Teologia, filosofia e ciência

  • Rogério Miranda de Almeida PUCPR
Palavras-chave: Teologia. Filosofia. Fé. Razão. Ciência.

Resumo

O objetivo principal deste ensaio é mostrar as vicissitudes e ambiguidades que marcaram as relações entre fé e razão, fé e ciência, ao longo da tradição cristã. Com efeito, três foram as tendências principais que caracterizaram essa relação: uma tendência que vê uma identificação ou equivalência entre essas duas esferas do saber; uma outra que, pelo contrário, as considera irremediavelmente antagônicas entre si, e, finalmente, uma tendência mediana, que reivindica uma
complementariedade ou uma ajuda mútua entre fé e razão. Um fator particular que virá acirrar e intensificar essas relações ocorrerá a partir do século 12, quando a teologia adquirirá o estatuto de ciência e, sobretudo, ao longo do século 13, com a fundação das universidades e a entrada em cena de Aristóteles na escolástica latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Miranda de Almeida, PUCPR
Prof. no programa de pós-graduação de filosofia da PUCPR, câmpus Curitiba.

Referências

AGOSTINHO, S. La città di Dio. Roma: Città Nuova, 2000.

______. La Trinità. Roma: Città Nuova, 1998.

______. “Contro gli accademici”. In: Tutti i dialoghi. Milano: Bompiani, 2006.

ALMEIDA, Rogério Miranda de. A fragmentação da cultura e o fim do sujeito. São Paulo: Loyola, 2012.

ARISTÓTELES. La métaphysique. Paris: Vrin, 1986. 2 v.

______. L’éthique à Nicomaque. Paris: Vrin, 1987.

ATENÁGORAS. “Supplica per i cristiani”. In: Gli apologeti greci. Roma: Città Nuova, 2000.

CÍCERO. Tuscolane. Milano: BUR, 2004.

CLEMENTE DE ALEXANDRIA. Gli stromati: note di vera filosofia. Milano: Paoline, 1985.

EUSÉBIO DE CESAREIA. Storia ecclesiastica. Roma: Città Nuova, 2005. v. 1.

GEFFRÉ, Claude. “Thomas d’Aquin ou la christianisation de l’hellénisme”. In: L’être et Dieu. Paris: CERF, 1986.

GILSON, Étienne. La philosophie au Moyen Âge. Paris: Payot, 1999.

JUSTINO. Apologie. Milano: Bompiani, 1995.

LUBAC, Henri de. Surnaturel: études historiques. Paris: Aubier, 1946.

PANNENBERG, Wolfhart. Teologia e filosofia. Brescia: Queriniana, 1999.

PLATÃO. La République. Paris: Flammarion, 2004.

TERTULIANO. Contro gli eretici. Roma: Città Nuova, 2002.

TOMÁS DE AQUINO. Summa theologica. New York: Benziger Brothers, 1947. v. 1.

______. Commenti a Boezio. Milano: Rusconi, 1997.

Publicado
2016-01-04
Como Citar
Almeida, R. M. de. (2016). Teologia, filosofia e ciência. Veritas (Porto Alegre), 59(3), 450-468. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2014.3.16307