Da redação aos blogs: a busca por novos arranjos econômicos e alternativas ao trabalho jornalístico

  • Cláudia Nonato FIAM-FAAM Centro Universitário, São Paulo, SP, Brasil.
Palavras-chave: Jornalistas blogueiros, Blogosfera, Arranjos econômicos alternativos

Resumo

Este artigo é baseado na pesquisa Jornalistas, blogueiros, migrantes da comunicação: em busca de novos arranjos econômicos para o trabalho jornalístico com maior autonomia e liberdade de expressão (LIMA, 2015), realizada a partir da proposta teórico-metodológica de aproximação entre Comunicação e Trabalho, sob a perspectiva da Teoria do Valor (Marx) e da Ergologia (Schwartz). Tal abordagem se justifica pelo fato de a comunicação ser fundamento da atividade humana e dos processos de trabalho. Desse modo, a pesquisa buscou comprovar duas hipóteses: a) os profissionais do jornalismo com vasta experiência na profissão estão migrando para novas mídias, principalmente para blogs independentes; b) jornalistas experientes migram para os blogs em busca de maior autonomia, liberdade de expressão e realização profissional. Para chegar aos resultados, foram analisadas as entrevistas e rotinas de produção de 15 jornalistas blogueiros, separados metodologicamente entre dependentes e independentes (de veículos de comunicação).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Nonato, FIAM-FAAM Centro Universitário, São Paulo, SP, Brasil.

Doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, professora do Mestrado Profissional em Jornalismo do FIAM-FAAM Centro Universitário, pesquisadora do Centro de Pesquisa em Comunicação e e Trabalho (CPCT/ ECA-USP), Editora Executiva da Revista Comunicação & Educação (ECA-USP) e Diretora Administrativa da SBPJor (Gestão 2017-2019).

Referências

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as Metamorfoses e a Centralidade do Mundo do Trabalho. São Paulo: Cortez Editora, 1995.

BIANCHI, Felipe; BORGES, Altamiro. [email protected], uni-vos (mas nem tanto). São Paulo: Centro de Mídia Barão de Itararé, 2014.

BRIGGS, Asa& BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à Internet. 2 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

CASAQUI, Vander. Empreendedorismo social em perspectiva global: bem comum, trabalho e engajamento na retórica do capitalismo contemporâneo. Revista Eletrônica Internacional de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura (EPTIC), Aracaju, v. 17, n. 1, p. 185-198, jan. 2015. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/eptic/article/view/3383/pdf Acesso em: 02 abr. 2017.

DANTAS, M.; CANAVARRO, M.; BARROS, M. Trabalho gratuito nas redes: de como o ativismo de 99% pode gerar ainda mais lucros para 1%? Liinc em revista, v. 10, n. 1, 2014. Disponível em: http://www.brapci.ufpr.br/brapci/v/a/16017. Acesso em: 25 Jul 2017.

DARBILLY, Leonardo Vasconcelos Cavalier. Blogosfera, estratégias de subversão e o campo da comunicação no Brasil: uma análise do Movimento dos Blogueiros Progressistas sob uma perspectiva de estudos organizacionais. 2014, 297 f. Tese (doutorado). Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), São Paulo, 2014.

FIGARO, Roseli (coord.); NONATO, Claudia; GROHMANN, Rafael. As mudanças no mundo do trabalho do jornalista. Prefácio de José Marques de Melo. São Paulo: Atlas, 2013.

______ (coord.). O perfil do jornalista e os discursos sobre o jornalismo: um estudo das mudanças no mundo do trabalho do jornalista profissional em São Paulo. Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho CNPq/ECA-USP. São Paulo: Fapesp, 2012. Pesquisa concluída. Disponível em: http://www.eca.usp.br/comunicacaoetrabalho/wp/index.php/pesquisas/2009-2012/. Acesso em: 02 abr. 2017.

______ (coord.). Comunicação e trabalho: as mudanças no mundo do trabalho nas empresas de comunicação. Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho CNPq/ECA-USP. São Paulo: Fapesp, 2008. Pesquisa concluída. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/comunicacaoetrabalho/wp/index.php/pesquisas/ 2005-2007/. Acesso em: 24 de jul. de 2017.

