Recurso digital na aprendizagem dos surdos: leitura e a escrita

  • Cristiane Lumertz Klein Domingues Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; FAPA, Fatepa.
Palavras-chave: Digital, Surdo, Leitura.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo sobre a inclusão, sobre as leis e aborda a educação no desenvolvimento do surdo, discutindo o uso do recurso digital durante esse processo. O estudo descreve por meio de uma pesquisa qualitativa os resultados alcançados através de respostas adquiridas numa entrevista realizada com alunos surdos. Visa compreender como esse indivíduo utiliza o recurso digital, em especial para poder pensar como ele poderia usufruir da educação a distância, considerando as limitações da sua deficiência. Os resultados obtidos na entrevista, com os alunos surdos, apontam que a maior dificuldade está nos textos escolhidos para as aulas, por serem longos e porque eles não dominam completamente a língua portuguesa, pois a língua deles é libras, isso torna a leitura mais difícil e trabalhosa. Também, se levantou algumas sugestões, para o uso de maneira mais qualificada, das ferramentas usadas no meio digital, com o objetivo de melhorar a aprendizagem dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Lumertz Klein Domingues, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; FAPA, Fatepa.
Cristiane Lumertz Klein Domingues possui Doutorado (2011) e Mestrado (2008) em Letras, área de concentração em Teoria da Literatura Infantil, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Graduação em Pedagogia (1993) e Especialização em Leirura: teoria e práxis, pela Faculdade Porto-Alegrense, onde leciona, nos níveis de especialização e graduação, as disciplinas de Teoria e Prática Metodológica de Leitura e Escrita I e II, Prática Educativa nos Anos Iniciais e Construção da Linguagem Escrita. Leciona também na Fatepa, na graduação, a disciplina de Comunicação Corporativa. Alfabetizadora por 15 anos, experiência no Ensino Fundamental e Educação Infantil. Desenvolve estudos nas áreas da alfabetização, Linguagem, Literatura Infantil , formação docente e letramento.

Referências

ARAÚJO, K. S. S; HETKOWSKI, T. M. Educação Inclusiva: o direito. Recife: Editora Construir, 2005. Disponível:

construirnoticias.com.br/asp/materia.asp?id=980>. Acesso em: 20 ago. 2015.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação e da pedagogia: geral e Brasil. São Paulo: Moderna, 2006.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Portugal: Edições 70, 2010.

BERNARDINO, Elidéa. Absurdo ou lógica? Os surdos e sua produção linguística. Belo Horizonte: Profetizando Vida, 2000.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação: 9.394/96. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>.

Acesso em: 13 out. 2014.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 4, de 13 de julho de 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&v

iew=article&id=14906&Itemid=866>. Acesso em: 13 out. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica (CNE e CNB), 2001. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=13208:resolucao-cp-2001&catid=323&Itemid=164>. Acesso

em: 17 out. 2014.

CARVALHO, Rosita Edler. Educação inclusiva: com os pingos nos “is”. Porto Alegre: Mediação, 2004.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. São Paulo: Cortez, 2001.

FERNADES, Maria. Os segredos da alfabetização. São Paulo: Cortez, 2010.

FREITAS, Soraia; RODRIGUES, David; KREBS, Ruy. Educação inclusiva e necessidades educacionais especiais. Santa Maria: UFSM, 2005.

GUERRA, Isabel Carvalho. Pesquisa qualitativa e análise de conteúdo: sentidos e formas de uso. Portugal: Principia, 2006.

HONORA, Márcia; FRIZANCO, Mary L. Esclarecendo as deficiências: aspectos teóricos e práticos para contribuir com uma sociedade

inclusiva. São Paulo: Ciranda Cultural, 2008.

KARNOPP, Lodenir Becker; KLEIN, Madalena. A lingua na educação do surdo. Porto Alegre: SEED, 2005.

LIBÓRIO, Renata Maria Coimbra; CASTRO, Bernardo Monteiro de. Dialogando sobre preconceito, políticas de inclusão escolar

e formação de professores. In: SILVA, Divino José da; LIBÓRIO, Renata Maria Coimbra (Orgs.). Valores, preconceito e práticas

educativas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

MANTOAN, Maria. Inclusão escolar: o que é? Porquê? Como fazer? São Paulo: Moderna 2003.

MAZZOTTA, Marcos José Silveira. Educação Especial no Brasil: História e Políticas Públicas. São Paulo: Cortez, 2005.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 1998.

QUADROS, Ronice Müller de. Educação de Surdos: a aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artes Médicas. 1997.

ROESH; Azevedo. Projeto de estágio e de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2009.

SASSAKI, R. K. Construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 1997.

Publicado
2015-08-15
Como Citar
Domingues, C. L. K. (2015). Recurso digital na aprendizagem dos surdos: leitura e a escrita. Educação Por Escrito, 6(2), 255-266. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2015.2.20599