Escuta Psicanalítica de Gestantes no Contexto Ambulatorial: Uma Experiência em Grupos de Fala

  • Laís Macêdo Vilas Boas Universidade de Brasília
  • Maria Carolina da Costa Braga Universidade de Brasília
  • Daniela Scheinkman Chatelard Universidade de Brasília
Palavras-chave: Comportamento materno, psicanálise, gravidez, ambulatório hospitalar.

Resumo

A gestação é um momento de mudanças significativas na vida da mulher, permeado por afetos, fantasias e expectativas em relação ao parto e ao bebê. A existência de um espaço de fala, no qual a futura mãe possa de algum modo elaborar tais conteúdos psíquicos, pode auxiliar tanto no processo de construção do lugar materno, como na preparação para o parto e para a interação com o bebê. O presente trabalho é uma proposta de reflexão a partir da experiência que se desenvolve no chamado Grupo de Palavras – espaço de fala e partilha de experiências de gestantes sobre questões relativas à gravidez, criado na sala de espera de um ambulatório – com objetivo de discutir nuances do processo psíquico envolvido na construção do ser mãe e a possibilidade de elaboração de tal processo por meio da fala, bem como os desafios do trabalho de escuta psicanalítica no contexto ambulatorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laís Macêdo Vilas Boas, Universidade de Brasília
Estudante do último ano de graduação em Psicologia pela Universidade de Brasília, pesquisadora e estagiária do Departamento de Psicologia Clínica. Experiência na área clínica de atendimento individual com adultos, intervenções psicossociais e psicoterapêuticas nas relações vinculares mãe-bebê.
Maria Carolina da Costa Braga, Universidade de Brasília
Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), com pesquisa final sobre a Reforma Psiquiátrica no Brasil. Formanda em Psicologia pela Universidade de Brasília (UnB), na qual é pesquisadora e estagiária do Departamento de Psicologia Clínica, na área de Psicanálise e cultura. Experiência na área clínica de atendimento individual com crianças e adultos.
Daniela Scheinkman Chatelard, Universidade de Brasília
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Santa Úrsula (1991), mestrado em Psicanalise - Universite de Paris VIII (1994) e doutorado em Filosofia - Universite de Paris VIII (1999). Atualmente é professora adjunto no Instituto de Psicologia e no Programa da Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura na Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Psicologia Clínica, com ênfase em Psicanálise, atuando principalmente nos seguintes temas: transferência, constituição subjetiva, objeto, sujeito, gozo e desejo
Publicado
2012-12-19
Como Citar
Vilas Boas, L. M., Braga, M. C. da C., & Chatelard, D. S. (2012). Escuta Psicanalítica de Gestantes no Contexto Ambulatorial: Uma Experiência em Grupos de Fala. Psico, 44(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/8623
Seção
Artigos