Quem lê tanta notícia? O jovem universitário e o jornal impresso

  • Maria Apparecida Campos Mamede-Neves Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Stella Maria Peixoto de Azevedo Pedrosa Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Jornal impresso, mídia, modos de endereçamento

Resumo

O artigo apresenta um estudo sobre uma possível relação de um elenco de valores e problemas, apresentados por jovens universitários, com os temas veiculados pelo jornal impresso. Destaca a tematização em torno de campos de problematização moral, enfatizando que o jornal impresso articula diversos temas em torno de seu público leitor, configurando uma situação circular em que o jornal procura atender ao anseio de um determinado público, ao mesmo tempo em que o leitor busca determinado jornal por sua linha editorial. A opinião do jovem universitário é constituída a partir de um processo individual de reelaboração e de um repertório formado por fontes de diferentes procedências, de posições e contraposições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Apparecida Campos Mamede-Neves, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Professora do Departamento de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.
Stella Maria Peixoto de Azevedo Pedrosa, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Coordenadora Central de Educação a Distância da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Referências

AUMONT, Jacques. A Imagem. Campinas, São Paulo: Papirus, 1993.

BARTHES, Roland. A Câmara clara. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

BARROS FILHO, Clóvis. Agenda Setting e educação. Comunicação e Educação, São Paulo, n. 51, p. 27-33, jan./abr. 1996.

CALDAS, Álvaro. (Org). Deu no jornal. São Paulo: Loyola, 2002.

COLLARO, Antônio Celso. Projeto Gráfico: Teoria e prática da diagramação. São Paulo: Summus, 1987.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Perspectiva, 2001.

ELLSWORTH, Elizabeth. Modos de endereçamento: uma coisa de cinema; uma coisa de educação também. In: SILVA, Tomás Tadeu da (Org.). Nunca fomos humanos. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. p.7-76.

ERBOLATO, Mario. Jornalismo Gráfico. São Paulo: Loyola, 1981.

FERREIRA JUNIOR, José. Capas de jornal, a primeira imagem e o especo gráfico-visual. São Paulo: SENAC, 2003.

LAGE, Nilton. Linguagem jornalística. São Paulo: Ática, 1993.

LEITE, Miriam Moreira Leite. Texto visual e texto verbal. In Bianco, B.F. e LEITE, M. (Org.). Desafios da Imagem.

Campinas: Papirus 1998, p. 37-49.

MAMEDE-NEVES, Maria Aparecida Campos e outros. Em busca de uma metodologia para a análise da mídia escrita. Lumina: FaCom, UFJF, n. 10-11, Jan/Dez. 2003.

MAMEDE-NEVES, Maria Aparecida Campos;. WILMER, Celso; PEDROSA; Stella Maria Peixoto de Azevedo. Campos de problematização moral do jovem. Psicopedagogia: Revista da ABPp, n. 63. São Paulo: ABPp, 2003.

MAMEDE-NEVES, Maria Aparecida Campos; VIDAL, Fernando; WILMER, Celso. Problemas e valores apontados por jovens universitários pertencentes a “sociedades emergentes”: um estudo sobre a Barra da Tijuca. Revista de comunicação, cultura e política, Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, jul/dez. 2003.

MAMEDE-NEVES, Maria Apparecida Campos; PEDROSA, Stella Maria Peixoto; FIGUEIREDO, Ana Valéria. Jovem jornal: ecos de uma pesquisa. Rio de Janeiro: 2007.

MERTON, Robert e LAZERSFELD, Paul. Comunicação de massa, gosto popular e organização da ação social. In COSTA LIMA, Luiz. Teoria da comunicação de massa. São Paulo: Paz e Terra, 2002, p. 105-131.

PEDROSA, Stella Maria Peixoto Azevedo e MAMEDE-NEVES, Maria Apparecida Campos. Juventude, cultura e comunicação. Contemporânea, Salvador, v. 2, n. 1, p. 173-194, jun. 2004.

PUIG, Josep Maria. A construção da personalidade moral. São Paulo: Ática, 1998.

______. Construcción dialógica de la personalidad moral. Revista Iberoamericana de Educación, n. 8, 1995. Disponível em: www.campus-oei.org/oeivirt/rie08a04.pdf Acesso em: 6 nov. 2002.

SANTAELLA, Lucia; WINFRIELD, Noth. Imagem – cognição, semiótica, mídia São Paulo: Iluminuras, 2001.

SILVA, Rafaela Souza. Diagramação - o planejamento visual gráfico na comunicação impressa. São Paulo: Summus, 1985.

SODRÉ, Muniz. A comunicação do grotesco - um ensaio sobre a cultura de massa no Brasil. Petrópolis, RJ: Vozes, 1985.

VILLAS-BOAS, André. O Que é [e o que nunca foi] design gráfico. Rio de Janeiro: 2AB, 1998.

Como Citar
Mamede-Neves, M. A. C., & Pedrosa, S. M. P. de A. (2009). Quem lê tanta notícia? O jovem universitário e o jornal impresso. Revista FAMECOS, 16(40), 68-76. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2009.40.6320
Seção
Perspectivas do Jornalismo