Transição para a vida adulta: autonomia e dependência na família

  • Carolina de Campos Borges PUC-Rio
  • Andrea Seixas Magalhães PUC-Rio
Palavras-chave: adultos-jovens, ciclo de vida familiar, relações intergeracionais.

Resumo

Neste trabalho, analisa-se a permanência de adultos-jovens na residência dos seus pais, na contemporaneidade, problematizando os tradicionais parâmetros definidores da entrada na vida adulta, de acordo com a concepção de ciclo de vida familiar. A entrada na vida adulta envolve negociações entre dependência e autonomia, dentro de um contexto sociocultural mais amplo. Discute-se o prolongamento da convivência intergeracional a partir da influência do individualismo na constituição da vida social contemporânea. Considera-se este fenômeno paradigmático, na medida em que esconde e revela os seguintes paradoxos contemporâneos: a conciliação de práticas individualizantes e hierarquizantes na família; e a formação de elos sociais numa sociedade marcada pela cultura individualista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina de Campos Borges, PUC-Rio
Psicóloga, doutoranda em Psicologia Clínica do Departamento de Psicologia da PUC-Rio.
Andrea Seixas Magalhães, PUC-Rio
Doutora em Psicologia, Professora Assistente do Departamento de Psicologia da PUC-Rio.
Publicado
2009-04-23
Como Citar
Borges, C. de C., & Magalhães, A. S. (2009). Transição para a vida adulta: autonomia e dependência na família. Psico, 40(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/3993
Seção
Artigos