Considerações sobre a constituição do sujeito do cuidado de si no pensamento de Michel Foucault

  • João Paulo Ayub da Fonseca Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Michel Foucault, cuidado de si, subjetivação, sujeito, liberdade.

Resumo

O texto pretende discutir a maneira como Foucault trabalha o problema da constituição do sujeito do cuidado de si – tema que tomou conta de seus últimos livros, cursos, entrevistas e conferências. A problematização deste sujeito e das “técnicas de si” que o constitui surgem na obra do autor a partir do momento em que Foucault reorienta as suas pesquisas sobre as relações de poder ao final dos anos 70, dando início às investigações sobre as formas de governar (governo dos outros). Procura-se mostrar que o deslocamento operado pelo autor passa necessariamente por uma problematização das condições de possibilidade a partir das quais as relações de poder, em sua modalidade de “ações sobre ações”, tornam-se possíveis. A liberdade como condição de possibilidade das relações de poder surge na obra de Foucault ao mesmo tempo em que a investigação sobre as “técnicas de si” descortinam a formação de sujeitos éticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-04-30
Como Citar
da Fonseca, J. P. A. (2012). Considerações sobre a constituição do sujeito do cuidado de si no pensamento de Michel Foucault. Veritas (Porto Alegre), 57(1). https://doi.org/10.15448/1984-6746.2012.1.11231
Seção
Democracia, Ética e Filosofia Política