Evolução versus criação: falso dilema

  • João A. MacDowell
Palavras-chave: Evolução. Criação. Neodarwinismo. Método científico. Reflexão filosófica.

Resumo

A evolução cósmica e biológica é hoje um fato universalmente admitido pela comunidade científica. Muitos julgam que essa posição científica é incompatível com a aceitação de um Deus criador do mundo, seja que neguem a criação em nome da evolução, seja que rejeitem a evolução em nome da fé. O artigo pretende apontar a inconsistência do dilema “evolução ou criação”, mostrando, mediante uma reflexão filosófica, que ele deriva de uma falsa compreensão do método e do alcance tanto das ciências positivas como da teologia. Defende, além disso, que compete aos cientistas verificar se o neodarwinismo da teoria sintética é ou não uma explicação científica satisfatória dos fenômenos. Afirma, porém, que também essa teoria seria compatível com uma ideia adequada de criação, mesmo que não recorra, para explicar a evolução, nem à intervenção de uma causa eficiente trans-empírica, nem a uma inteligência superior que oriente o processo evolutivo para determinados fins. Com efeito, a ação criadora de Deus que confere o ser e agir a toda a realidade natural e a orienta, de algum modo, para seus fins, tem um caráter transcendente, e, por princípio, não pode ser detectada pela investigação científica, mas, tão somente, pela reflexão filosófica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João A. MacDowell
Professor do Departamento de Filosofia da Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE/BH ) e Coordenador do Programa de Mestrado em Filosofia do mesmo Departamento
Publicado
2011-08-30
Como Citar
MacDowell, J. A. (2011). Evolução versus criação: falso dilema. Veritas (Porto Alegre), 56(2). https://doi.org/10.15448/1984-6746.2011.2.10842