Os governos Roseana Sarney e Flávio Dino nas manchetes de O Estado do Maranhão

  • Li-Chang Shuen Cristina Silva Sousa Universidade Federal do Maranhão
Palavras-chave: Jornalismo Adversário, política, hegemonia

Resumo

Neste artigo, apresentamos parte dos resultados da pesquisa Governando Contra as Notícias: o primeiro ano do Governo Flávio Dino nas páginas de O Estado do Maranhão. Analisamos a mudança de paradigma enfrentada pelo jornal a partir da posse de um governador de oposição ao grupo Sarney. Analisamos as chamadas de capa publicadas em 2014 e 2015, governos de Roseana Sarney e Flávio Dino, respectivamente. A metodologia utilizada foi a combinação de análise de valência com análise textual. Concluímos que o jornal, apesar de seguir formalmente os critérios de noticiabilidade e valores-notícia em sua cobertura durante o mandato de Roseana, adotava um discurso jornalístico-publicitário, atuando como relações públicas das ações governamentais naquele período, especialmente em assuntos negativos para o governo. A partir da posse de Dino, o jornal passa a atuar no campo oposicionista e abandona completamente o discurso positivo, transformando sua cobertura em um exercício de jornalismo adversário e atuando como arena de diálogo entre as elites em disputa pela hegemonia no Maranhão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Li-Chang Shuen Cristina Silva Sousa, Universidade Federal do Maranhão
Professora Adjunta do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão

Referências

ALSINA, Miguel Rodrigo. La Construción de la Noticia. Barcelona: Paidós, 1996.

COUTO, Carlos Agostinho de Almeida. Estado, mídia e oligarquia: poder público e meios de comunicação como suporte de um projeto político para o Maranhão. São Luís: EDUFMA, 2009.

COOK, Timothy. Governing with the news: the news media as a political institution. 2 ed. Chicago: Chicago Press, 2005.

ESSER, Frank, STRÖMBÄCK, Jesper. Mediatization of politics: understanding the transformation of Western democracies. Hampshire: Palgrave Macmillan, 2014. DOI: https://doi.org/10.1057/9781137275844.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: Editora UNB, 2001.

FAIRCLOUGH, Norman. Media discourse. New York: St Martin’s Press, 1995.

GANS, Herbert. Deciding what’s news: a study of CBS Evening News, NBC Nightly News, Newsweek and Time. New York: Vintage Books, 1980.

GENRO FILHO, A. O segredo da pirâmide – Para uma teoria marxista do jornalismo. Porto Alegre: Tchê, 1987.

GRABER, Doris A.; MACQUAIL, Denis; NORRIS, Pippa. The politics of the news, the news of the politics. 2 ed. Washington: CQ Press, 2008.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. Vol. 2. 4 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

GUAZINA, Liziane Soares. Jornalismo em busca da credibilidade: a cobertura adversária do Jornal Nacional no escândalo do Mensalão. 2011. 256 F. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Faculdade de Comunicação, UNB, Brasília, 2011.

LATTMAN-WELTMAN, Fernando, CHAGAS, Viktor. Mercado futuro: a economia política da (re)partidarização da imprensa no Brasil. In: Dados – Revista de Ciências Sociais. Rio de Janeiro, vol. 59, n. 2, p. 323-354, 2016.

MIGUEL, Luís Felipe, BIROLI, Flávia. A produção da imparcialidade: a construção do discurso universal a partir da perspectiva jornalística. Revista Brasileira de Ciências Sociais: Rio de Janeiro, vol. 25, n. 73, 2010.

MIGUEL, Luís Felipe. Política e mídia no Brasil: episódios da história recente. Brasília: Plano, 2002.

SCHUDSON, Michael. Discovering the news: a social history of american newspapers. New York: Basic Books Inc., 1978. DOI: https://doi.org/10.7208/chicago/9780226026688.001.0001.

SOUSA, Jorge Pedro. Teorias da notícia e do jornalismo. Chapecó: Argos, 2002.

SPARROW, Bartholomew H. Uncertain guardians: the news media as a political institution. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1999.

THOMPSON, John. Brookshire. O escândalo político: poder e visibilidade na era da mídia. Petrópolis: Vozes, 2002.

TRAQUINA, Nelson (org). Teorias do jornalismo: porque as notícias são como são. Vol. 1. Florianópolis: Insular, 2004.

TUCHMAN, Gaye. La Producción de la noticia: estudio sobre la construcción de la realidad. Barcelona: Gili, 1983.

WOLF, Eric. Envisioning power: ideologies of dominance and crisis. Berkeley, University of California Press, 1999.

WOLF, Eric. Antropologia e poder. Contribuições de Eric Wolf. Editora UNB, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Editoria Unicamp, 2003.

Publicado
2018-01-02
Como Citar
Silva Sousa, L.-C. S. C. (2018). Os governos Roseana Sarney e Flávio Dino nas manchetes de O Estado do Maranhão. Revista FAMECOS, 25(1), ID27283. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2018.1.27283
Seção
Jornalismo