"Compre essa ideia, consuma esse produto", ou como a publicidade nos enreda em sua teia

  • Patricia Cecilia Burrowes Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Criatividade, Publicidade, Biopolítica

Resumo

Este artigo investiga as estratégias empregadas, ontem e hoje, pela publicidade, para tentar seduzir seu público, produzir-lhe uma impressão duradoura e levá-lo a preferir uma marca, em detrimento de outras. Analisamos duas campanhas: uma da década de 1960, considerada marco da chamada “revolução criativa”, e uma vencedora do Festival de Criatividade de Cannes de 2013. Observamos que o recurso à criatividade na publicidade assinala, no primeiro momento, uma mudança do capitalismo, da produção industrial de bens para a de consumo. Hoje vivemos uma “nova revolução criativa” no âmbito da comunicação de marketing. Usam-se técnicas de narrativa para conquistar o engajamento do público, visto como possível interlocutor. Corresponde à mutação do capitalismo, para uma modalidade chamada “cognitiva”. Apresento uma visão crítica, questionando tal noção de criatividade, e se a publicidade funcionaria como um mecanismo de controle biopolítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Cecilia Burrowes, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutorado e mestrado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ). Atualmente é profa. adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação e subjetividade, publicidade e propaganda, criação e criatividade.

Referências

AMAZON: Uprising: How to build... Disponível em: http://www.amazon.com/Uprising-Brand---World-SparkingMovements/dp/0071782826/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1324484917&sr=8-1. Acesso em: 27 fev. 2014.

BAREM, Manu. 6 segredos do “Dove Retratos da Real Beleza” revelados pela agência que criou o viral. Youpix, setembro de 2013. Disponível em: http://www.youpix.com.br/news/segredos-do-dove-retratos-dareal-beleza/. Acesso em: 14 mar. 2014.

BRUNO, Fernanda. Máquinas de ver, modos de ser: vigilância, tecnologia e subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2013.

BURROWES, Patricia. Prontoparaoconsumo. In: CAIAFA, J.; EL HAJJI, M. Comunicação e sociabilidade: cenários contemporâneos. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

CARRASCOZA, João A. A evolução do texto publicitário: associação de palavras como elemento de sedução na publicidade. São Paulo: Futura, 1999.

CUNHA, Paulo Roberto Ferreira da. Cinema Paradiso – Um filme, muitos discursos, diferentes Itálias. In: COMUNICOM 2013 – Congresso Internacional em Comunicação e Consumo, São Paulo. Anais do Comunicom 2013. São Paulo: ESPM, 2013.

DELEUZE, Gilles. Conversações, 1972-1990. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

_______. GUATTARI, Félix. Mil Platôs – capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995. Vol. 2. DDB: Bill Bernbach Said. Disponível em: http://www.ddb.com/BillBernbachSaid/about-the-book.html#. Acesso em: 4 jun. 2014.

DOVE. Real Beauty Scketches. Disponível em: http://retratosdarealbeleza.dove.com.br. Acesso em: 24 mar. 2014.

EVANS, Sophie Jane; POW, Helen. Former Malboro man, 72, becomes fifth actor from iconic cigarette ads to die of lung disease. Mail online. 27 january 2014. Disponível em: http://www.dailymail.co.uk/news/article-2546554/Ex-Marlboro-Man-dies-smoking-related-respiratory-failure.html. Acesso em: 14 fev. 2014.

FIGUEIREDO, C. Redação publicitária: sedução pela palavra. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da Biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GREMAUD et al. Manual de Economia. São Paulo: Saraiva, 2003.

HALLOCK, M. The creative revolution. In: History of advertising (with a little design). Disponível em: http://historyofads.the-voice.com/the-creative-revolution. Acesso em: jan. 2014.

HOBSBAWN, Eric. A era dos extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

IEZZI, Teressa. The Idea writers: copywriting in a new media and marketing era. New York: Palgrave Macmillan, 2010.

JAZZYLITTLEDROPS. Disponível em: http://jazzylittledrops.tumblr.com/post/48118645174/why-dovesreal-beauty-sketches-video-makes-me>. Acesso em: 10 jan. 2014.

KASTRUP, Virginia. A invenção de si e do mundo. Uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. Belo Horizonte: Autêntica, 2007 [1999].

MARKETINGBEST: Case – Unilever: Campanha Dove Retratos da Real Beleza. Publicado: quinta-feira, 14 de novembro de 2013. Disponível em: http://www.marketingbest.com.br/marketing-best/case-unilevercampanha-dove-retratos-da-real-beleza/. Acesso em: 13 mar. 2014.

MEIO&MENSAGEM: Por dentro de “Retratos da Real Beleza” 20 de junho de 2013. Disponível em: http://cannes.meioemensagem.com.br/cobertura/2013/cannes/festival/festival/Por-dentro-de-Retratos-da-Real-Beleza.html. Acesso em: 14 mar. 2014.

NOVAC, Jenny. Malboro Man. CigaretteZoom.com – Zoom on Cigarettes. July 25, 2011. Disponível em: http://cigarettezoom.com/marlboro-man/. Acesso em: 10 jan. 2014.

OGILVY, David. Confissões de um publicitário. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003 [1963].

O PORTAL da história. Marcas e produtos. Disponível em: http://www.arqnet.pt/portal/empresas/vw_campanha.html. Acesso em: 22 jan. 2014.

PELBART, Peter Pal: Biopolítica e biopotência no coração do Império. Multitudes 9, mai-juin 2002. Disponível em: http://www.multitudes.net/Biopolitica-e-Biopotencia-no/. Acesso em: 20 mar. 2014.

PENTEADO, Cláudia. Real Beauty Sketches: a história de um Grand Prix. Época Negócios, 17 set. 2013. Disponível em: http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/mundocriativo/2013/09/17/real-beautysketches-a-historia-de-um-grand-prix. Acesso em: 24 mar. 2014.

POPE, Daniel. Making Sense of Advertisements. In: History Matters: The U.S. Survey Course on the Web, June 2003. Disponível em: http://historymatters.gmu.edu/mse/ads/. Acesso em: 20 jan. 2014.

PORTUGAL, Mirela. Como nasceu o viral Dove Real Beleza, feito por brasileiros. Exame.com, 25 jun. 2013. Disponível em: http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/como-nasceu-o-viral-dove-real-beleza-feitopor-brasileiros?page=1. Acesso em: 14 mar. 2014.

STAMPLER, Laura: Why people hate Dove’s ‘Real Beauty Sketches’ Video. Business Insider, 22 abr. 2013. Disponível em: http://www.businessinsider.com/why-people-hate-doves-real-beauty-ad-2013-4. Acesso em: 25 de mar. 2014.

Publicado
2015-02-04
Como Citar
Burrowes, P. C. (2015). "Compre essa ideia, consuma esse produto", ou como a publicidade nos enreda em sua teia. Revista FAMECOS, 21(3), 1241-1261. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2014.3.17623
Seção
Publicidade e Propaganda