FONSECA, Virgínia e SOUZA, Paulo H. Rodrigues de. O pós-fordismo na produção jornalística. Revista Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 2, n. 15. p. 1-18, jul. 2006. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/4264/4426. Acesso em: 02 abr. 2017.

GUAZINA, Liziane Soares. Jornalismo que tem lado: o caso dos blogueiros brasileiros “progressistas”. Revista Brazilian Journalism Research – v. 9 – n. 2 – p. 68-87, dez. 2013. Disponível em: http://bjr.sbpjor.org.br/bjr/article/view/545/492 Acesso em 02 abr. 2017.

HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. São Paulo: edições Loyola, 1996.

LIMA, Cláudia do Carmo Nonato. Jornalistas, blogueiros, migrantes da comunicação: em busca de novos arranjos econômicos para o trabalho jornalístico com maior autonomia e liberdade de expressão. 2015. Tese (Doutorado em Teoria e Pesquisa em Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

______. Comunicação e mundo do trabalho do jornalista: o perfil dos jornalistas de São Paulo a partir da reconfiguração dos processos produtivos da informação. 2010. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa em Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

______. Do Impresso aos blogs: a busca de jornalistas pela liberdade de expressão em novos métodos e processos produtivos. In STRELOW, A; FILHA, E; Pena, F; ASSIS, F; COUTINHO, I. (Orgs.). Jornalismo: História, Teorias, Gêneros e Práticas. São Paulo: Intercom, 2012.

LIMA, Venício. Mídia. Crise política e poder no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006.

MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. @ Internet e # Rua. Ciberativismo e mobilização nas redes sociais. Porto Alegre: Sulina, 2013.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria da Comunicação: ideias, conceitos e métodos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

MICK, Jacques (Org.); BERGAMO, Alexandre; LIMA, Samuel. Perfil do jornalista brasileiro. Características demográficas, políticas e do trabalho. Síntese dos principais resultados, 2012. Disponível em: http://perfildojornalista.ufsc.br/. Acesso em 16 mai. 2017

MOREIRA, Sonia Virginia. Análise documental como método e como técnica. In DUARTE, J.; BARROS, A. (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2015.

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 2000.

PRENSKY, Marc. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. On the Horizon (NCB University Press, vol. 9 n. 5, outubro 2001). Disponível em: http://www.colegiongeracao.com.br/novageracao/2_intencoes/nativos.pdf Acesso em 02 abr. 2017.

PRIMO, Alex. Blogs e seus gêneros: avaliação estatística de 50 blogs em língua portuguesa. Revista Matrizes – ECA/USP. v. 4; n. 1; p. 129-147, dez. 2010. Disponível em: http://periodicos.usp.br/matrizes/article/view/38281/41095. Acesso em: 02 abr. 2017.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SCHWARTZ, Y. e DURRIVE, L. (Orgs.). Trabalho e Ergologia. Conversas sobre a atividade humana. Tradução de Jussara Brito e Milton Athayde. Niterói: EdUFF, 2003 (1ed.); 2007 (2 ed.)

SILVEIRA, Sérgio Amaral da. Combates na fronteira eletrônica: a internet as eleições de 2006. In: LIMA, V. (Org.). A mídia nas eleições de 2006. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2007.

THOMPSON, John. A mídia e a modernidade. Uma teoria social da mídia. 15ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo volume I. Porque as notícias são como são. 3 ed. Florianópolis: Insular. rev. 2012.

_______________. Teorias do Jornalismo volume II. A tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional. Florianópolis: Insular. rev. 2013. 3 ed.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Uma teoria crítica das novas mídias; tradução Isabel Crossetti. 3 ed. Porto Alegre: Sulina, 2012.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Materialismo. São Paulo, Editora Unesp, 2011.

Publicado
2018-01-02
Como Citar
Nonato, C. (2018). Da redação aos blogs: a busca por novos arranjos econômicos e alternativas ao trabalho jornalístico. Revista FAMECOS, 25(1), ID28086. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2018.1.28086
Seção
Jornalismo