC (2011).

Referências

ADORNO, Theodor W. Dialética negativa. Tradução de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

______. Minima Moralia: reflexões a partir da vida lesada. Tradução de Gabriel Cohn. Rio de Janeiro: Azougue, 2008a.

ADORNO, Theodor W. “Teoria da semiformação”. Tradução de Newton Ramos-de-Oliveira. In: PUCCI, Bruno; ZUIN, Antônio Alvaro Soares;

LASTÓRIA, Luiz Antonio Calmon Nabuco (Org.). Teoria crítica e inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas: Autores Associados, 2010, p. 7-40.

______. Teoria estética. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2008b.

______. “O fetichismo na música e a regressão na audição”. In: Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1975.

______. “Zur gesellschaftlichen Lage der Musik” [Sobre a situação social da música]. In: ADORNO, Theodor W. Gesammelte Schriften. Frankfurt am Main/Berlin: Suhrkamp/Directmedia, 2003. (Digitale Bibliothek Band 97). CD-ROM.

ALMEIDA, Jorge de. Crítica dialética em Theodor Adorno. Música e verdade nos anos vinte. Cotia: Ateliê Editorial, 2007.

BENJAMIN, Walter. “A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica”. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. In: Obras escolhidas I. São Paulo: Brasiliense, 1994a.

BERNSTEIN, J. M. “Adorno’s Aesthetic Theory”. In: RUSH, Fred (Ed.). The Cambridge Companion to Critical Theory. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

BÜRGER, Peter. Teoria da vanguarda. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

GÓMEZ, Vicent. “Estética y Teoría de La Racionalidad. Un studio sobre ‘Teoría Estética’”. In: WELLMER, Albrecht; GÓMEZ, Vicent. Teoría crítica y estética: dos interpretaciones de Th. Adorno. Valencia: Guada, 1994.

HARDING, James M. Historical dialectics and the autonomy of art in Adorno’s asthetische theorie. The Journal of Aesthetics and Art. Criticism 50:3, Summer, 1992.

HOHENDAHL, Peter Uwe. “Looking Back at Adorno’s Äesthetische Theorie”. The German Quarterly, v. 54, n. 2 (Mar, 1981), p. 133-148.

PADDISON, Max. Adorno’s Aesthetics of music. Cambridge, New York: Cambridge University Press, 1993.

SAFATLE, Vladimir. “O novo tonalismo e o esgotamento da forma crítica como valor estético”. In: DUARTE, Rodrigo; SAFATLE, Vladimir (Org.). Ensaios sobre música e filosofia. São Paulo: Associação Editorial

Humanitas, 2007.

Publicado
2015-03-24
Como Citar
Petry, F. B. (2015). A relação dialética entre arte e sociedade em Theodor W. Adorno. Veritas (Porto Alegre), 59(2), 388-406. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2014.2.16468