O localismo nos jornais do Interior

  • Beatriz Dornelles Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Jornalismo interiorano, notícia, localismo

Resumo

Neste estudo, detenho-me à questão do localismo em jornais interioranos portugueses que circulam em pequenas cidades de Portugal e no Rio Grande do Sul, em cidades com menos de 200 mil habitantes. A partir de uma análise de conteúdo de 14 jornais entre os dois países. O que se pode observar até o momento é a utilização cada vez maior da internet pela população em geral. Esta situação favoreceu o localismo, pois ampliou a demanda por informações locais de qualidade. Desta forma, é determinante o papel que a geografia desempenha na definição de informação local mesmo na era digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Dornelles, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
P

Referências

AREAL, M. F. El público en los medios locales de comunicación. In: AAVV, Estudos de Periodística V, 1997.

BOND, Fraser. Introdución al Periodismo. México: Editora Americana, 1965.

CAMPONEZ, Carlos. Jornalismo de Proximidade. Coimbra: Ed. Coimbra, 2002.

DIJK, Teun van. La Noticia Como Discurso – Comprensión, estrutura y producción de la Información, Barcelona, Buenos

Aires, México: Paidós, 1996.

DORNELLES, Beatriz. Jornalismo “Comunitário” em Cidades do Interior. Porto Alegre: Ed. Sagra Luzzatto, 2004.

GOMIS, Lorenzo. Teoria del Periodismo – Como se forma el presente. Barcelona, Buenos Aires, México: Paidós, 1997.

MERCADÉ, Juan. Marcía. La fuerza del periodismo local em la era de la globalización electrónica. Pontevedra: Universidade de Vigo, 1992.

MATHIEN, Michel. La Presse Quotidienne Régionale. [s.n.], 2004.

PUCHEU, René. L’information locale. In: Press Actualité, n. 79, jan. 1973.

RAIMUNDO, Orlando. A linguagem dos jornalistas – Manual de escrita jornalística. Lisboa: O Acontecimento, 1991.

Como Citar
Dornelles, B. (2011). O localismo nos jornais do Interior. Revista FAMECOS, 17(3), 237-243. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2010.3.8191
Seção
Jornalismo e Conhecimento