Expressões de empatia em homens acusados de abuso sexual infantil

  • Andreína da Silva Moura Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Sílvia Helena Koller Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Abuso sexual, homens acusados de abuso sexual, empatia.

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar a presença/ausência de empatia em homens acusados de abuso sexual contra crianças, segundo seu autorrelato. Participaram deste estudo cinco homens com idades entre 37 e 73 anos, acusados de cometer abuso sexual contra crianças de até 13 anos. Os instrumentos utilizados foram uma ficha biosociodemográfica e uma entrevista semiestruturada. As perguntas que avaliaram a empatia indagavam como os participantes se sentiam diante de vários comportamentos de crianças. As entrevistas foram realizadas individualmente, em uma única sessão e os dados foram analisados segundo a análise de conteúdo de Bardin, Os participantes forneceram respostas empáticas (que focalizaram os sentimentos das crianças), respostas pragmáticas (sem e expressão de sentimentos), respostas de angústia pessoal que focalizaram os sentimentos negativos dos participantes e respostas com sentimentos positivos (focadas nos sentimentos positivos dos próprios participantes). Conclui-se que os participantes possuem habilidade empática geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreína da Silva Moura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Graduação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestrado em em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, é doutoranda nessa mesma instituição. Desde o mestrado vem trabalhando com agressores sexuais.
Sílvia Helena Koller, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul 1990. Orientadora de Doutorado e Mestrado; Coordenadora do Centro de Estudos Psicológicos sobre Meninos e Meninas de Rua.
Publicado
2010-05-17
Como Citar
Moura, A. da S., & Koller, S. H. (2010). Expressões de empatia em homens acusados de abuso sexual infantil. Psico, 41(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/5347