Uma solução não convencional para o problema de Gettier

  • Luís Estevinha Rodrigues Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Gettier. Conhecimento. Definição. Análise.

Resumo

O Problema de Gettier (doravante PG) é um marco na episte-mologia contemporânea. Passado meio-século do sismo filosófico causado pelo famoso artigo de Gettier (1963), as réplicas continuam e a discussão em torno do problema reacende-se. Adotando nós, como muitos outros, uma posição optimista face à possibilidade de se encontrar uma saída plausível para o PG, apresentamos neste ensaio uma solução não convencional para ele. Crucialmente, defendemos que a única definição plausível do conhecimento proposicional é a que é dada por uma fórmula “aberta” que contém um marcador de posição ou uma “variável” – no lugar da terceira condição necessária – que toma valores consoante o que é necessário e suficiente para haver sucesso epistêmico em circunstâncias específicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Estevinha Rodrigues, Universidade de Lisboa
É Licenciado em Filosofia (2005) e Doutor em Epistemologia e Filosofia da Ciência pela Universidade de Lisboa (2011, aprovado com distinção e louvor). Recebeu o Prémio Ensaio Filosófico 2010 da Sociedade Portuguesa de Filosofia, e foi bolseiro de investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia de 2006 a 2010. Pertence ao grupo de investigação LANCOG e é membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, onde realiza trabalho de pós-doutoramento na área da ciência cognitiva e da epistemologia.
Publicado
2012-08-30
Como Citar
Rodrigues, L. E. (2012). Uma solução não convencional para o problema de Gettier. Veritas (Porto Alegre), 57(2), 26-50. https://doi.org/10.15448/1984-6746.2012.2.10697
Seção
Epistemologia, Lógica e Filosofia da Linguagem