Estudos de neuroimagem sobre funções executivas: evidências da técnica fNIRS

  • Yves Joanette Université de Montréal
  • Ana Inés Ansaldo
  • Maria Alice de Mattos Pimenta Parente UFRGS
  • Rochele Paz Fonseca PUCRS
  • Christian Haag Kristensen PUCRS
  • Lilian Cristine Scherer

Resumo

A Espectroscopia de Infravermelho Próximo Funcional (fNIRS) tem se mostrado uma ferramenta importante na investigação da cognição humana. Dentre os processos psicológicos que necessitam ser detalhadamente investigados destacam-se as funções executivas (FE). O presente artigo buscou revisar estudos empíricos das FE realizados com fNIRS. Esta revisão sistemática mostrou, dentre outros achados, que a maioria das pesquisas focalizou: (a) os correlatos neurais do processamento cognitivo, (b) os componentes executivos de tarefas de fluência verbal e Stroop, (c) amostras com predominância de participantes adultos jovens saudáveis, e (d) populações clínicas freqüentemente representadas por adultos esquizofrênicos. A técnica revisada pode ser considerada válida para examinar correlatos neurobiológicos das FE. Palavras-chave: funções executivas; neuroimagem; fNIRS; revisão sistemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Joanette, Y., Ansaldo, A. I., Parente, M. A. de M. P., Fonseca, R. P., Kristensen, C. H., & Scherer, L. C. (2008). Estudos de neuroimagem sobre funções executivas: evidências da técnica fNIRS. Psico, 39(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/4456
Seção
Artigos