O Espelho: Infopropaganda britânica para Portugal e para o Brasil durante a I Guerra Mundial

  • Helena Lima Universidade do Porto (Portugal)
  • Jorge Pedro Sousa Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal
Palavras-chave: O Espelho, Propaganda, Jornalismo

Resumo

Cem anos passaram sobre o início da I Guerra Mundial, na qual intervieram países como Portugal e o Brasil. A imprensa, apelidada de “bala de papel”, tornou-se, uma peça central na propaganda para a formação de correntes de opinião pró e contra a guerra. A imprensa ilustrada foi particularmente relevante nesse processo. Esta pesquisa tem por objetivo descrever a forma como a revista britânica ilustrada O Espelho, redigida em português e difundida em Portugal e Brasil, apresentou a I Guerra Mundial. Concluiu-se que a revista se apresentava como informativa, mas que os seus textos e imagens são propagandísticos e anti-germânicos, o que se compreende sabendo-se que O Espelho foi uma das revistas ilustradas concebidas pelo War Propaganda Bureau para difundir universalmente os pontos de vista britânicos sobre o conflito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena Lima, Universidade do Porto (Portugal)
Professora Doutora do Departmento de Jornalismo e Ciências da Comunicação e Informação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Investigadora do Centro de Investigação Media & Jornalismo (CIMJ),
Jorge Pedro Sousa, Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal
Professor Catedrático, investigador da Universidade Fernando Pessoa e do Centro de Investigação Media & Jornalismo.

Referências

A REAÇÃO do Brasil. A louvável conduta do Governo Wenceslau Braz. O Espelho, Londres, p. 51-52, 21 abr. 1917.

CARVALHO. Reis de. Os Neutros e a paz. O Espelho, Londres, p. 180, 12 ago. 1916.

D’Arcanchy, Raul. A Germanização do Sul do Brasil. O Espelho, Londres, 3 jun. 1916, p. 86-87; 17 jun. 1916, p. 122; 1. jul. 1916, p. 138-139; 15 jul. 1916, p. 156-157; 29 jul. 1916, p. 173.

GILBERT, M. A Primeira Guerra Mundial. Lisboa: Esfera dos Livros, 2007.

JOSÉ VERÍSSIMO imensa perda para as Letras Brasileira. Morte de um Amigo dos Aliados. O Espelho, Londres, p. 3, mar. 1916.

LASSWELL, H. Propaganda Technique in the World War. Cambridge: The MIT Press, 1971.

MARQUIS, A. G. Words as Weapons: Propaganda in Britain and Germany During the First World War. Journal of Contemporary History, v. 13, n. 3, 1978, (467-498). Disponível em: http://www.jstor.org/stable/260205?origin=JSTOR-pdf

Acesso em: 24 jan. 2014.

MARRERO J. P. Under Propaganda Fire: Spain and the Great War. Proceedings War and propaganda in the XXth Century. (13-18). In: Rollo, Maria Fernanda, Pires, Ana Paula & Novais, Noémia Malva (Eds.). (2013). War and propaganda in the XXth Century [Electronic Document]. Lisboa: IHC, CEIS20. Disponível em: file:///C:/Users/ranielle/Downloads/War%20and%20Propaganda%20in%20the%20XXth%20Century.pdf

Acesso em: 14 jan. 2013.

MURPHY D. M.; WHITE J. F. Propaganda: Can a Word Decide a War? Parameters, posted in Small Wars Journal, (p.15-27), 2007. Disponível em: http://smallwarsjournal.com/blog/parameters-autumn-2007

Acesso em: 14 fev. 2012.

NAVARRO, F. (dir.) e outros. História Universal. v. 19. Lisboa: Salvat, Promoway e Público, 2005.

O BRASIL e a Inglaterra. O Espelho, Londres, p. 2, fev. 1916.

O CAFÉ brasileiro. O Espelho, Londres, p. 164, 28 jul. 1917.

Publicado
2017-01-02
Como Citar
Lima, H., & Sousa, J. P. (2017). O Espelho: Infopropaganda britânica para Portugal e para o Brasil durante a I Guerra Mundial. Revista FAMECOS, 24(1), ID24332. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.1.24332
Seção
Jornalismo